segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Desolação e Esperança

E, tal como em Israel, lá foi o Poder para a Esquerda mais venal e irresponsável...


"O problema de André Ventura é dizer a VERDADE numa sociedade habituada a viver na MENTIRA" 

 

Esta é a imagem desta campanha e do estado actual do País.  
Um grande português, mais um punhado de valentes, dispostos a enfrentar um Sistema socialista-maçónico totalmente corrupto. Por amor à Liberdade, por amor à Verdade, por amor a Portugal.

Esta é a imagem da nossa Esperança. 
Vilipendiados por todos os partidos do Sistema, por toda a jornaleirada comprada pelo actual governo e abertamente esquerdista, André Ventura e o CHEGA já são a terceira força política nacional, em apenas três anos.

 

CHEGA: (Ainda) poucos, mas bons.


No país mais covideiro do Mundo, onde as pessoas pedem para ser injectadas e levam os filhos a injectar, a "pandemia" foi pretexto para dois anos de propaganda governamental e para aterrorização da população para além dos limites do imaginável. 

Abrigados sob a asa protectora do Partido Socialista, que a todos injecta e salva da Morte, os eleitores consideraram um insulto que alguém pudesse pôr em causa um governo que indubitavelmente só quer o nosso Bem. 
O governo mais corrupto da Europa. O país mais corrupto e mais pobre da Europa. Mas que tem muitas injecções para distribuir. Para o nosso Bem!

As tranches de 15 milhões dos impostos dos portugueses entregues à máquina de propaganda que ostenta a hilariante designação de "comunicação social", fazem maravilhas! As pessoas já só veem "pandemia" à frente. A inepta Ministra da Saúde, uma das mais incompetentes num governo de incompetentes, é a maior Santa da lusa religião maçónica-socialista. 

Mais uma vez uma abstenção escandalosa, de pessoas que já não acreditam em nenhum político, de tantas vezes que foram defraudadas. 

E de outras pessoas (sobretudo as mais novas) alienadas com futebóis, reality-shows, futilidades de Internet e hedonismo em geral. Drogas, raves, discotecas, votar é para os velhotes.

Uma rede enorme de "tachos" em Câmaras, em protecções civis, em observatórios e comissões, em mil e um esquemas que dão de comer a outros tantos boys e perpetuam um sistema em que metade dos portugueses trabalham para sustentar a outra metade.

Uma legião de subsídio-depententes e de portugueses à pressão, que nada entendem de Portugal, mas que entendem que devem votar no PS. Mais votos socialistas. 

Os mais frágeis, os pensionistas, votaram massivamente no actual governo. Eles, sobretudo, prezam a "estabilidade". 

Valorizam as migalhas que o governo mais corrupto da Europa (como é habitual no Partido Socialista) lhes atira. A Televisão apresenta-lhes os governantes socialistas com uma aura de salvadores. Não querem trocar a miseriazinha certa pelo risco de um país normal, como os outros da Europa. A esmola afigura-se-lhes demasiada. E desconfiam. 

O sistema de Ensino e o entretenimento televisivo doutrinam as novas gerações para que vejam os valores da Esquerda como verdades absolutas e inquestionáveis. O BE, o Livre, o PAN, lá estão, para absorver os votos dos jovens idealistas que acreditam no Pai Natal Marxista. 

Os ricardos araújos pereiras da vida, toda essa pandilha arregimentada que relincha as suas inanidades na televisão e na rádio, tem como alvo principal os mais novos. Que depois ganharão juizinho e, naturalmente, votarão PS na idade madura. 

Já se notou essa tendência, aliás. Só a Esquerda é digna. Só o Socialismo/Comunismo é aceitável. Mesmo que já não se pratique em nenhum país europeu fora da nossa Península, onde Salazar e Franco ainda servem de papão para assustar os mais novos.

Para os jovens mais difíceis de programar, a Iniciativa Liberal lá está, esquerdista em tudo, menos na Economia. A Iniciativa Liberal que vai de joelhos mendigar um lugarzinho no desfile do 25 de Abril. Que se submete à famosa e indisputável "superioridade moral da Esquerda". 

 


 

A IL compicha do Costa, que o ajuda nos debates e que levou boa parte do eleitorado do CHEGA. A IL levada ao colo pela jornaleirada. A IL do Cotrim, que se atirou raivosamente ao Ventura no debate televisivo. A IL é um travesti político, uma direita só de nome.

Não há que ter medo de perder o emprego ou de nos tornarmos párias sociais se se disser publicamente que se simpatiza com a IL. 

Pode até ser-se nazi, do partido que pugna por essa ideologia. O Sistema podre autoriza tudo! Menos o CHEGA! Porque o inimigo comum do Sistema podre é o CHEGA!

 

 

O eleitorado português é tão dócil que não quer saber nem das das ligações do Sistema podre ao narcotráfico e ao jihadismo, apontadas por Cristina Seguí, de que falámos, por exemplo, aqui, aqui e aqui.

O eleitorado português quer lá saber que a Esquerda nacional seja financiada pelo nazi George Soros, como mostrámos, por exemplo, aqui

 


 

Não há escândalo em Portugal, mesmo envolvendo primeiros-ministros, que possa incomodar a população ao nível de um penalti mal assinalado ou uma expulsão polémica no Big Brother.

 


O povo português está refém da lavagem cerebral dos jornalistas propagandistas. 

E cá vamos nós, a caminho de mais uma bazooka, de mais um saque e de mais uma bancarrota. Eternos pedintes da Europa, já habituados a encarar com normalidade a nossa condição de indigentes. Que VERGONHA!

Que venham então mais corrupção, mais pobreza, mais covidismo, mais Sócrates impune a passear de fato de treino, mais Socialismo, mais EURISLAM, mais fronteiras abertas 

O Sistema, de qualquer maneira, não parece contar com os portugueses e com Portugal, pois é tudo para diluir em Globalismo. 

Professor Martelo até já diz sem rodeios que "os 'migrantes' são o futuro de Portugal":

 


Felizmente, ainda temos alternativa: o CHEGA!

 

E é o que se pode arranjar, entre a desolação do país ainda mais pintado de cor de rosa e a esperança de que "a lua estoure e o sono estale, e a gente acorde finalmente em Portugal". 

 


O grande vencedor foi mesmo o famoso e encantador gato Zé Albino, que vai ter o seu desastrado dono mais disponível para lhe dar a merecida atenção e carinho. Valha-nos isso.



 P.S. - Abstencionistas perfazem mais do dobro dos que deram a maioria absoluta ao PS:


Parabéns, a abstenção tem a maioria absoluta! Que contentes devem estar...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

"Partido Socialista é uma associação mafiosa" - POLITUGAL

 


Quem o diz (E DEMONSTRA!) é o canal POLITUGAL, que a MARIA DA FONTE tem muito oportunamente publicitado. Nós concordamos. É um partido podre - em todos os aspectos!
Admire mais esta poderosa colecção de factos expostos pelo POLITUGAL sobre a quadrilha maçónica que se apossou de Portugal há 47 anos (já o tinha feito na Primeira República):


Israel (um país muito inábil em Política) copiou o modelo português e tem lá a mandar uma coligação pós-eleitoral de esquerda, que até integra partidos apoiantes do terrorismo islâmico. 
Era bom que não copiássemos Israel, que nos copiou a nós. Toda a Esquerda (PSDois incluído) é a favor das fronteiras abertas, da invasão e substituição populacional islâmica e da continuação deste Pântano. 
Só há um voto capaz de fazer a diferença e acabar com esta latrocracia!

 

A Esquerda portuguesa numa imagem.


Visite o canal da MARIA DA FONTE:


E o POLITUGAL.


Leia também:

António Costa recebeu milhares de Rendeiro e João Cotrim Figueiredo -TOTALNEWS

Corrupção: Sócrates e Costa em lavagem de dinheiro - TOTALNEWS

 



quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

António Costa recebeu milhares de Rendeiro e João Cotrim Figueiredo -TOTALNEWS

Exclusivo: Como António Costa recebeu milhares de euros de Rendeiro e João Cotrim Figueiredo


Por Yosef Cohen – TOTALNEWS

João Rendeiro, banqueiro português preso na África do Sul, foi um dos principais financiadores/ criadores de António Costa. 

João Rendeiro era o Chairman do BPP, Banco Privado Português, que declarou falência e depois foi intervencionado por estado de Portugal, Governo socialista de José Sócrates. 

António Costa começou como Ministro do Interior de Portugal com José Sócrates; o atual Primeiro de Portugal foi sempre braço-direito de José Sócrates. 

Homem forte no governo de José Sócrates, homem forte no partido Socialista apoiante do governo de José Sócrates, o amigo dos narcoterroristas da Venezuela.

João Rendeiro foi um banqueiro que sempre fez favores a José Sócrates, muito amigo do grupo de José Sócrates. 

O intermediário entre José Sócrates e João Rendeiro era António Pires de Lima, gestor, de partido CDS/PP, braço-direito do político muito próximo de Cuba, presidente da primeira associação de amizade Portugal-Cuba, com o advogado Luis Nobre Guedes, e o depois Ministro das Relações Exteriores de Portugal, Paulo Portas.

António Pires de Lima solicitou ao João Rendeiro, com aprovação de José Sócrates, que João Cotrim Figueiredo passasse para lugar de relevo na Privado Holding, proprietária do BPP, banco privado português. João Cotrim Figueiredo tinha de facto função de CEO.

João Cotrim Figueiredo era o homem por detrás de todas as operações de João Rendeiro, sempre fazendo favores a José Sócrates.  

O BPP foi usado para branquear dinheiro de Venezuela, Colômbia (a solicitude de António Pires de Lima e Miguel Pais do Amaral, parte do dinheiro ia para José Sócrates e outros políticos e empresários de Portugal, incluso professores de Direito com conexões políticas muito claras e públicas) sempre com intervenção de João Cotrim Figueiredo.

Uma das formas de branquear capital de América Latina era doar a partidos políticos que fizessem favores a João Rendeiro. O principal beneficiário das doações de João Rendeiro era o PS, o Partido Socialista; e principalmente António Costa. 

João Rendeiro financiou sempre António Costa e a sua família – incluso, Ricardo Costa, jornalista da SIC/EXPRESSO, de Francisco Pinto Balsemão, ativo de Intel durante muitos anos (parece ter-se esquecido) que foi tornado editor de Politica a pedido de João Rendeiro a Francisco Balsemão. 

Ricardo Costa com Nicolau Santos (amigo muito próximo do socialista Eduardo Hintze Paz Ferreira) atacaram o BES de Ricardo Salgado para proteger João Rendeiro e BPP, onde estava o socialista espanhol de Zapatero, Rafael Mora. Rafael Mora está a ser protegido pelo Partido Socialista português e pelo grupo de Paulo Portas. 

Ricardo Costa subiu a diretor de SIC porque tem muita informação sobre as conexões de João Rendeiro a Partido Socialista, Rafael Mora e outros ex-representantes de banco BPP.

João Cotrim Figueiredo pediu ao João Rendeiro para assinar cheques de milhares de euros para o António Costa e o partido socialista português. 

António Costa era um mordomo de João Rendeiro, por isso Portugal não tem interesse de verdade na extradição de João Rendeiro para Portugal (Costa com ajuda do lobbysta português Diogo Lacerda Machado montou uma película de Hollywood no canal CNN Portugal para distrair portugueses até às eleições para o parlamento).  

Foi o João Rendeiro que chantageou o Luis Marques Mendes (presidente de partido social-democrata em 2007) para deixar cair um homem chamado Carmona Rodrigues que era prefeito da cidade de Lisboa em nome de combate a corrupção. 

Luis Marques Mendes fez favores o João Rendeiro e a João Cotrim Figueiredo, Cotrim Figueiredo foi apoiante do António Costa contra o outro senhor, o Fernando Negrão, que hoje e homem de Luis Marques Mendes e Rafael Mora. 

O Luis Marques Mendes e Negrão queriam vitoria de António Costa, foi tudo feito para António Costa começar sua carreira política a solo, como grande executivo. Luis Marques Mendes queria destronar Carmona Rodrigues também para ajudar o seu amigo Paulo Teixeira Pinto em guerra em banco BCP contra o banqueiro Jardim Gonçalves, apoiado por grupo de Igreja Católica OPUS DEI. Luis Marques Mendes, Rafael Mora, a mando do João Rendeiro e João Cotrim Figueiredo, queriam destronar a OPUS DEI, enfraquecer o seu peso em Portugal e destruir a vida de Jorge Jardim Gonçalves.

Era importante ter António Costa como prefeito de Lisboa e José Sócrates como Primeiro-Ministro para o João Rendeiro e o João Cotrim Figueiredo. 

Fotografia abaixo mostra um cheque passado por João Rendeiro ao Partido Socialista/Autárquicas 2007, candidato: António Costa a prefeito de Lisboa. 

João Cotrim Figueiredo foi toda a vida um socialista, conectado com a Internacional Socialista. 

Veja que o cheque de João Rendeiro passado ao António Costa é do banco BCP, João Rendeiro e João Cotrim Figueiredo tinham interesses no BCP e na destruição de Jorge Jardim Gonçalves.

Este é apenas um cheque de muitos, de milhares e milhares de euros passados por João Rendeiro a António Costa. 

Viola a lei portuguesa de financiamento dos partidos e explica a proteção de António Costa à ministra da justiça , mulher de Eduardo Hintze Paz Ferreira, a João Rendeiro e a João Cotrim Figueiredo.

 




Lista de jornaleiros comprados pelo Sistema - TOTALNEWS

 



Exclusivo: Jornalismo português cobarde é uma BANDALHEIRA: a lista dos jornaleiros comprados pelo sistema com bolsas e bolsinhas


Por Costa Moreno – TOTALNEWS

As fake news devem ser denunciadas, contraditas e desconstruídas. Sempre, sem medos, sem hesitações, sem medir as palavras, sem medir consequências. As fake news destroem as democracias e há uma espécie de fake news que se tornou habitual na esquerda KEKE portuguesa que são as fake news sobre fake news. Onde andam os jornalistas portugueses sempre a lamber as botas aos poderosos, aos políticos, aqueles com quem querem ficar sempre bem, aqueles com quem querem trabalhar, sempre à procura de BENESSES, de PRESENTINHOS, de SALARIOZINHOS, de EMPREGOZINHOS nos gabinetes de Ministros, nos gabinetes de CEO’s que lhes pedem publicidade grátis, etc…VERGONHA!!! O jornalismo português é uma BANDALHEIRA nunca vista em nenhum país, não é democrático, é CIVILIZADO! 

O Jornalismo português é MEDIEVAL, SEM VERGONHA, feito de MENTIRAS, MENTIROSO, só quer MATAR pessoas em vez de informar. O Jornalismo é o discurso de ÓDIO que existe em Portugal, uma BANDALHEIRA odiosa!

Andaram os periodistas a atacar tudo e todos, todos os que não são do sistema corrupto, de compadrios, trocas de favores, uma mão lava a outra dos políticos socialistas, à esquerda e á direita, porque há socialistas na direita, chamando fake news a tudo o que não gostam. Era tudo uma grande fake news! E agora? Onde andam os denunciadores de fake news? Quem se atreve a chamar fake news a tudo o que não gostam? A tudo que não é de seu interesse! QUEM??? Jornalismo cobarde é o jornalismo português! Jornalistas que são corajosos se tiverem debaixo da saiazinha do António Costa e dos seus interesses! VERGONHA!!!

Agora os subornos que a Mariana Mortágua e ao Bloco de Esquerda são fake news??? O contrato que a TOTAL NEWS mostrou entre o Ricardo Salgado e  a Marianita Mortágua (onde anda ela??? Onde anda Mariana Mortágua??? Desaparecida??? A estrela do Bloco de Esquerda não aparece em campanha??? Tem medo???) é fake??? Já o leram? Não? Vão lê-lo e sejam sérios! Sejam sérios! Não têm coragem de denunciar a Mariana Mortágua? A quem interessa protegê-la? VERGONHA!

As ligações entre o João Rendeiro com o João Cotrim Figueiredo e o António Costa, os pagamentos que o João Rendeiro fez ao António Costa a mando do João Cotrim Figueiredo? Os cheques como o que TOTAL NEWS mostrou e mostra aqui outra vez que o João Rendeiro assinou em benefício do António Costa? Não interessam??? 

Os jornalistas portugueses que gostam tanto da verdade, são tanto anti-fake news, denunciadores de fake news, agora não lhe INTERESSA mostrar a VERDADE??? Onde andam os guerreiros da Verdade? Onde? Estão desaparecidos em combate! Apareçam cobardes vendidos! Não passam de VENDILHÕES DO TEMPLO DAS MENTIRAS!

 


Fica uma curta lista de jornalistas vendidos ao sistema sempre a fazer favor aos seus amigos, aos seus donos:

– Pedro Coelho, SIC;

– Luis Delgado, VISÃO, homem que conheço bem não tem dinheiro para ir ao Mcdonald’s e finge-se dono de um jornal às cavalitas do “outro”…agora quer ir para Figueira…

– Clara Ferreira Alves, Expresso;

– Miguel Carvalho, Visão;

– Nuno Miguel Ropio, pobre ignorante que não sabe o que é o Hezbollah (foi ver a wikipedia) mas escreve como grande sabichão…é um rodopio de mentiras, de fretezinhos, miss António Costa este jovem, deixa esse rodopio, ó Ropio!

– Mafalda Anjos, Visão;

– José Pacheco Pereira, o periodista estoriador (não historiador porque não tem formação para isso) , só inventa estórias;

– Bárbara Reis, PÚBLICO, a senhora das chineladas e das chinaladas…

 – Vitor Rainho, NASCER DO SOL;

– João Campos Rodrigues, Inevitável

A vergonha destes jornalistas/comentadeiros é tão gigante que para além de omitirem notícias ao povo português recebem bolsas , milhares de euros para criar estruturas de matança social dos seus adversários políticos! 

Inventando notícias sobre os inimigos e destruindo, escondendo, apagando sobre notícias sobre os seus amigos, camaradas, companhias de almoçaradas, jantaradas, bebedeiras no Bairro Alto de Lisboa, quem lhe paga as férias para ir ao ski (ou ao sku….). O Miguel Carvalho, o Pedro Coelho, a Bárbara Reis recebem dinheiro de fundações privadas, e empresas privadas, bancos, gasolineiras para “combater as fake news” – mentira, é para escreverem aquilo que a Fundação Gulbenkian e os interesses instalados querem que eles escrevam. O Pedro Coelho teve a VERGONHA de elogiar terroristas espanhóis! Tenha VERGONHA, aprenda a fazer jornalismo! As conversas da Bárbara Reis ouvidas do ORIENTE são interessantes, quando ela discute com muitas pessoas (políticos, banqueiros..) sobre o que deve escrever, como deve escrever, qual o ângulo, como humilhar, como não humilhar, a pedir para lhes escreverem rascunho…uma BANDALHEIRA do terceiro mundo.

A BANDALHEIRA tem de acabar. As fake news que negam notícias que apresentam evidências são fake news mais graves. Têm de ser denunciadas e combatidas , mesmo criminalizadas como crime que são. Lembrei-me agora…oh Pacheca Pereira, somos do norte, do Porto, peço-lhe…escreva sobre mim, Costa Moreno, que o conheço ainda andava de calções…Escreva sobre mim, vá, acuse-me de fake news ou de indecência como tem experimentado há muitos meses contra muitos jornalistas com sua arrogância mentirosa e peseteira…que o diga o Domingos Duarte Lima! As histórias que o Domingos contava sobre si…a esquerda KEKE…Vá, Pacheca, escreva sobre mim e não atenda o telefonema do assessor do António Costa a prometer-lhe mais uma ajudinha…e uma jantarada com a Bárbara no chinês. A Bárbara paga com a bolsa da Gulbenkian. Peça-lhe para escrever sobre as entregas de dinheiro que o Salgado fazia à Mariana, sobre o António Costa receber dinheiro do João Rendeiro, ou têm medo de ser despedidos??? COBARDES! É uma BANDALHEIRA esta mentira de jornalismo português! Vamos revelar as mentiras, os esquemas, conversas dos COBARDES, MEDRICAS, DOMESTICADOS “jornalistas”portugueses!

 


 

A especialidade do Coelho Albino aqui em cima é difamar o CHEGA!

Corrupção: Sócrates e Costa em lavagem de dinheiro - TOTALNEWS


 

Corrupção no governo português: Vitor Escária lavou dinheiro para Sócrates e Costa, manipulando Ricardo Salgado e Jardim Gonçalves


- Por Yosef Cohen, TOTALNEWS


Vitor Escária, economista. Professor da Universidade de Lisboa, ISEG, Instituto Superior de Economia e Gestão. A mesma escola onde ensina Francisco Louçã, político da extrema esquerda portuguesa, cronista do PRAVDA, de círculos extremistas internacionais.

A sua juventude foi passada na Argentina e na Colômbia, lutando ao lado de movimentos terroristas e extremistas de esquerda. Francisco Louçã quis reciclar o seu currículo depois de entrar na vida política de Portugal, com dinheiro da família Braga Gonçalves, da loja maçónica Casa do Sino. 
A família Braga Gonçalves está implicada em grandes casos de corrupção, branqueamento de capitais, tráfico de armas, droga, marfim e diamantes. 
Braga Gonçalves deu dinheiro para fundar o Bloco de Esquerda a Francisco Louçã e Miguel Portas e financiou a conquista do poder por Paulo Portas no partido CDS/PP. 
Braga Gonçalves é agora um lobista que trabalha para o grupo de Paulo Portas e Manuel Dias Loureiro.

Vitor Escária foi funcionário do gabinete de José Sócrates, primeiro-ministro socialista acusado de corrupção, e foi o contacto entre José Sócrates e representantes da Líbia, Irão, Venezuela e outros países ligados ao narcotráfico e ao financiamento do terrorismo.

Vitor Escária, hoje chefe de gabinete do primeiro-ministro socialista de Portugal, António Costa, antes da queda de Kadafi, esteve várias vezes com Ricardo Salgado, presidente do banco BES, na embaixada da Líbia em Lisboa.

Vitor Escária telefonou a Ricardo Salgado para o acompanhar ou para ter uma conversa privada antes ou depois de uma recepção diplomática. A mesma coisa aconteceu várias vezes na Embaixada da Venezuela.

Vitor Escária relacionou-se com José Sócrates, e agora, com António Costa, é ele quem distribui o dinheiro. É o operador que circula dinheiro entre políticos e jornalistas portugueses e empresas como a MOTA-ENGIL.

Vitor Escária esteve relacionado com a empresa do grupo MOTA-ENGIL, MARTIFER, em troca de favores políticos, como chefe de gabinete de José Sócrates.

O dinheiro que Vitor Escária recebeu da Líbia e da Venezuela foi usado para pagar, entre outras, empresas de comunicação que haviam trabalhado para o Partido Socialista, como Luis Bernardo e Luis Paixão Martins, que agora trabalham para António Costa.

Vítor Escária e Francisco Louçã, com Mariana Mortágua, propuseram uma distinção honorária a Ricardo Salgado no ISEG. O advogado no meio de tudo isto foi Eduardo Hintze Paz Ferreira, também professor da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, que parece ser uma parceria desta faculdade de Direito com o INISEG de Vítor Escária e Francisco Louçã.

Vitor Escária ligou para Ricardo Salgado para encontrar uma forma de circular o dinheiro de criminosos da Líbia e da Venezuela usando o sistema bancário português.

Vítor Escária convenceu Ricardo Salgado a realizar esta operação porque era do interesse dos interesses nacionais de Portugal. Foi política externa, e em muitas dessas operações Ricardo Salgado não ganhou nada, apenas problemas.

Vitor Escária, José Sócrates e António Costa, com o grupo de Manuel Dias Loureiro, ganharam muito.

João Rendeiro, Ricardo Salgado e Jorge Jardim Gonçalves caíram quando disseram NÃO ao grupo de José Sócrates e Manuel Dias Loureiro que pretendiam ter Pedro Passos Coelho “pelas colh*es”. Só Manuel Dias Loureiro e o seu grupo da Líbia, Líbano e Marrocos se salvaram porque sempre disseram SIM a José Sócrates e Vítor Escária salvou o banco BPN e roubou o povo português, referenciado por vários órgãos de Informações como centro de branqueamento de capitais e financiamento de terrorismo internacional.

 



 Leia também:

Regime terrorista iraniano financia ilegalmente o LIVRE?

Portugal: Fina-flor da Política, Banca e Futebol metida no NARCOTRÁFICO?

Marisa Matias, o amante, o Professor Martelo e tudo! Narcotrático, Comunismo, BDS e Jihad! Ena!!!

 

 

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Obrigado, Professor Olavo!

 


"Ser odiado por multidões de ignorantes é o preço de não ser um deles"

Olavo de Carvalho


Olavo de Carvalho deixou-nos. Homem de inteligência rara, corajoso, pioneiro na luta contra o novo Comunismo globalista e contra a islamização do Mundo Livre, influenciou milhões de pessoas e desprogramou-as da lavagem cerebral do Sistema. Estamos tristes e endossamos as nossas condolências à família, aos amigos, aos alunos e aos brasileiros.

A jornaleirada amestrada rejubila, por uma vez dá-lhe atenção (para o difamar), os esquerdopatas comemoram, a Esquerda vê-se livre do seu pior pesadelo e demonstra de que é feita: de ódio!

Com um derradeiro manguito, o Professor Olavo foi tratar de outros assuntos e deixou-nos os seus livros, os seus vídeos, a sua obra, o seu humor. O único problema do professor Olavo é que produzia muito mais do que nós conseguíamos assimilar. As próximas gerações têm muito que desbravar do seu Pensamento.

Obrigado, Professor Olavo! 


Site oficial: 





terça-feira, 25 de janeiro de 2022

O sinistro PULHÍGRAFO


Clique para ampliar:


Vale a pena ler:

A NOVELA POLÍGRAFO


Que haja mais processos judiciais contra o PULHÍGRAFO. Que continue a ser DESMASCARADO.
Os chamados "verificadores de factos", bem como a quase totalidade dos media, estão ao serviço deste regime criminoso, do Comunismo Globalista, da Nova Ordem Mundial, das fronteiras abertas e consequente substituição populacional Eurislâmica, do genocídio covidiano e de todas as formas de ditadura em curso.

 


 

Assistimos aos extertores finais do projecto comunista global, que marcha de braço dado com o islamismo global e com os grupos económicos de contornos ocultistas (por exemplo o Clube de Roma) e com os potentados cripto-nazis. Vários galos para um poleiro, que se entreajudam e se combatem consoante as conveniências.

As Forças das Trevas estão desesperadas, à medida que as populações acordam e deixam de ser manipuladas pelos jornalistas. As Trevas não olham a meios para abater quem se lhes opõe. Sabotaram a vitória limpa de Donald Trump, tentaram assassinar Bolsonaro, proíbem a Verdade, redobram na lavagem cerebral das massas, e, por cá, perseguem dia e noite André Ventura, líder da única força política que ameaça o Sistema. 

O PULHÍGRAFO é o cão de fila do Sistema Podre que nos governa.



 







Felipe Neto recomenda SODOMIA

  Olavo de Carvalho avisou - é atrás das crianças que eles andam! Felipe Neto, o ídolo da juventude, o queridinho do Sistema, o modelo para ...