terça-feira, 21 de maio de 2019

Aeroporto de Gaulle ocupado: “A França não pertence aos franceses!”

Nota em 23/1/2020: esta postagem está a ter muitas visualizações. Até faz lembrar os tempos antes de termos sido censurados por acção coordenada da matilha de extrema-esquerda, quando tínhamos todos os dias algumas dezenas de milhar de visitas. Obrigado pela preferência. Como este, temos muitos mais posts que ilustram o EURISLAM em curso na Europa.

Um post da nossa secção




Centenas de migrantes dos “Coletes Negros” tomam o terminal no aeroporto de Paris: “A França não pertence aos franceses!.
Centenas de migrantes indocumentados assumiram o controle do Terminal 2 do aeroporto Charles de Gaulle em Paris, França. Aproximadamente 500 migrantes tomaram o terminal.
“A França não pertence aos franceses! Toda a África tem o direito de estar aqui!”, foi a palavra de ordem.
O protesto foi organizado pelo grupo de apoio aos migrantes “La Chapelle Debout”, que disse que os seus membros se chamam “Coletes Negros”.
O grupo reivindica alojamento gratuito, nacionalidade imediata e fronteiras abertas a todos que queiram instalar-se em França.
Os protestatários avisaram que isto é apenas o começo e que as acções se repetirão e intensificarão até à abolição das fronteiras e legalização de todas as pessoas que queiram vir para França. 
Alguns vídeos do caos gerado pelos "migrantes e pelos seus apoiantes da extrema-esquerda: 




Em todo o Mundo Livre (Austrália, Nova Zelândia, Israel, Europa, Estados Unidos, Canadá, Brasil) assistimos a este fenómeno de populações invasoras usadas como arma de destruição por parte dos islamistas e da extrema-esquerda. 
Incapazes de tomar o poder pelo voto (a extrema-esquerda) ou pelas armas (os islamistas) usam a guerra demográfica para conseguirem os seus intentos.
Este plano da Nova Ordem Mundial goza da cumplicidade dos poderes globalistas e dos jornalistas assalariados.  
Milhões de débeis mentais, idiotas úteis, preferem ser conquistados, submetidos e exterminados a correrem o risco de serem tomados por "racistas". 
Parabéns, Macron, estás mais perto de destruir a França! És moderno!


Macron a não ser racista.

Fontes: Geller Report, NY Post, Freedom Outpost, Le Parisien, NY Post de novo, News Wars, The Organic Prepper.

P.S.: Macron sempre disse que não existe cultura francesa:



Agora pelos vistos já existe:


 
 
 
 


 
 
 

11 comentários:

  1. pra virar esse caos,deveriam voltar para a África e protestar lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida. Aposto que se os europeus começassem a chegar aos milhões aos países deles e a gritar "Isto é nosso!", o resultado seria trágico.

      Eliminar
    2. Prezado John mas foi exatamente isso que os europeus fizeram alguns seculos passados e outros bem mais recentemente. Não eram milhões mas eram mais bem armados e dominaram varios desses paises africanos , explorando, matando, saqueando e sabe Deus mais o que. Essa é a lei do retorno.

      Eliminar
    3. Pois foi caro amigo, e foi lamentável, apesar de a mentalidade da época ser bárbara, mas pelos vistos os muçulmanos (que continuam a cometer atrocidades em África, ininterruptamente desde há 1400 anos) são imunes à "lei do retorno".

      https://amigodeisrael2.blogspot.com/2019/04/libia-meninos-forcados-estuprar-as-suas.html

      A "lei do retorno", tanto quanto julgo saber, não legitima que se matem hoje europeus por causa das barbaridades cometidas pelos europeus de há séculos.

      Os europeus não foram os únicos a dominar, explorar e matar. O Japão (por exemplo) foi sempre uma potência supremacista, imperialista e genocida, até ser "acalmado" pelos EUA. Será que a "lei do retorno" não funciona no Japão? É que eles não têm lá invasões destas.

      A "lei do retorno" é muito bonita quando é na casa dos outros. Quando nos toca a nós, não ficamos muito virados para filosofar.

      A "lei do retorno" não está consagrada no Direito humano, pelo que cabe a cada um defender a sua Pátria e a sua gente. E a Deus "retornar" como entender.

      E que mal terão feito os africanos não-muçulmanos para terem tanto "retorno", sob a forma de chacinas descomunais rotineiramente cometidas pela Al-Shabab, Boko-Haram, Al-Nushra e companhia?

      O que está aqui em causa não são migrações económicas. A maior parte dos putativos migrantes são jovens em idade militar, com dinheiro no bolso e aparelhos electrónicos onde geralmente guardam propaganda do ISIS. Até porque eles não vão para países islâmicos ricos, onde deveriam sentir-se melhor, entre gente do mesmo credo.

      https://amigodeisrael2.blogspot.com/2019/05/eurafrica-vem-ai-150-200-milhoes-de.html

      O que está aqui em causa é a hégira, a colonização islâmica.

      Um abraço para si.

      Eliminar
  2. MacronXHidalgo: LulaXDilma [ por enquanto #BrasilLivre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Mito chegou! :)

      Brasil, EUA, Austrália, Itália, Europa de Leste, a onda neo-conservadora avança...

      Eliminar
  3. Quem financia esses "Coletes Negros" ? São as ONGs do Soros, com certeza! O Olavo de Carvalho é que está certo!
    Portugal vive numa tremenda ignorância! Eu penso que ser testado de "homofóbico" até é uma honra, pois é sinal de que somos diferetes deles!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, o nazi George Soros, hoje extrema-esquerdista, decano do globalismo e aliado do islamismo, financia muitos "movimentos populares". Os Antifa, os Black Block, muita dessa gentinha recebe para protestar "espontaneamente".

      Sobre a "homofobia", nós, conservadores, que não fazemos mal nenhum aos homossexuais, levamos com esse rótulo. Quem no-lo põe são os apoiantes dos regimes islamistas e comunistas, onde os homossexuais são mortos e presos. Gente irracional...

      Eliminar
  4. Cuidado ao dar doações para ongs, tipo médicos sem fronteiras. O dinheiro vai para financiar esse tipo de coisa disfarçadamente.

    ResponderEliminar
  5. 100% de acordo. O Fernando Nobre da AMI, por exemplo, é um islamófilo, esquerdalho e antissemita. A AMI server basicamente para dar tacho à família toda da criatura. Mas a maior parte das ONG's e dos departamentos "humanitários" da ONU estão ao serviço da expansão do comunismo e do Islão.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Felipe Neto recomenda SODOMIA

  Olavo de Carvalho avisou - é atrás das crianças que eles andam! Felipe Neto, o ídolo da juventude, o queridinho do Sistema, o modelo para ...