domingo, 5 de novembro de 2023

Toda a História de Israel

-Três aulas magistrais sobre a História de Israel. Porque é que os odiadores não estudam a História e o Direito Internacional? Porque sabem que MENTEM e odeiam a VERDADE:

 

"Com o conflito em Israel, atacado pelo Hamas e a subsequente operação militar israelense em Gaza, muitas pessoas se perguntam: qual a origem desse conflito inteiro? Bom, não é simples de explicar. Nesse vídeo, começamos a 4 mil anos atrás com a chegada dos hebreus no território que hoje é Israel. Desse ponto de partida vamos entender toda a história do território, quem dominou quem, como e quando! Chegaremos até a criação do Estado de Israel em 1948 e em breve, viremos com a continuação dessa aula, abrangendo o período de 1948 até hoje em dia! Espero que gostem!"

"Continuação do primeiro vídeo sobre por quê Israel existe. No primeiro vídeo, vimos a história do Estado de Israel desde 2000 a.c. até a criação do Estado moderno em 1948. No vídeo de hoje, vamos ver as guerras travadas por Israel para sobreviver em meio aos estados árabes hostis e o primeiro acordo de paz entre um estado árabe e Israel!"
"Última parte da série sobre a razão da existência de Israel. Neste vídeo, cobrimos o período de 1980 até hoje em dia e concluimos a história de Israel."


 

Israel é 0,4% do Médio Oriente. Não tem petróleo, não tem nascentes de água. Metade é deserto. Se Israel é tão mau, porque é que os colonos árabes não regressam aos seus países de origem, no imenso Império Árabe?


TODOS os países Árabes (a verde no mapa acima) foram criados sobre o genocídio das populações nativas.  

Os Árabes são da Arábia! Não são de Marrocos, da Líbia, da Albânia, da Sérvia, da Bulgária, do Líbano, de Israel, etc., etc.... 

Tunísia, Marrocos, Argélia, Egipto, Líbano, Bharein, Qatar,  Iémen, Jordânia, Emiratos, Iraque, Síria, Kuwait, Sudão, etc., etc., é tudo terra ROUBADA pelos Árabes, sobre população exterminada. 

TODOS os países do Novo Mundo resultam do extermínio de Civilizações inteiras e foram ocupados, colonizados, ROUBADOS pelos Europeus (usamos o termo ROUBADOS, porque é esse termo que o Mundo, erradamente, usa, para acusar Israel de ter ROUBADO a imaginária "Palestina Árabe").  

Canadá, Estados Unidos, TODOS os países da América Latina, Austrália, Nova Zelândia, etc., todos os que por aí forem contra Israel, VOLTEM PARA A  A EUROPA! 

Ídem para os imensos Impérios Russo, Chinês e Turco, igualmente produtos do genocídio e colonização.

 E etc.! A História humana é a narrativa de rios de sangue! 

Todos os Impérios do mundo, todos os países fundados sobre a invasão e o genocídio e a coloniação, que querem dar lições a Israel, se mantêm. Formalmente, França, Inglaterra ou Espanha, já não são impérios, mas mantêm poder colonial e "províncias ultramarinas".

Há múltiplos territórios sob disputa em todo o Mundo, mas apenas Israel, que nem sequer o é, do ponto de vista do Direito Internacional, "preocupa" os grandes "humanistas"! 

A malta quer lá saber do Saara Ocidental, de Taiwan, do Tibete, da Caxemira ou do Nagorno-Karabakh! A malta quer é os judeus todos mortos!!! A malta quer lá saber das crianças assassinadas pelos regimes comunistas, islamistas e satanistas! A malta quer saber é das "vítimas" inventadas pela propaganda PALLYWOOD!!!

Portugal e Espanha estão a seguir a Israel na lista dos territórios a reconquistar - porque o que foi subjugado pelo Islão, ao Islão deve voltar! É essa a CAUSA ÙNICA do "conflito israelo-árabe"! 

O Mundo festejou em delírio a matança demoníaca de judeus a 7 de Outubro e indigna-se actualmente por Israel teimar em existir. 

 

Mas apenas o microscópico ISRAEL, que nunca atacou nem colonizou ninguém, que constitui meros 0.4% do Médio Oriente e contribui proporcionalmente para o bem-estar da Humanidade como nenhum outro país, é obrigado e justificar permanentemente a sua existência! 

Massacre de 7 de Outubro, louvado por muçulmanos, comunistas, globalistas e nazis.

O Mundo Cristão e o Mundo Islâmico, que, juntos, perfazem centenas de países e cobrem quase todo o planeta, têm lavrado, nas respectivas Escrituras, que Deus e Alá, respectivamente, deram a Terra de Israel aos judeus.

A História e o Direito Internacional confirmam Israel como povo nativo e nação indígena. 

 Pogrom, 2023.


Mas, para comunistas, globalistas, muçulmanos e nazis - que são as forças que contestam o direito dos judeus à Vida - nada chega nem chegará jamais. É o NEGACIONISMO na sua forma mais pura e mais abjecta.   

 
Como os judeus eram vistos na Idade Média.

Na Idade Média, a acusação era de que os judeus é que originaram a Peste Negra, envenenando poços (e ainda há quem acredite nessa atrocidade). 

A Inquisição assou judeus vivos durante 350 anos por crime de "deicídio", quando na verdade o Império Romano crucificava judeus aos milhares todos os dias, e entre eles foi crucificado um judeu actualmente divinizado por 2,2 biliões de almas. 

Nos séculos 19 e 20, os judeus foram assassinados aos milhões, por serem, ora considerados capitalistas, ora comunistas. 

O Nazismo liquidou 8 milhões de judeus porque a "Ciência Nazi"/Ocultismo/Teosofia/ Satanismo, "concluiu" que se tratava de uma "raça inferior". 

Os muçulmanos, esses, matam judeus há 1400 anos, porque estes recusaram reconhecer Maomé como o Messias.

Hoje, o pretexto é a grosseira propaganda soviética de que "Israel invadiu a "Palestina".  Uma propaganda tão abjecta como qualquer das anteriores causas de extermínio dos judeus.

E NEM UM DESSES FILHOS DAS TREVAS OUSARÁ JAMAIS ENCARAR A VERDADE DE FRENTE E ADMITIR QUE ESTÁ ERRADO.



A guerra a que ora assistimos, é espiritual. É o Bem contra o Mal. E podeis ficar cientes: o Mal NÃO TRIUNFARÁ! 

Sem comentários:

Enviar um comentário