quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Facebook adopta sharia e leis da blasfémia - 3

Este post faz parte na nossa secção


Facebook adopta sharia e leis da blasfémia - 1

Facebook adopta sharia e leis da blasfémia - 2

 



O Facebook defende a censura, segundo a lei sharia muçulmana, e as leis islâmicas da blasfémia 
Judith Bergman, The Gatestone Institute, World Israel News, 19 de Fevereiro de 2019 


O Facebook fechou a página do imã australiano Mohammad Tawhidi no Facebook “depois de ele ter feito um post zombando do grupo terrorista Hamas, e falando em termos sarcásticos sobre 'protestos pacíficos palestinos'”.


Mohammad Tawhidi é um dos pouquíssimos clérigos muçulmanos no Mundo (só conhecemos mais um!) que recusa a jihad, o ódio e o supremacismo:



É odiado pelos outros muçulmanos. Por isso o Facebook, censurou-o.

O Facebook baniu permanentemente todo o ramo europeu do movimento juvenil anti-migração, Geração Identitária, do Facebook. Excluiu as páginas do movimento por conterem "conteúdo extremista".


 Para saber o que é o movimento Geração Identitária, veja este nosso post, sff:

 

França - O Regresso da RESISTÊNCIA


 Hoje em dia, recusar a substituição populacional e o terrorismo é "conteúdo extremista".


O Facebook censurou um post crítico do tratamento que o Islão dá aos gays como "discurso de ódio" e suspendeu o editor do site por trás do post, Politite, por 30 dias.

O Facebook bloqueia regularmente o site Jihad Watch, do historiador e autor Robert Spencer. Aconteceu, por exemplo, em Setembro e em Dezembro.



Cumprindo o código da Comissão Europeia

Estes casos (ver post anterior) representam apenas uma selecção extremamente pequena de incidentes divulgados que afectam uma série de usuários do Facebook de alto perfil público; os usuários da rede social menos conhecidos são permanentemente censurados e banidos
.

 É o nosso caso:




Na Alemanha, por exemplo, o advogado, jornalista e activista anti-censura Joachim Nikolaus Steinhöfel mantém um site que documenta a censura do Facebook somente na Alemanha. Parece haver uma quantidade enorme de casos por documentar - em Junho de 2017, o Facebook removeu uma média de 288.000 postagens por mês globalmente, de acordo com as suas próprias estatísticas.

Isso não deve ser uma surpresa - o Facebook, por exemplo, assinou o Código de Conduta da Comissão Europeia para combater o discurso ilegal de ódio online, que compromete a gigante da rede social a revisar e remover, em 24 horas, “discursos de ódio ilegal”.
O vice-presidente de políticas públicas do Facebook, Richard Allan, escreveu em 2017:

"A nossa definição actual de discurso de ódio é qualquer coisa que atente directamente as pessoas com base no que é conhecido, como as suas 'características protegidas' - raça, etnia, nacionalidade, filiação religiosa, orientação sexual, sexo, género, identidade de género ou grave deficiência ou doença".

“Não há uma resposta universalmente aceite para quando alguém pisa o risco…

“Às vezes, é óbvio que algo é discurso de ódio e deve ser removido - porque inclui o incitamento directo à violência contra características protegidas, ou degrada ou desumaniza as pessoas. Se identificarmos ameaças credíveis de violência iminente contra qualquer pessoa, incluindo ameaças baseadas numa característica protegida, também a denunciamos à Polícia local. ”

O Facebook, no entanto, parece ser “criativamente” selectivo na forma como escolhe seguir as suas próprias regras. Remove, por exemplo, “conteúdo que glorifica a violência ou celebra o sofrimento ou a humilhação dos outros”. Na Suécia, no entanto, Ahmad Qadan publicou actualizações de status no seu perfil público no Facebook, pedindo doações para o ISIS. As postagens ficaram online por dois anos. O Facebook só apagou as mensagens depois de o Serviço de Segurança Sueco (Säpo) so ter questionado.

Em Novembro de 2017, Ahmad foi condenado a seis meses de prisão depois de ter sido considerado culpado de usar o Facebook para arrecadar dinheiro para financiar a aquisição de armas para os grupos terroristas ISIS e Jabhat al-Nusra e por postar mensagens pedindo “graves actos de violência principalmente ou desproporcionalmente destinado a civis com a intenção de criar terror entre o público".
Em suma: segundo a política do Facebook, o terrorismo islâmico não é contra os "padrões comunitários". Denunciá-lo é que é.
Bem diz o Achmed Batata:

https://achmedbatata.blogspot.com/


Aconselhamos a (re)leitura destes dois posts, que mostram os documentos oficiais da União Europeia que visam explicitamente a substituição populacional na Europa, com a colaboração dos media:


JORNALISTAS promovem Islamização da Europa

"Eurislam" - Projecto OFICIAL de Islamização da Europa

 

CONTINUA

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Menina de 10 anos grávida estuprada por 100 jihadistas e espancada com cabos

Meninas prisioneiras são exibidas em jaulas antes de serem entregues aos estupradores maometanos.

ONDE ESTÃO A ONU, A UE, AS ONG's e TODOS ESSES F'sDP?

CRIANÇA já mãe, grávida e escrava sexual do ISIS, 10 anos de idade, estuprada por 100 jihadistas e espancadas com cabos
THE SUN, 24 Fevº 2019

Um trabalhador humanitário que administra casas seguras para os Yazidis que escapam do Estado Islâmico disse que as crianças escravas sexuais de crianças são frequentemente estuprados por centenas de combatentes.
O Mail on Sunday informou que a criança, Marwa Khedr (foto à esquerda) se tornou uma vítima do Estado Islâmico depois de os jihadistas invadirem a sua aldeia no Iraque e reunirem todas as famílias sob ameaça de armas.

Os homens foram enterrados vivos numa vala comum.


As mulheres e as crianças foram levadas para o norte do país, onde foram divididas por idades.

As mais valorizadas foram as mulheres com idades entre 10 e 20 anos.
A sua tia, Mahdya, disse que viu pela última vez a sobrinha, juntamente com outras meninas e mulheres, num mercado, esperando para ser levada à futura capital do califado, Raqqa.

A própria Mahdya recentemente escapou de Baghuz, a última fortaleza do ISIS na Síria, e disse que foi forçada a comer gravetos e estrume animal para sobreviver.
Uma amiga disse a Mahdya que tinha visto Marwa novamente desde o sequestro dela, e que ela estava grávida com apenas dez anos de idade, de acordo com o Daily Mail.

Mahdya, 29 anos, suportou o seu próprio inferno sob o ISIS.

A jovem contou que foi frequentemente vendida, mantida em caves durante meses, espancada e forçada a casar-se várias vezes.

Ela foi ameaçada de ter as suas filhas estupradas, e viu-as serem espancadas regularmente com cabos, pelos jihadistas.

No entanto, quando tentou fugir, ela disse que as  suas filhas foram alvo de lavagem cerebral pelo ISIS e recusaram juntar-se a ela, temendo os homens "infiéis" das forças curdas libertadoras.

O Islão ordena a escravização dos "infiéis"
O destino dos "infiéis" no Islão é serem executados, serem escravizados (estes vídeos mostram mercados de escravas sexuais), ou, na melhor das hipóteses, viverem em situação de servidão, pagando a jyziia (o imposto exigido aos "infiéis") - mas sempre "em humilhação".

Avalie bem o calibre dos suínos:











Alcorão (33:50) - “Ó Profeta! Nós te tornamos leais as vossas mulheres a quem compraste; e aquelas (escravas) que a tua mão direita possui dos prisioneiros de guerra que Allah designou para ti”. 
Alcorão (23.5-6) - “..que se abstenham do sexo, excepto com aquelas a que se uniram no laço matrimonial, ou (as escravas) que suas mãos direitas possuem…” 
Alcorão (4:24) - “E todas as mulheres casadas (são proibidas a vós, excepto aquelas (escravas) que sua mão direita possui.”

Quem estudar a teologia islâmica e ouvir os sermões de todos os clérigos muçulmanos, saberá que assim é. Não há desculpas para a ignorância na Idade da Informação. Pamela Geller desenvolve este assunto.

Ziad Avdal, um ex-professor que dirige casas seguras para os yazidis que escapam do ISIS, falou sobre o terrível destino de Marwa, de 10 anos de idade.

Ele disse: "Não é apenas terrível que ela esteja grávida - estas jovens podem ter sido estupradas por 100 homens antes de engravidarem".

Forças ocidentais combatendo o Estado Islâmico.

As alegações horríveis vêm depois de relatos de que soldados das SAS encontraram as cabeças decepadas de 50 escravas sexuais do ISIS num túnel subterrâneo.

Pessoas deslocadas da minoria Yazidi, fugindo da violência das forças leais ao Estado Islâmico na cidade de Sinjar, Síria.

Mulheres yazidis e uma criança se reúnem em frente à sua tenda em um campo de refugiados em Mount Sinjar, no Iraque.
  
Um membro do ISIS agita uma bandeira em Raqqa no auge da força da organização terrorista em 2014.

 Uma mulher yazidi segura o seu filho num campo de refugiados, em Sinjar, Iraque.
À medida que as forças de libertação avançam, os terroristas do ISIS tentam fugir disfarçados de mulheres. Valentões para decapitar e estuprar crianças, mas COBARDES em face do inimigo.

Mas sabe o que é que se deve evitar? Não é a ideologia que ORDENA estas atrocidades! O que se deve evitar é dizer a VERDADE sobre essa ideologia:



Assim falam Isabelinha Gomes e todos os bem-pensantes!

P.S. - A jihad sexual não vitima apenas o povo Yazidi. Cá na Europa não é substancialmente diferente. O Islão assim ordena:

 


Campos carbonizados por balões incendiários florescem no sul de Israel



Não há muito tempo, os campos no sul de Israel foram carbonizados pelos papagaios incendiários lançadas a partir de Gaza. Agora a área está a florescer! 
Belas terras agrícolas e reservas naturais foram completamente queimadas no ano passado pelos tumultos violentos ao longo da fronteira entre Israel e Gaza e especialmente pelos papagaios e balões incendiários lançados pelos terroristas da Jihad Islâmica e do Hamas. 
Agora, esses mesmos campos estão novamente a florescer, trazendo de volta turistas e moradores locais para desfrutar. 
Com os renovados protestos violentos e ataques na cerca da fronteira, esperamos que a recuperação vibrante não seja de curta duração!

Via:



Este site tem versões em Espanhol e Francês.





A ideia que o mundo faz de Gaza, é de um campo de concentração, onde os judeus colocaram os árabes. É essa ideia que os jornalistas, os políticos e as universidades propagam. 
Uma ideia criminosa, destinada a difamar Israel. Gaza é um dos territórios que Israel DEU aos invasores Árabes, em troca da almejada paz.  
Israel deu, do seu território, a enorme área que é hoje o país inventado da Jordânia. Deu a Península do Sinai, imensa e riquíssima em recursos naturais - nomeadamente gás natural. Deu também o pequeno território de Gaza, como teste para abrir caminho a dar também a Judeia e a Samaria.
Uma péssima política, mas que Israel tem sido obrigado a aceitar, caso contrário sofre retaliações na arena internacional.  
A maior parte das pessoas não sabe onde fica Israel, não sabe o tamanho ridículo que o Estado judeu tem, não conhece a História de Israel, e não está interessada em saber. 


Veja se descobre Israel, entre os seus vizinhos muçulmanos.

Poderíamos aconselhar a nossa página O MELHOR DO AMIGO DE ISRAEL, onde explicamos tudo isto com certo detalhe, mas para quê? Quem não quer saber, nunca saberá.

Famílias de Israel debaixo do fogo dos terroristas de Gaza:


No microscópico Estado de Israel, cercado por 1 bilião e 800 milhões de maometanos hostis, os judeus são atacados diariamente desde a invasão islâmica, há 1400 anos. A podre classe dos jornalistas diz é ao contrário, verberando os judeus por não se colocarem à frente das balas, das bombas, das facas ou dos carros dos terroristas.

Resposta israelita aos papagaios incendiários: 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Reveladas ligações de Maduro (Venezuela) com o Hezbollah e tráfico de drogas

Isto não é surpresa. A extrema-esquerda está alinhada com as forças da jihad em todo o mundo.

O ditador comunista Nicolas Maduro e o líder terrorista islâmico Hasan Nasrallah.

Nicolas Maduro é um socialista; nos Estados Unidos, as congressistas muçulmanas Rashida Tlaib e Ilhan Omar estão alinhadas com os socialistas Alexandria Ocasio-Cortez e Bernie Sanders.  

Cá na Europa, é a mesma coisa. No Reino Unido temos em destaque o mayor de Londres, islamista e apoiante do ISIS Sadiq Khan.
Em Portugal temos o Bloco de Esquerda e os seus islamistas residentes Mamadou Ba e Sadiq S. Habib, mais o amigalhaço do Professor Martelo a aplaudir os massacres islamistas. E assim para todos os países da Europa Ocidental. 

A extrema-esquerda está determinada a destruir os Estados Unidos, a Europa e o mundo inteiro, e para isso não hesita em juntar-se à jihad.
Islão e Comunismo odeiam a Liberdade. Primeiro querem destruir o Mundo Livre, depois pensarão como repartir os despojos.


É do conhecimento público que o regime comunista venezuelano financia a extrema-esquerda global.


“O ex-chefe dos serviços de espionagem da Venezuela revelou os laços de Maduro com o Hezbollah e o tráfico de drogas” 
  

por Hagay Hacohen, Jerusalem Post, 24 de Fevereiro de 2019
O ex-chefe dos serviços de informações da Venezuela, Hugo Carvajal, revelou os fortes laços entre o governo do presidente Nicolás Maduro e o grupo terrorista Hezbollah, bem como a corrupção generalizada e o tráfico de drogas, informou o New York Times esta quinta-feira.
As actividades nefastas foram dirigidas pelo próprio Maduro, assim como pelo ministro do Interior, Néstor Reverol, e pelo ex-vice-presidente Tareck El Aissami.
Aqueles que foram designados para combater as drogas estavam envolvidos no tráfico delas, disse Carvajal. 




El Aissami não era apenas um traficante de drogas, disse Carvajal, mas também tinha conexões com o Hezbollah, e tentou organizar terroristas do Hezbollah para trabalhar com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia [FARC] através da Venezuela.  

Numa reunião realizada em 2009, terroristas do Hezbollah encontraram-se com El Aissami e Carvajal, na Síria, e entregaram aos dois representantes do Estado venezuelano três espingardas de assalto como presentes.  

O encontro envolveu o diplomata venezuelano Ghazi Nasr al-Din, que estava na Síria na época. 

O terrorista  islâmico Ghazi Nasr al-Din.


Rotulado como “um defensor do Hezbollah” pelo departamento do Tesouro, Nasr al-Din é procurado pelo FBI….

------------------------------------------------------------------------------------------




A extrema-esquerda tem uma propaganda especialmente eficaz junto dos jovens, das pessoas ressabiadas e das de miolo mole.

Ciro Gomes no Brasil ou as filhas do terrorista Mortágua em Portugal juram que a Venezuela é um Paraíso (e quem diz a Venezuela, diz Cuba, Coreia do Norte, Irão, etc., etc.), e os infelizes que foram educados na ideologia do "mundo ao contrário" aplaudem.

Toda a miséria que vai pela Venezuela, para eles, é "invenções dos americanos". O Hezbollah, para eles, é um romântico grupo que não faz mal a ninguém, apenas mata judeus (o que para a extrema-esquerda é sempre ganho).

No 'Amigo de Israel' original (censurado a pedido da extrema-esquerda) temos uma secção dedicada ao Hezbollah, que contamos reeditar aqui (até os islamofascistas nos censurarem de novo).



 



domingo, 24 de fevereiro de 2019

Príncipe Carlos louva "PIRATAS" da Somália por assustarem pescadores

O islamista (ver vídeos abaixo) candidato a absorvente íntimo e activista ambiental com jacto particular, conhecido como Príncipe Carlos de Inglaterra, igual a si mesmo. 
O taradinho da Cornualha esteve mais uma vez à altura do seu palmarés de estupidez. 

O futuro Chefe da Igreja de Inglaterra, em traje oficial...

Robert Spencer diz que este raciocínio do Príncipe Carlos é como louvar os terroristas do 11 de Setembro por terem aumentado as vistas em Manhattan.

-------------------------------------------------

"O Príncipe Charles elogiou os PIRATAS pela 'explosão' na vida marinha, porque mantêm os pescadores assustados"
Joseph Carey, Express, 6 de Outubro de 2017:


O PRÍNCIPE CARLOS elogiou os piratas do mar por assustarem os pescadores, o que levou a uma "explosão fantástica de maior e melhor peixe"
Falando numa conferência sobre a conservação do oceano, em Malta, o Príncipe de Gales provocou controvérsia ao louvar os piratas somalis por assustarem as tripulações de traineiras, contribuindo assim para uma maior riqueza de vida marinha. 
Carlos disse: "Como resultado, não houve lá pesca nos últimos 10 ou 15 anos. E por isso, houve uma explosão fantástica de peixes maiores e melhores". 
Após os polémicos comentários, dois ex-militares criticaram o Príncipe pelo seu aparente apoio aos gangues da Somália. 
O ex-soldado do SAS e especialista em anti-pirataria Phil Campion e o ex-soldado Stephen Beardsley qualificaram o discurso do Príncipe como anti-ético. 
Campion afirmou: "Esses bandos são terríveis e causam mal extremo, não respeitam a vida humana"
"Há alguns peixes extra. Comparar isso com as vidas humanas que foram perdidas, é insensível. Se Carlos pensasse nisso, teria outra opinião". 
Beardsley fez eco da declaração do ex-soldado do SAS: "Eles não são amigáveis, nem se preocupam com o meio ambiente"
Cinco britânicos foram capturados por piratas somalis que lançaram 103 ataques contra navios desde 2012. 
Estatísticas marítimas afirmam que 1.753 pessoas foram tomadas como reféns por piratas em todo o mundo com 12 mortes ...

-------------------------------------------------------

Escusado será dizer que para esquerda, estes pobres piratinhas só se dedicam a raptar, torturar e matar inocentes, porque têm falta de empregos. A monomania esquerdista reduz toda a experiência humana à luta de classes.  Como se hipotéticas desigualdades sociais legitimassem o terrorismo.

Médicos israelitas restauram a visão com transplante de membrana revolucionário



    Médicos israelitas do Rambam Health Care Campus, em Haifa, recentemente conduziram um procedimento bem-sucedido através do qual restauraram a visão perdida de uma mulher usando uma placenta.

    Por: TPS, 18 de Fevereiro de 2019:

    Uma jovem de 20 e poucos anos veio recentemente ao Hospital Rambam depois de sofrer queimaduras químicas significativas na superfície do olho. A ferida grave ameaçava suas pálpebras, os olhos e a visão, colocando-a em risco de cegueira.

    Shmuel Graffi, presidente da Sociedade Córnea de Israel e médico sénior do Departamento de Oftalmologia do Hospital Rambam, tratou a jovem e disse que os produtos químicos eram muito perigosos e exigiam uma “solução criativa”.

    As substâncias químicas ficaram presas entre a lente de contacto da mulher e a sua córnea e começaram a corroer o tecido da córnea enquanto penetravam profundamente no globo ocular.

    Os materiais também fizeram com que o seu sistema imunológico desenvolvesse uma reacção extrema - a criação de tecido cicatricial para proteger o olho. Esse mecanismo, se não for tratado durante o período crítico próximo do momento da lesão, pode causar danos reais às partes frontais “transparentes” do olho, da conjuntiva e da córnea.

    Além disso, a área da superfície do olho, que naturalmente produz humidade, pode desenvolver extrema secura e dor considerável.

    Pensando em maneiras de tratar essa lesão complicada, os médicos da Rambam apresentaram uma solução incomum - revestir a área afectada do olho com uma membrana amniótica, a camada externa da placenta. Este procedimento cirúrgico não convencional é realizado em apenas alguns centros em Israel.

    Um processo único foi usado para preservar a membrana amniótica colhida de um doador após uma cesariana. Depois de garantir a adequação da membrana, a jovem passou por um procedimento complexo, preciso e delicado, durante o qual a membrana foi costurada sob as suas pálpebras.

    A operação bem-sucedida foi seguida por um curto período de recuperação, durante o qual o implante foi absorvido com sucesso pelo corpo e a visão da jovem foi restaurada.



"A Cirurgia reconstrutiva usando transplante de placenta é um procedimento muito especial para o tratamento de queimaduras graves na superfície do olho", explicou o Dr. Graffi, que liderou a cirurgia.

“Durante a gravidez, a membrana impede que o feto seja rejeitado pelo útero e vice-versa, e permite que eles coexistam. Além disso, a membrana contém nutrientes importantes e ajuda o feto a crescer e desenvolver-se. Na verdade, 'exploramos' essas propriedades durante o processo de implantação, com a intenção de que o corpo absorva os nutrientes da membrana que foi anexada à superfície do olho, permitindo a recuperação".

A absorção bem sucedida do implante, a reabilitação e a criação de uma estrutura mais saudável são esperadas. Esses estágios permitirão o transplante de córnea ou a cirurgia de catarata, se necessário.

Via:



Gostamos sempre de acompanhar estes posts de Medicina com vídeos. Como a notícia acima não tem vídeo associado, fique lá com mais esta, também da mesma área:

Vendo melhor com a nanotecnologia israelita!
Pesquisadores israelitas usaram a nanotecnologia para desenvolver uma nova solução que pudesse melhorar a visão das pessoas. Conheça as nano-gotas!

Pesquisadores israelitas do Centro Médico Shaare Zedek, em Jerusalém, e da Universidade Bar-Ilan, na região de Tel Aviv, estão a usar máquinas microscópicas para restaurar a visão.

Esta inovação israelita pode trazer correcção de visão simples e indolor sem a necessidade de cirurgia.
Dê uma olhada nesta nova tecnologia de "arregalar os olhos"!




Acusam-nos frequentemente de sermos pagos pelo governo de Israel. A gente bem de põe a jeito, mas até hoje, nada! Também nos acusam de dizermos bem de Israel desinteressadamente, o que é um pecado mortal, é claro!
Mas nós não dizemos bem apenas de Israel. Também somos capazes de dizer bem dos inimigos de Israel, quando eles, por exemplo, fazem invenções tecnológicas ao nível das que hoje vos trazemos. Os muçulmanos, entre outras maravilhas, inventaram um detector de mentiras que é um luxo!!!



Este post fica arquivado na nossa secção

França - Recordando a vitória no Mundial



A garbosa juventude islâmica não perdeu a oportunidade de se divertir da forma sadia e pacata que podeis ver acima.
Houve mortos, feridos, gente espancada, lojas assaltadas. Mas os merdia nada mostraram, para não prejudicar a imagem do Islão.
E nada mostram:




Mas sabe o que se deveria evitar? Ela explica:





Este post faz parte da nossa secção


sábado, 23 de fevereiro de 2019

Marcelo lembra dejecto Arnaldo Matos como "defensor ardente da liberdade"


Morreu o dejecto miserável e demoníaco do Arnaldo Matos, um apoiante fervoroso do terrorismo e das ditaduras comunistas e islamistas.
Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República de Portugal, vomitou isto:


Arnaldo Matos tinha, no entanto, uma qualidade: Era um assassino assumido. Não se fazia passar por boa pessoa!

Recordamos:
Aquando de Massacre de Paris, em Novembro de 2015, o político português de extrema-esquerda Arnaldo Matos (na foto), aplaudiu a operação e manifestou o seu apoio ao ISIS (Estado Islâmico). 

Ficámos à espera de que ele fosse detido e julgado. Mas até hoje, ninguém o incomodou. É a velha tolerância de que gozam as ideologias islâmica e comunista, e de que não gozam outros sistemas igualmente tirânicos e genocidas, como o Nazismo. 

Arnaldo Matos declarou na altura que os ataques de Paris foram “um acto legítimo de guerra” e que foram cometidos por “combatentes dos povos explorados e oprimidos pelo imperialismo, nomeadamente francês” - pode ler o artigo completo no Jornal I

Pode ser que nos esteja a escapar alguma coisa, mas, que saibamos, o Império Francês acabou. Não temos noticia de grandes motins revolucionários nas ilhotas que restam do extinto império, e mesmo os pinguins das Ilhas Kerguelen estão relativamente tranquilos.


 

O Imperialismo Francês, hoje. 


Na sua elegia aos assassinos, o dejecto Arnaldo Matos afirma que "os atacantes de Paris nem chocolates roubaram".
Realmente, dá que pensar. É preciso um homem ser muito íntegro, muito estóico, muito idealista, muito disciplinado, para disparar sobre pessoas inocentes, aos gritos de "Allahu Akbar", e, antes de se fazer explodir, não saborear nem um chocolatinho... 

Matar inocentes - eis o programa do ISIS, do MRPP, e de outras forças de extrema-esquerda e extrema-direita que não têm coragem de o assumir abertamente.


Acontece que, embora não tendo "roubado chocolates", os terroristas de Paris, para além de terem assassinado 130 pessoas e ferido gravemente outras 400, cometeram torturas e mutilações em pessoas ainda vivas, que incluíram:

Cortar os órgãos sexuais de homens e meninos e enfiá-los nas respectivas bocas, esfaquear as mulheres e as meninas na vagina, arrancar olhos, arrancar vísceras e cortar cabeças. Com as pessoas ainda vivas - repetimos.
O Grande Dirigente e Educador do Proletariado Português apoia. 

Queríamos ouvir as autoridades competentes, e a explicação que terão para que este homem não seja levado a Tribunal.

No interior do Bataclan a Polícia deparou-se com um cenário de Inferno. Não faltam fontes a descrever o que lá encontraram - como esta, ou esta. O Governo deu ordens para esconder o que se passou, mas os familiares das vítimas exigiram explicações e acabaram por tê-las.



A Direita tem os seus pecados, mas muita Esquerda (não queremos acreditar que toda!!!), quando condena o terrorismo islâmico, fá-lo sempre com algumas reservas que deixam entrever que, no fundo, estão de acordo com Arnaldo Matos. 

Receiam é perder votos, ou ter problemas legais, se o assumirem com o ardor revolucionário do líder do MRPP.

E é por isso que não levam Arnaldo Matos a Tribunal. É que com ele teriam que ir o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista em peso, mais boa parte do Partido Socialista, e outros Grandes Dirigentes e Educadores do Proletariado Português. 

Lembramos mais uma vez que a (extrema) esquerda está a colaborar com a islamização da Europa. A (extrema) esquerda precisa de um novo "proletariado", para levar a cabo o seu programa. Os milhões de colonos muçulmanos que têm aportado à Europa já conseguiram ajudar a eleger governos de esquerda (vide França e Suécia), mas agora está em curso a fase 2, a fase de "acção directa".


O novo "proletariado", o reviver dos "tempos heróicos da Comuna de Paris", pelos quais Arnaldo Matos tanto anseia. A mesma barbárie, o mesmo Inferno na Terra.
Neste vídeo, jovens muçulmanos festejam em directo na TV francesa o massacre de judeus na mercearia kosher, em Janeiro de 2015.
Como sempre na História, em tempos conturbados, os judeus são os primeiros a serem atacados (lembramos o Massacre de Toulouse, por exemplo, que foi dos primeiros sinais do que agora vemos todos os dias e já não atinge apenas judeus).





"Todo o comunista, sem excepção, é cúmplice de genocídio, é um criminoso, um celerado, tanto mais desprovido de consciência moral quanto mais imbuído da ilusão satânica da sua própria santidade.
Nenhum comunista merece consideração, nenhum comunista é pessoa decente, nenhum comunista é digno de crédito.
São todos, junto com os nazis e os terroristas islâmicos, a escória da espécie humana. Devemos respeitar o seu direito à vida e à liberdade, como respeitamos o dos cães e das lagartixas, mas não devemos conceder-lhes nada mais que isso. E o seu direito à vida cessa no instante em que atentam contra a vida alheia".
Olavo de Carvalho in A ESCÓRIA DO MUNDO

O terrorista Arnaldo Matos (ao centro) o seu camarada Garcia Pereira (esq.) e o esquerdista convertido Freitas do Amaral.

Arnaldo Matos sobre os terroristas que cometeram o Massacre de Paris; via Um banco no jardim:
«Não são fanáticos: são franceses patriotas em luta contra o imperialismo francês», acrescenta o líder do MRPP.

Mas o MRPP vai mais longe e diz-nos como entende a morte de uma centena de pessoas «que julgam ter o direito de se poderem divertir impunemente no Bataclan»: «atenção: não só não foi um massacre, como foi um acto legítimo de guerra». 


Nas eleições legislativas, o MRPP apelou abertamente ao assassínio dos que considera traidores (todos os que não são do MRPP). O lema da campanha foi claro: "MORTE AOS TRAIDORES!".

Não é novidade que a generalidade dos comunistas apoia o terrorismo islâmico e todas as formas de terrorismo - porque isso lhes permite destruir a Sociedade Livre, que é o que mais odeiam.
Os comunistas, salvo as excepções dos românticos incuráveis, são doentes mentais, gente de maus fígados, gente enlouquecida pela inveja, gente sempre pronta a encostar os outros - os que pensam de modo diferente ou que são felizes - à parede e a abatê-los sem piedade.


O prestigiado e simpático médico legista José Pinto da Costa foi mandatário nacional da campanha eleitoral do MRPP que tinha como ponto nº 1 o assassínio dos opositores. Sob a aparência de um ser humano, escondia-se afinal um monstro.

O Comunismo nasceu como reacção utópica à injustiça social. Mas saldou-se sempre por genocídio e sofrimento atroz. Os comunistas vêem o mundo ao contrário. Amam os criminosos e os terroristas e odeiam as pessoas de Bem. Estão sempre contra os polícias e a favor dos ladrões, dos assassinos e dos terroristas.
Eles mesmos são assassinos por natureza. Só não o exercem quando não têm oportunidade. Todos os regimes comunistas procederam à eliminação sumária de todos os suspeitos de não serem comunistas.
O genocídio comunista ultrapassou os 100 milhões, só no século XX. E continua a bom ritmo, em países como a Coreia do Norte, apontados pelos comunistas como exemplo.


 MORTE- MORTE-MORTE! É a ideia fixa dos comunistas!

Alguns comunistas são mais dissimulados, sabem manter um leve verniz de civilidade. Mas não são melhores que o Arnaldo Matos. Nem nos vamos alongar em muitas considerações, porque a desgraça que é o Comunismo só não é do conhecimento de quem não quer. Coerentemente, esta corja de assassinos psicopatas odeia Israel, a única democracia do Médio Oriente.

Manifestação de muçulmanos, comunistas, gays, feministas, nazis e hippies em Lisboa, em apoio ao grupo terrorista, islamista e nazi Hamas, com o grande camarada Arnaldo Matos:



O Louçã e o muçulmano senegalês Mamadou Ba.


O Arnaldo Matos é da esquerda, em cima.




Podemos ver, entre outros anti-semitas e amantes dos terroristas, o Arnaldo Matos, o Louçã, o Garcia Pereira, o jihadista senegalês racista Mamadou Ba e outros bandalhos invertebrados. Montes de hippies, montes de feministas, montes de drogados, montes de nazis, montes de terroristas islâmicos e até um gajo embrulhado na bandeira gay, que seria enforcado pelos muçulmanos num abrir e fechar de olhos!
Só lá faltou o Dhimmi Rebelo de Sousa!

Marcelo Rebelo de Sousa descreve Alcorão como "fascinante" e "inspirador"

"Marcelo Rebelo de Sousa: Deus deu-lhe a inteligência, o Diabo deu-lhe a maldade"







Von Der Leyen ameaça cortar víveres aos italianos (VÍDEO)

  Von Der Leyen ameaça cortar víveres aos italianos se votarem mal: “Veremos o resultado da votação na Itália. Se as coisas forem numa dire...