terça-feira, 31 de dezembro de 2019

Dê as boas vindas aos novos vizinhos!

Se fossem cristãos, hindus, judeus, xintoístas, quaisquer outros que não estas pessoas, ninguém ficaria alarmado.
Assim, as pessoas ficam muito justamente assustadas. Porque esta gente defende e pratica a invasão, a tomada de poder violenta, o genocídio dos povos colonizados.


Esta gente apoia e pratica isto:
Nas terrinhas deles nem são permitidas outras religiões e os cidadãos estrangeiros são gente de 2ª classe, ou de 3ª, se forem Africanos ou Asiáticos.
  Muito mais no Bare Naked Islam.


Visite a nossa secção REINO UNIDO.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Estado Islâmico decapita 11 em “Mensagem aos Cristãos de Todo o Mundo”



(AVISO: Gráfico) Vídeo de decapitações recém-lançado pode sinalizar um ressurgimento do Estado Islâmico/ISIS
Via BARE NAKED ISLAM

A filiada do Estado Islâmico ISWAP filmou a decapitação de 11 cristãos
na Nigéria, naquela que é a sua mais recente “Mensagem aos Cristãos de Todo o Mundo”.

Durante o regime de Obama, que possibilitou a ascensão do ISIS após a retirada prematura dos EUA de todas as tropas do Iraque, os vídeos de decapitações do ISIS tornaram-se um recurso regular no YouTube e em outros sites de vídeos. Quando o YouTube começou a censurá-los, eles mudaram-se para a Dark Net, mas muitos mantiveram-se disponíveis para visualização.
Nos últimos anos, como o ISIS sofreu grandes derrotas no Médio Oriente (cortesia de Trump, para desespero da extrema-esquerda*) os vídeos também desapareceram. Mas, aparentemente, uma filial do ISIS está outra vez a decapitar cristãos na Nigéria, um país que é aproximadamente 50% cristão e 50% muçulmano, com os muçulmanos trabalhando duro para se tornarem a maioria.
* veja a nossa postagem:

Trump salva os Cristãos - Daí tanto ÓDIO!



NEW YORK POST - O Estado Islâmico divulgou um vídeo que mostra a execução brutal de 11 cristãos com os olhos vendados, na Nigéria, no dia seguinte ao Natal, em vingança pelo assassinato do líder do ISIS Abu Bakr al-Baghdadi e do porta-voz do Estado Islâmico, Abdul-Hasan al-Muhajir, de acordo com Ahmad Salkida - o jornalista que primeiro enviou o vídeo.



O acto bárbaro que foi claramente programado para coincidir com o Natal.
"Esta é uma mensagem para os cristãos de todo o mundo", diz um homem mascarado no vídeo de um minuto publicado on-line na quinta-feira pela agência de notícias Amaq, propriedade do grupo terrorista. Nenhum detalhe foi dado sobre as vítimas, mas o ISIS disse que elas foram "capturadas nas últimas semanas" no nordeste do estado de Borno, na Nigéria, segundo a BBC. Um cativo foi morto a tiro enquanto os outros 10 foram decapitados.

  
Os cristãos nigerianos executados

Abaixo está o vídeo censurado do Twitter, que mostra a preparação para as decapitações, mas não as decapitações reais.

Nos últimos meses, o ISWAP aumentou os seus ataques contra cristãos, pessoal de segurança e assessores, estabelecendo barreiras nas estradas e realizando buscas, de acordo com a Agence France-Presse.  
Abaixo estão fotos gráficas de uma das infames decapitações do ISIS, em 2015, de 21 cristãos coptas egípcios na Líbia.  
As fotos são do vídeo do ISIS intitulado "Uma Mensagem Assinada com Sangue para a Nação da Cruz".






Também em 2015, o Estado Islâmico (ISIS) abateu a tiro e decapitou 30 cristãos etíopes na Líbia.
No vídeo, um terrorista do ISIS afirma que o grupo continuará a matar cristãos até que o "politeísmo" seja destruído, isto é, até que a crença na Trindade seja destruída.
Um homem mascarado e com uma arma diz que os cristãos devem converter-se ao Islamismo ou pagar um imposto especial, conforme prescrito pelo Alcorão. O vídeo então alterna entre imagens de cativos assassinados a tiro e outros decapitados numa praia.




Outro vídeo tristemente famoso foi o dos trabalhadores humanitários americanos e britânicos que o ISIS decapitou na Síria:


O ISIS levantar-se-á novamente? Veja o que eles conseguiram realizar após apenas um ano de existência:


...........................................................................................................................

COMENTÁRIO

Tenha em conta que estas 11 decapitações são uma gota de água no oceano de atrocidades islâmicas diárias.
O site A Religião da Paz é um dos que procede à contabilidade. Por exemplo:
Desde o 11 de Setembro de 2001: 36132 ataques terroristas islâmicos contabilizados.
Em Novembro de 2019: 113 ataques terroristas islâmicos, 595 mortos, 599 feridos, 22 países atingidos.
Na semana de 21 a 27 de Dezembro de 2019: 31 ataques, 183 mortos, 196 feridos,  9 países atingidos.


Note que estes números se referem ataques CONHECIDOS. Muitos outros (e muitas outras vítimas) passam despercebidos.
O Ocidente (por causa da intensa propaganda dos jornalistas - pagos pelo Islão) continua a engolir a patranha de que estes casos se devem apenas a "más interpretações do Islão". Estranha ideologia essa, que gera tantos mal-entendidos...


O Islão vai a caminho de 1 bilião de mortos devido a "mal-entendidos":

MIL MILHÕES DE MUÇULMANOS QUEREM A LEI ISLÂMICA SHARIA

COMO O ISLÃO DESTRÓI AS SOCIEDADES


Outros (também ferrenhamente agarrados ao dogma de que o Islão é muito bom, mas algumas pessoas é que o entendem mal) afirmam que grupos como o ISIS "não representam o Islão".
FALSO!  O ISIS e todos os grupos jihadistas são a essência do Islão, que sempre reinou pelo terror.
A Universidade de Al-Azhar (o equivalente ao Vaticano para os católicos) sempre recusou considerar o ISIS não-ISLÂMICO.

O Papa Francisco I considera que o terrorismo islâmico se deve a más interptretações do Alcorão, mas o seu homólogo muçulmano é o primeiro a apoiar o ISIS e a defender maravilhas tais como a pena de morte para quem deixa o Islão.

Leia ou releia esta postagem:

O Papa do Islão



O ISLÃO É ISTO; ISTO PREGA-SE E PRATICA-SE DIARIAMENTE DESDE HÁ QUASE 1500 ANOS:
LEI ISLÂMICA EM AÇÃO
  1. Tu deves estuprar, casar e divorciar meninas na pré-puberdade. Alcorão 65:4, 4:3
  2. Tu deves ter relações sexuais com escravas sexuais e trabalhadoras escravas. Alcorão 4: 3, 4:24, 5:89, 33:50, 58: 3, 70:30
  3. Tu deves bater nas escravas sexuais, nos trabalhadores escravos, e nas esposas. Alcorão 04:34
  4. Tu deves ter quatro testemunhas masculinas muçulmanas para comprovar um estupro. Alcorão 24:13
  5. Tu deves matar aqueles que insultam o Islão ou Maomé. Alcorão 33:57
  6. Tu deves crucificar e amputar não-muçulmanos. Alcorão 5:33, 8:12, 47: 4
  7. Tu deves matar os não-muçulmanos para garantir receber as 72 virgens no céu. Alcorão 9: 111
  8. Tu deves matar quem deixar o Islão.Alcorão 2: 217, 4:89
  9. Tu deves decapitar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4
  10. Tu deves matar e morrer por Alá. Alcorão 9: 5
  11. Tu deves aterrorizar os não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 8:60
  12. Tu deves roubar e furtar os não-muçulmanos. Alcorão Capítulo 8 (Saque / Espólios de Guerra)
  13. Tu deves mentir para fortalecer o Islão.Alcorão 3:28, 16: 106
  14. Tu deves lutar contra os não-muçulmanos, mesmo que você não queira. Alcorão 2: 216
  15. Tu NÃO deves tomar os não-muçulmanos como amigos. Alcorão 05:51
  16. Tu deves chamar os não-muçulmanos de porcos e macacos. Alcorão 5:60, 7: 166, 16: 106
  17. Tu deves tratar os não-muçulmanos como as criaturas mais vis, que não merecem misericórdia. Alcorão 98: 6
  18. Tu deves tratar os não-muçulmanos como inimigos jurados. Alcorão 4: 101
  19. Tu deves matar os não-muçulmanos por não se converterem ao Islão. Alcorão 09:29
  20. Tu deves extorquir não-muçulmanos para manter o Islão forte. Alcorão 09:29.

90% das vitimas de Maomé foram judeus, sabia?
Os judeus são as primeiras vítimas do Islão, desde há quase 1500 anos.
 Veja no SUPER COMPLETO site LEI ISLÂMICA EM AÇÃO:

Judeus como retratados no Alcorão


https://infielatento.org/

sábado, 28 de dezembro de 2019

"O Natal é islamofóbico!" - 10 exemplos


Há muito que deixámos de vos reportar episódios da jihad global, porque a sensação que tal nos produz é de uma avassaladora frustração. Por muito que vos contemos, a imagem que conseguimos dar das atrocidades maometanas é irritantemente pálida.
No entanto, a título excepcional, escolhemos, completamente ao acaso, 10 instantâneos da jihad global de Natal. Desde raparigas "infiéis" queimadas vivas até aos já tradicionais atropelamentos de "infiéis", há um pouco de tudo.


Egipto: Já começaram os ataques de Natal contra os cristãos.


Ainda agora, chegou-nos a notícia de já começaram os tradicionais ataques contra os cristãos egípcios, que marcam todos os anos esta quadra festiva. Centenas de maometanos atacaram ontem uma igreja cristã no Cairo, após os serviços religiosos de sexta-feira, quando eles vêm fresquinhos de ouvir a incitação ao ódio ao "kuffar". Agora mesmo, na Nigéria, mais um ataque islâmico contra uma igreja cristã. Quatro mortos
A Imprensa global nada diz. Mas se tivessem sido cristãos, hindus, judeus, budistas ou outros, a atacar muçulmanos, abriria os noticiários todos!


Neste exacto momento, mais um de muitos massacres natalícios planeados por maometanos acaba de ser desmontado na Dinamarca. O autor é um refujihadista sírio! Assim se paga o bem...
No final desta postagem temos a sensacional revelação de que o Islão não faz mal a ninguém e que o Natal é que é islamofóbico e uma época de perseguição aos muçulmanos!
Vamos começar:


1. "Indonésia: islamistas ameaçam perseguir muçulmanos que usem chapéus de Pai Natal depois de emitirem uma 'fatwa' contra empresas que forcem os funcionários a vestir roupas de Natal"
MailOnline
- A Indonésia é um país muçulmano "moderado". Imaginem se não fosse...


2. "Reino Unido: Muçulmanos ameaçam matar pugilista muçulmano porque este montou uma árvore de Natal"
Manchester Evening News

- O pobre do Amir Khan (na imagem) que, como a maior parte dos  praticantes de desportos de combate, é um paz de alma, escreveu no seu twitter que "enquanto a família dormia, o papá montou a árvore de Natal":


Imediatamente começaram as ameaças contra ele e contra a sua família - incluindo a esposa grávida Faryal e a filha de três anos, Lamaisah. "Eu juro perante Alá que te mato a ti e à tua família, Amir" - escreveu um islamista.
Outro inteligente escreveu: "Os muçulmanos não celebram o Natal. Uma coisa é trocar cartões de Boas Festas na escola, respeitando as outras fés e as suas celebrações, mas colocar uma árvore na própria casa ... a pobre criança ficará bem confusa".
Cá na minha pouca inteligência, acho que as ameaças de morte são capazes de ser menos salutares para a criança do que uma árvore de Natal.


3. "Reino Unido, Plano de ataque terrorista desmontado em Sheffield"
 BBC

- Desde quarta-feira que a polícia e a tropa permanecem em Sheffield levando a cabo várias rusgas ligadas ao ataque que estava a ser planeado. Quatro  maometanos foram presos.


4. "Alemanha: escola adia a celebração tradicional de Natal após a queixa de estudante muçulmano"
Voice of Europe

- Quem mais haveria de se queixar?


5. "Bélgica:  Mulher brutalmente atacada por norte-africano num mercado de Natal"
Voice of Europe

O homem atacou-a a pontapé e à cabeçada, quando ela se divertia na companhia do seu filho de 14 anos. 

Trata-se possivelmente da forma de o "refugiado" agradecer o acolhimento à população local.







6. "Suécia: sete ataques à bomba em doze dias. O que se passa?  Perguntamos ao jornalista sueco ´'PeterSweden'"



Peter, sete ataques à bomba em doze dias, o que está a acontecer na Suécia?
Essa é a pergunta que me tenho feito. Isto é provavelmente o pior que eu já vi na Suécia até agora. Anteriormente, havia "apenas" talvez umas 3 bombas por mês na Suécia, mas agora aumentou. De acordo com a Polícia sueca, alguns desses ataques bombistas têm a ver com o trabalho que eles fizeram em "certas" áreas. Como todos sabemos, essas "certas" áreas são as inúmeras zonas proibidas a não-muçulmanos que agora existem na Suécia.
Quem você acha que está por trás desses bombardementos?
A maioria desses atentados parece estar relacionada com gangues criminosos de  migrantes que operam nas zonas proibidas a não-muçulmanos que agora existem na Suécia. Mas há evidências que sugerem que o último ataque contra um bar onde uma pessoa foi ferida pode estar relacionada com o terrorismo. A razão para isso é que o atacante tinha textos religiosos na sua mochila e, de acordo com uma testemunha, ele tinha o que parecia ser um cinturão suicida (que a Polícia disse mais tarde que não era perigoso).
Alguma ideia sobre como as autoridades suecas podem parar esta epidemia?
Na minha opinião, a solução óbvia para acabar com esta epidemia é o governo sueco colocar a tropa nas zonas não abertas e libertá-las desses gangues de criminosos migrantes. Eu duvido que isso aconteça, pelo menos não agora. Mas o partido moderado, que é um dos partidos da oposição na Suécia, realmente sugeriu implantar os militares nos subúrbios, como eles os chamam. Pelo menos, esse é um passo positivo, e um vislumbre de esperança para a Suécia.

Como se sente por o seu país neste estado?
Isto deixa-me incrivelmente triste. Lembro-me da Suécia como era há apenas 10 anos. Tranquila. Pacata. Baixa taxa de criminalidade. As piores coisas com que tínhamos que lidar na época eram jovens que se deslocavam em scooters barulhentas. Hoje, há ataques bombistas constantes Para não mencionar as estatísticas de estupro crescentes e o crime com armas.



7. "Finlândia: migrante muçulmano viola a namorada e depois a queima-a viva"
10news.one

Uma menina de 17 anos de Pori, na Finlândia, foi estuprada e queimada viva pelo seu namorado. O namorado, Ramin Azimi, um migrante vindo do Médio Oriente, recusou o desejo da namorada de se separarem.

De acordo com a declaração do Tribunal, Ramin Azimi "estuprou a menina
repetidamente em Ulvila, levou-a para a cidade de Kokemäki de carro, trancou-a numa casa de madeira, regou-a na gasolina e queimou-a viva".
Para os maometanos, as mulheres valem menos do que objectos, sobretudo as "infiéis".


8. "Estados Unidos: muçulmano preso por planear massacre de jihad de Natal em São Francisco"

SÃO FRANCISCO (KGO) - Polícias detiveram um homem que afirmou que "o Natal era o dia perfeito" para um ataque terrorista em São Francisco e que "não precisava de um plano de fuga porque estava pronto para morrer".
O FBI prendeu Everitt Aaron Jameson, de Modesto. De acordo com uma carta manuscrita obtida pelo FBI, Jameson referia-se a si mesmo como Abdallah adu Everitt ibn Gordon.

De acordo com os documentos do FBI, Jameson escolheu a localização do Pier 39 porque ele "estivera lá antes e sabia que era uma área fortemente lotada". Ele acrescentou que seria fácil "encurralar" as pessoas para uma área onde ele poderia causar muitas vítimas.
 KGO
O convertido escreveu na sua declaração que não existem kuffar (infiéis) inocentes, Allahu Akbar (Alá é maior).

"Mais um convertido ao islamismo que tem a ideia de que a sua nova religião o manda a cometer traição e assassinato em massa. Porque será que tantos convertidos ao Islão continuam a ter essa ideia? E porque é que os funcionários responsáveis pela aplicação da lei estão tão desinteressados deste fenómeno?" - escreve Robert Spencer.



9. "Estados Unidos: mulher esfaqueada 14 vezes por 'migrante' muçulmano. Imprensa local de Minneapolis ignora incidente"


"Este ataque não foi coberto pelos jornais de Minneapolis, e outras coberturas dele não mencionam a identidade do atacante. Só no vídeo descobrimos que o atacante era um 'homem somali'.
Claramente, o inimigo em Minneapolis não quer falar sobre este e outros incidentes, por medo de que algumas pessoas em Minneapolis possam começar a achar que inundar a área com migrantes muçulmanos não é uma boa ideia".
- escreve Pamela Geller.



10. "Austrália: os muçulmanos que atropelaram deliberadamente a multidão reclamaram de injustiças contra os muçulmanos, e afirmaram que o fizeram por Alá"

Um maometano atirou o carro contra a multidão, ferindo gravemente 19 pessoas, o segundo maometano filmou e tinha com ele um saco cheio de facas, mas as autoridades (e os jornalistas) afirmam que não se trata de terrorismo.


Mesmo depois de o condutor, Saeed Noor, ter afirmado que atropelou os inocentes em nome de Alá, as autoridades e os media continuam a dizer que não é terrorismo.
A publicação de esquerda, pró-islamista e anti-semita New York Times faz manchete com a declaração da Polícia de que o ataque não está ligado ao terrorismo:


E assim se oficializa a mentira como sendo verdade.

Fonte: Pam Geller aqui e aqui


 --------------------------------------------------

NOTA: ESTES NÚMEROS ERAM DE DEZEMBRO DE 2017; TUDO CONTINUA NA MESMA, COMO DESDE HÁ 1400 ANOS, E O MUNDO NÃO LIGA NENHUMA:


Desde o 11 de Setembro, 32264 ataques terroristas islâmicos
Lista dos últimos 30 dias AQUI.
Em Novembro, 133 ataques, 2013 mortos, 1123 feridos, 23 ataques suicidas e 20 países atingidos.
Na semana de 9 a 15 de Dezembro, 30 ataques, 146 mortos, 99 feridos, 5 ataques suicidas e 10 países atingidos.
- Dados compilados por The Religion of Peace

Não cabem nestas estatísticas a escravatura, a escravatura sexual, os maus tratos às mulheres, o abuso sexual das crianças, a tortura, a mutilação genital feminina, os raptos, os espancamentos, as patrulhas-sharia, etc., etc..

Comentário maometano:

"Yasmin Alibhai-Brown: o Natal é islamofóbico!"
Breitbart, 22 de Dezembro de 2017:

     "O Natal é um momento em que os cristãos perseguem os muçulmanos no Reino Unido", afirmou Yasmin Alibhai-Brown na sexta-feira no International Business Times.

     Declinando "histórias de pânico muçulmano", Alibhai-Brown escreveu:

     Todos os anos, no início do Natal, os tablóides fazem manchetes (parvas e estúpidos) com histórias sobre muçulmanos que se opõem ao Natal, aos cartões, às bolachas, à música, às árvores, aos chapéus de papel, aos serviços religiosos, às decorações de rua e aos Pais Natais que fazem ho-ho-ho.

     Esses alarmes culturais são agora um ritual anual, uma parte essencial da temporada. Eles tranquilizam as almas perdidas que querem que todos os seus Natais sejam brancos.

     Muitos das notícias são preparadas, algumas provêm de boatos não verificados ...


Comentar estas declarações está além dos sacrifícios que estamos dispostos a fazer. A realidade está à vista de todos.
Já temos postado aqui vídeos de clérigos muçulmanos a dizerem por exemplo que desejar Feliz Natal é pior que assassinato
É obrigação religiosa dos maometanos destruir, matar, conquistar e subjugar (e mentir, como faz a senhora acima).
Os maometanos entrando nas igrejas e obrigam os cristãos a converterem-se, destruindo e queimando igrejas, cruzes e árvores de Natal, etc., etc*..
* No post original tínhamos vários vídeos, que foram quase todos retirados pelo Youtube (ao serviço do Comunismo, do Globalismo e do Islão).
Fica este vídeo que é na Austrália, onde os maometanos vão de igreja em igreja lembrar aos infiéis que o Islão é a única religião certa.
Nem é um caso particularmente grave, em termos relativos, atendendo a que antes de Trump os maometanos assassinavam 1 cristão a cada 5 minutos, nos 56 países oficialmente islâmicos. Agora é muito menos, graças a Trump, e é por isso que a esquerda o odeia tanto.
Este raid às igrejas é um gostinho do que acontecerá quando eles assumirem o controlo, como aconteceu nos 56 países islamizados:




quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

A Guerra islamista e comunista ao Natal e aos Cristãos



HÁ UM ANO, ESCREVÍAMOS ASSIM:
«Longe vão já os tempos em que o Rui Zink e outros Companheiros da Alegria faziam manifestações no Chiado, em Lisboa, contra o fim do mês. No vídeo acima pode ver uma manifestação do grupo extrema-esquerdista ANTIFA, contra... o Natal!
Confira o ódio, as obscenidades, os insultos, os lenços islâmicos à terrorista Arafat, a horda filo-islâmica a espumar pela boca.
Contra o Natal. Não contra o extermínio dos cristãos, que celebram hoje o nascimento do seu profeta/divindade, e são massacrados pelos maometanos. Não, os extrema-esquerdistas protestam contra o Natal!»
ENTRETANTO, A PLATAFORMA ESQUERDISTA E PRÓ-ISLAMISTA YOUTUBE RETIROU O VÍDEO, A PEDIDO DAS HORAS MAOMETANAS. SUBSTITUIMOS POR OUTRO, DEVIDAMENTE FILTRADO PELA CENSURA ESQUERDISTA, QUE SÓ DÁ UMA PÁLIDA IMAGEM DOS PROTESTOS CONTRA O NATAL.
Resistentes dinamarqueses que lutam pela continuação da tradição do Natal têm que ser escoltados pela Polícia, e são demonizados pelos media como "racistas":




As novas e lindas coisinhas da nova esquerdinha demoram a chegar ao nosso Portugalinho, mas chegam, habitualmente pela mão das hárpias de serviço:

https://mariavaicomtodos.blogs.sapo.pt/depois-do-mariconco-do-rap-o-santo-da-97052


As prioridades desta gente...


1. "O Natal é fassssista, pá!":

Protesto Antifa contra o Natal em Copenhaga

O grupo “For Freedom” da Dinamarca realizou a sua segunda marcha anual de Natal em Nørrebro, Copenhaga, tocando músicas natalícias e servindo um tradicional biscoito de Natal dinamarquês, para chamar a atenção para a ausência de luzes de Natal e decorações na área altamente multicultural.
Em resposta, os ANTIFA apareceram em grande número exigindo uma presença policial massiva para proteger a dúzia de dinamarqueses natalícios.
REBEL MEDIA

2. A Guerra ao Natal na Dinamarca


A Guerra ao Natal na Dinamarca é como no resto da Europa. O Natal ofende os maometanos. Como tal, as autoridades europeias  encerram os mercados de Natal atrás de toneladas de barreiras de cimento, polícia e tropa fortemente armados - justificadamente, pois os maometanos atacam celebrações de Natal - e vão mesmo ao ponto de abolir o Natal.
Um exemplo:

Uma canção tradicional dinamarquesa provocou polémica recentemente. Uma professora de origem estrangeira na Escola de Negócios Dinamarquesa manifestou-se ofendida por um verso da canção (o primeiro).
O título desta velha canção é “A Canção Dinamarquesa é uma Jovem Loira” - uma canção clássica, bonita e muito dinamarquesa sobre a beleza e a alma da Dinamarca e dos Dinamarqueses.



A Universidade pediu imediatamente desculpas, disse que não cantariam a música novamente e agradeceu à professora pela sua vigilância em nome da cultura do politicamente correcto.

No entanto, o bom de todo este episódio é que incomodou as pessoas de ambos os lados do espectro político.

A maioria dos dinamarqueses ficou indignada com a possibilidade de que ela, que havia sido acolhida em seu país, impedisse que uma de suas mais belas e icónicas canções fosse cantada.

E como resultado, decidiram que era mais um absurdo, e estavam unidos - e cantaram a canção no Parlamento como um protesto contra a loucura.


O político dinamarquês Marcus Knuth postou o vídeo no seu Facebook e acrescentou:

“Natal nestes dias é sobre a importância de preservar e lutar pelas nossas tradições dinamarquesas que estão sob crescente pressão de correcção política…

“O exemplo mais recente é sobre a música dinamarquesa sobre uma jovem loira. Uma professora ficou tão ofendida que se queixou da canção ...
“Esta é uma das canções dinamarquesas sobre a essência de ser dinamarquês, é um pilar da nossa cultura. Nunca devemos pedir desculpas por isso.
Pamela GellerVoice of Europe















 




ETC., ETC., ETC....

3. Como se chegou aqui?

Maometanos na Dinamarca.

A Dinamarca tinha fama de ser o país mais feliz do Mundo. Até chegarem os maometanos.
A Dinamarca abriu-lhes os braços, desejosa de se banhar em cultura (que é coisa que os europeus foram convencidos de que não possuem). A Dinamarca deu-lhes casa, escolarização, cuidados médicos, dinheiro para gastos, e carinho, muito carinho.
Os maometanos retribuíram de imediato, como só eles sabem fazer: destruindo a Dinamarca! E exigindo que esta se torne um pais islâmico. O costume...


"Dinamarca para o Inferno", lê-se nos cartazes...  


"Morte à Dinamarca que nos recebeu e nos matou a fome!".


Bombardeamento da Embaixada da Dinamarca em Beirute. 
 

Fotos daqui


4. Maravilhas que o Islão trouxe à estúpida e inculta Dinamarca:



Imã da Dinamarca exige legalização do estupro de crianças

Dinamarca: "A pior situação desde a Segunda Guerra Mundial"

Dinamarca: "Refugiados" DESANCAM nativo (VÍDEO)

Mais na nossa secção DINAMARCA
Maometanos  na Dinamarca espalhando a paz tão característica da sua encantadora religião:

 



O que se ensina nas mesquitas da Dinamarca (e de todo o Mundo):


Como os maometanos na Dinamarca recebem a Ministra que os acolhe e os sustenta:


5. O Natal é anti-islâmico (o que é que não é?...)


O Natal na Europa de hoje.

Os ataques terroristas contra celebrações natalícias na Europa entraram no quotidiano. E os senhores políticos, comentadores e jornalistas, armados dos seus sorrisos de fuínha e com os bolsos cheios de petro-dólares islâmicos e de presentes do nazi Soros, dizem-nos que "temos de nos habituar"...

Que giro, os maometanos trazem-nos a sua cultura:



Mais um massacrezito de Natal... É o preço da "diversidade"...

"Desejar Feliz Natal é pior do que assassinato":



6. Porque é que extrema-esquerda se baba com o Islão?



É terrivelmente simples. A extrema-esquerda, tal como a extrema-esquerda nacional-socialista (vulgo nazi), odeia, acima de tudo, tudo o que é ocidental, livre, democrático, capitalista e judaico-cristão.
A extrema-esquerda (incluindo os nazis) odeia judeus e cristãos, odeia os Estados Unidos e Israel, que são os maiores obstáculos à Nova Ordem Mundial islamista-comunista-globalista por que tanto anseiam.
A extrema-esquerda (incluindo os nazis) tem na aliança com o Islão, mais uma vez, a oportunidade de chegar ao poder. Pela violência, como sempre chegaram. Pelo terror, que amam desenfreadamente.

Enquanto isso, riem-se dos judeus que são assassinados em Israel e pelo Mundo fora (mas isso é um dado adquirido; no ódio anti-semita quase toda a gente está de acordo). São um bocadinho menos explícitos no ódio aos cristãos. Mas vão saindo da casca, como se afere no vídeo que abre este post.

Islão - 1 Cristão Massacrado a cada 5 minutos



Tenha um Feliz Natal, e não esqueça que nos 57 países muçulmanos, e em tantos outros a caminho de se islamizarem, os cristãos são perseguidos, torturados e mortos. Amanhã seremos nós, por este andar...
Já começou, claramente:

Felipe Neto recomenda SODOMIA

  Olavo de Carvalho avisou - é atrás das crianças que eles andam! Felipe Neto, o ídolo da juventude, o queridinho do Sistema, o modelo para ...