terça-feira, 16 de abril de 2024

"Máxima contenção"

 


ISRAEL - Socorro, eles estão a estuprar a minha filha!

MUNDO - Mostra lá o vídeo....

 

ISRAEL - Socorro, eles estão a matar o meu bebé!

MUNDO - OK, vamos redigir umas palavras de condenação.

 

ISRAEL - Socorro, eles estão a levar a minha família como refém!

MUNDO - Quando fores lá tentar recuperar a tua família, leva comida quente para os sequestradores e as esposas. Eles podem estar com apetite.

 

ISRAEL - Socorro, o Hezbollah está a disparar mísseis contra os meus filhos!

MUNDO - Vamos lá ser adultos! Dá a mão aos terroristas do Hezzbollah e sê gentil com eles.

 

ISRAEL - Socorro, estou a ser bombardeado com mísseis balísticos!

MUNDO – É preciso desescalar a situação.

 

ISRAEL - Socorro, o Irão está a despejar mísseis sobre a cabeça dos meus bebés.

MUNDO - Precisamos de pessoas serenas, é tempo de mandarem o Netanyahu embora.

 

UCRÂNIA - Socorro, depois de anos a ameaçar a Rússia de que me tornaría parte da NATO, eles atacaram-nos!

MUNDO - De que é que precisas? Armas nucleares, soldados, jactos? Estou pronto para  lutar ao teu lado!....

PA@APbrooklyn29 

 


“Se Hitler estivesse vivo hoje, cantaria louvores à ONU”

"Irão lançou um ataque a Israel sem a intenção de ferir"

Nota prévia:

Israel não atacou a Embaixada do Irão. Israel atacou o edifício do grupo terrorista irnaniano Guarda Revolucionária da República Islâmica do Irão. Com essa operação, liquidou os responsáveis pelo planeamento, financiamento e treino de terroristas do Massacre de 7 de Outubro.

 

Breve resumo do ataque do Irão contra Israel: 


Imagens intensas mostram interceptações de Arrow 3 e Iron Dome em Israel

170 UAVs (drones de ataque).
30 mísseis de cruzeiro.
120 mísseis balísticos, alguns dos quais caíram em Israel, atingindo a Base Aérea de Nevatim.
Um pequeno número de drones e mísseis foram lançados a partir de representantes iranianos no Iraque e no Iémen.
Os projécteis tinham um total combinado de 60 toneladas de explosivos – o que poderia ter causado danos tremendos.

Este foi o maior ataque da História, em termos de concentração de fogo x tempo.


O que diz o Jornalismo Sério


"O Irão lançou um ataque a Israel sem a intenção de ferir.". (...)

Margarida Mota


Jornalista
Licenciada em Relações Internacionais pela Universidade Lusíada do Porto, é jornalista na editoria Internacional do Expresso desde 2000. Acompanha com especial interesse a atualidade noticiosa no Médio Oriente e Norte de África. Fez reportagens na Palestina, Irão, Egito e Afeganistão. 

EXPRESSO


Se Hitler fosse vivo, estaría a bater palmas à ONU 

Se Goebbels fosse vivo hoje, seria correspondente do Expresso.

 

 

“Se Hitler estivesse vivo hoje, cantaria louvores à ONU”

Está a circular esta foto, do final dos anos 70, que mostra quem parece ser o nosso amigo António Guterres, com os mega-terroristas Yasser Arafat e Khalil al-Wazir (Abu Jihad); a avaliar pela postura submissa de serventuário do Islão parece ser mesmo o Gugu:

“Se Hitler estivesse vivo hoje, cantaria louvores às Nações Unidas”, diz embaixador de Israel na ONU

Numa violação flagrante da sua própria Carta de Princípios, a ONU está a tentar forçar o reconhecimento de um “Estado terrorista palestiniano” dentro das fronteiras de Israel, um estado jihadista nazi que está empenhado na aniquilação total do povo judeu.

FOX News - O Embaixador de Israel nas Nações Unidas manifestou-se veementemente contra a noção de um Estado "palestino" durante uma reunião do Conselho de Segurança da ONU, chegando ao ponto de sugerir que a ONU havia retrocedido no seu objectivo original de impedir a propagação da ideologia nazi, apoiando a criação de um Estado "palestino" .

Ao discursar na Assembleia Geral, Gilad Erdan exibiu uma fotografia da época da Segunda Guerra Mundial de Haj Amin Al-Husseini, o Grande Mufti de Jerusalém, a falar com o Chanceler alemão Adolf Hitler.

Al-Husseini, que Erdan descreveu como “um dos pais fundadores do nacionalismo 'palestiniano'”, foi um entusiasta apoiante nazi cujo antissemitismo está bem documentado. O Grande Mufti implorou a Hitler por ajuda para se livrar do Mandato Britânico e dos imigrantes judeus que vinham para a Terra Santa. 





segunda-feira, 15 de abril de 2024

Austrália: Muçulmano ataca Bispo e fiéis à facada

CONFIRMA-SE -É UM MUÇULMANO, AOS GRITOS DE ALLAHU AKBAR. 
Não que a Velha Imprensa alguma vez o diga, claro! Provavelmente vão dizer que se tinha convertido ao Cristianismo, que teve um acesso de doença mental ou que a culpa é de Israel. O costume...

De que ri este homem?


Bispo australiano atacado durante a Missa:


Vários fiéis atacados. Multidão aguarda a saída do terrorista:


O terrorista, orgulhoso, ri-se:


Vídeos Radio Genoa



Cruz traçada com excrementos, nos quais foram coladas hóstias.


50 igrejas vandalizadas em França, só em Fevereiro

Italia: Padre decapitado por 'migrante' a quem ajudava

Muçulmano invade Missa no Entroncamento e faz proclamação contra o Cristianismo

Recordando o Padre Hamel, decapitado por recusar submeter-se a Alá

Irlanda: Muçulmanos declaram a supremacia islâmica em Missa católica

Cidadania e Desenvolvimento


 Cidadania:


Desenvolvimento:


Cidadania e Desenvolvimento:


Vídeos de Radio Genoa

Ainda bem que o actual governo não aboliu a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento. A avaliar pelo que vai pelo Ocidente, o que a juventude mais precisa é de mais Wokismo, Marxismo Cultural (visite a nossa secção homónima) e extrema-esquerdismo! E diversidade! Sobretudo muita diversidade (a qual é, como sabemos, a nossa força!).

Imagens intensas mostram interceptações de Arrow 3 e Iron Dome em Israel

Irão lança ataque contra Israel

O Irão lançou mais de 200 mísseis balísticos e drones de guerra contra Israel.

 Ataque iraniano ao Negev:



Ataques com mísseis iranianos contra a base aérea israelita de Ramon, perto de Eilat:

A base aérea israelita de Nevatim foi atingida por 7 mísseis balísticos iranianas de médio alcance:

Um alto funcionário das Forças de Defesa de Israel disse que foram interceptados 99% dos mísseis e drones.

Há mais a caminho. 


 

Mar Morto, Israel, ontem. 

 

Temos visto (por mero acidente) jornalistas completamente furiosos, a espumarem pela boca, porque Israel interceptou 99% dos mísseis. 

Uma esganiçada qualquer gania que não se pode considerar um ataque, porque o Irão só disparou uns brinquedinhos sem importância. 

Desejamos de todo o coração que um destes brinquedos aqui em cima caiam em cima dessa esganiçada e de todos os antissemitas do Mundo.

domingo, 14 de abril de 2024

'Tá quieto, ó morto...

 

Um vídeo de um hospital de Gaza, partilhado pela CNN, mostra uma mulher ao lado de um corpo que parece mover-se apesar de ter sido vítima de um ataque aéreo israelita.

Um vídeo gravado num hospital de Gaza e inicialmente partilhado pela CNN mostra uma mulher sentada ao lado do que parece ser o corpo de uma pessoa alegadamente morta num ataque aéreo israelita.

No entanto, a filmagem parece retratar o corpo movendo a cabeça e deslocando-se, levando a questões sobre a sua autenticidade.

O governo israelita apontou este vídeo como prova de que o Ministério da Saúde de Gaza está sob o controlo do Hamas e questionou a exactidão dos números de vítimas comunicados pelo Ministério da Saúde gerido pelo Hamas, que alega mais de 10.000 mortes no conflito em curso. Isto levanta preocupações sobre o verdadeiro número de vítimas.





Milhões de incautos comem estas mentiras, despudoradamente trombeteadas pela Imprensa institucional. 
- Visite a nossa secção PALLYWOOD.

sábado, 13 de abril de 2024

Irão lança ataque contra Israel

Nota: o ataque do Irão contra Israel não é, ao contrário do que afirmam os jornaleiros a soldo do Islão, uma "retaliação pelo ataque à Embaixada". Israel não atacou a Embaixada do Irão na Síria, mas um edifício que abrigava terroristas iranianos, entre eles o responsável máximo pelo planeamento do Massacre de 7 de Outubro. Israel tenciona eliminá-los a todos - como qualquer outro país do mundo faria! O Irão anda há 40 anos a atacar Israel através de grupos terroristas como o Hamas e o Hezzbollah. Esta foi a primeira vez que o Irão atacou Israel directamente.


E habitareis na terra que dei a vossos pais; e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso DEUS!

Ezequiel 36:28 

 

Kfir (1 ano) e Ariel (4 anos), prisioneiros do Hamas em Gaza.

No exacto lugar onde David enfrentou e venceu Golias.



Tu subirás contra o meu povo Israel como uma nuvem, para cobrir a terra. Acontecerá nos últimos dias.
Ezequiel 38:16

 


Jerusalém, agora.


 

Assim diz o Senhor Deus: “Eis que estou contra ti, ó Gogue” Ezequiel 38:3



Quem é terrorista de Bondi Junction?

POST CENSURADO E SABOTADO IMEDIATAMENTE APÓS A PUBLICAÇÃO. 
TRANSCREVEMOS E REPOSTÁMOS VÍDEOS DAS MANIFESTAÇÕES DE COLONOS MUÇULMANOS NA AUSTRÁLIA EM CELEBRAÇÃO DO MASSACRE DE 7 DE OUTUBRO, E OS ISLAMISTAS E ESQUERDISTAS DE SERVIÇO DEITARAM OS VÍDEOS ABAIXO DE IMEDIATO. 
O ISLÃO É ASSIM: APAGAM E RE-ESCREVEM A HISTÓRIA À MEDIDA DA SUA IDEOLOGIA DEMONÍACA. 
OS MUÇULMANOS E OS SEUS SERVENTUÁRIOS ESQUERDISTAS UNEM-SE PARA ESCAMOTEAR A VERDADE. MAIS CEDO DO QUE PENSAM, ACERTARÃO CONTAS - E NÃO É COM O ALÁ!


MASSACRE ISLÂMICO na Austrália: 7 MORTOS, mãe e bebé esfaqueados, ‘atacante conhecido da Polícia”

O ataque teve lugar num bairro fortemente judeu e a um Sábado, como o Massacre de 7 de Outubro. 
Ninguém ainda divulgou a identidade do assassino em série:

Se o atacante for um não-muçulmano, a Polícia, o governo e a Velha Imprensa irão proclamá-lo. 


Esta valente muher-polícia abateu o assassino. Foi na Austrália. Se tivesse sido em Israel, os jornalistas estariam a titular: "Polícia israelita executa jovem 'palestino'".

Logo na sequência do Massacre de 7 de Outubro, os muçulmanos, em todo o mundo mas também na Austrália, juntaram-se para celebrar:

Muçulmanos celebram terror e incendeiam a Ópera de Sidney

ESTE POST FOI FORTEMENTE CENSURADO A PARTIR DAQUI 

Retiraram, mal foram publicados, os vídeos em que se viam os muçulmanos a incendiarem a Ópera de Sidney, a gritarem pelo massacre dos judeus e pelas câmaras de gás, a celebrarem o Massacre de 7 de Outubro, e a Polícia australiana a prender um homem pelo "crime" de transportar uma bandadeira de Israel. Não nos calarão, podem ter a certeza.

O Governo da Austrália já não tem coragem de tratar os invasores islamistas como trata os cidadãos normais. 
Como em todo o mundo, os muçulmanos juntaram-se em Sidney para celebrar a matança de judeus, a decorrer em Israel. Gritaram MORTE AOS JUDEUS! E outros slogans islamonazis.

Como em todo o mundo, a Polícia não se atreveu a deter os terroristas, que até incendiaram a Ópera de Sidney. O Califado Global está aí!...

O ódio antissemita é um pilar fundamental do Islão. 

Leia a Carta de Princípios do Hamas. 
“Israel existirá e continuará a existir até o Islão o abolir, tal como aboliu o que existia antes dele.” 

O vulgo pensa que o Islão é apenas umas religião. Na verdade, como o Comunismo e o Nazismo, o Islão é um sistema tirânico TOTAL. 

O Islão apaga toda a História e extermina as populações que o precederam num território. 

Os Árabes são da Arábia e ocupam todo o Médio Oriente, depois de terem exterminado todas as populações nativas - apenas sobreviveram, apesar de todas as tentativas de genocídio, judeus e cristãos coptas (os verdadeiros egípcios). E mesmo esses, vivem sob constante ameaça. O Islão é diabólico; é ainda pior que o Nazismo e o Comunismo! Matou e mata muito mais.

SÃO ESTES OS TAIS "REFUGIADOS", QUE DE REPENTE PASSARAM A SAIR DE TODOS OS PAÍSES ISLÂMICOS E IR "REFUGIAR-SE" ATÉ NA LONGÍNQUA AUSTRÁLIA!


Quem se mete com eles: 


 LEVA!!! 

ATAQUE TERRORISTA na Austrália: 7 MORTOS, mãe e bebé esfaqueados, ‘atacante conhecido da Polícia”

 

Cá vamos nós... O comissário assistente da Polícia de Nova Gales do Sul, Anthony Cooke, declarou que não havia indicação de motivação para o acto, mas não descartou que este esteja relacionado com o terrorismo. Todos sabemos o que isso significa.

Mães e bebês são mortos à facadas num shopping e a questão oficial mais importante é esconder o motivo do massacre.

GELLER REPORT

 

Harrriet, de 9 meses, foi esfaqueada várias vezes por um islamista radical que atacou hoje um shopping center em Bondi Junction, Sydney, Austrália.

A sua heróica mãe, Ash, lutou contra o assassino, que empunhava uma faca e, nos seus últimos momentos, atirou a sua bebé ferida para os braços de estranhos para lhe salvar a vida.

Harriet está em estado crítico.

Bondi Junction é um bairro predominantemente judeu. 

The Pesian Jewess 


Nenhum órgão de informação tradicional que tenhamos consultado mostra imagens do terrorista ou refere a sua motivação islâmica. Pelo contrário, todos dizem que não se tratou de terrorismo. Menos a BBC, que diz que foi "a extrema-direita". 

Como temos vindo a demonstrar, há mais de uma década, esta cáfila de politiqueiros e jornaleiros é toda paga para proteger o Islão. 

Só órgãos de informação modestos e locais se atreveram a mostrar vídeos do terrorista a chacinar as suas vítimas:



Realmente, não há motivo para suspeitar que se trate de um muçulmano, eles até nunca matam ninguém à facada...

quinta-feira, 11 de abril de 2024

Ramadão 2024 - Balanço Final

 

Ramadão 2024 : 157 ataques terroristas e 808 mortos em nome do Islão. 

Do que foi contabilizado, é claro. Os números reais serão muito piores. 

Desde o 11 de Setembro: 

45070 ataques em nome do Islão.

Em Março: 118 ataques, 599 mortos e 606 feridos.

Na semana passada: 34 ataques, 179 mortos e 41 feridos.

Todas as outras religiões do Mundo combinadas: ZERO!!!



ATROCIDADE DA SEMANA:

Congo: Homens, mulheres e crianças trucidados à machadada em nome do Islão.

EFEMÉRIDE ISLÂMICA DO DIA:


11 de abril de 2012: Tombuctu, Mali. Líder cristão decapitado em nome do Islão.


Alguma manifestação planeada pelas vítimas do Islão? Claro que não! As manifestações são todas a favor dos terroristas do Hamas!


 

O Islão é uma ideologia mortífera, que ordena todo o tipo de atrocidades. Mas a pressão dos governos cúmplies da islamização, e a lavagem cerebral levada a cabo pelos jornalistas, faz com que as pessoas tenham medo de reconhecer a realidade óbvia e facilmente comprovável de que o Islão é pior que o Nazismo e o Comunismo combinados.

- Este post fica arquivado na nossa secção ESTATÍSTICAS ISLÂMICAS.  

terça-feira, 9 de abril de 2024

Professor de Seattle: “O estupro [de judeus] é justificado”

:


O professor extrema-esquerdista Ian Goulash concorda inteiramente:
 

Um professor de uma escola pública de Seattle afirma de forma chocante que a violação e o assassinato de mulheres podem ser justificados. Mas só se as vítimas forem judeus.

Ele não foi demitido. A educação americana é um esgoto de ódio e selvageria. Tire os seus filhos das escolas públicas e rápido.

Como acha que a juventude Hitleriana se tornou a juventude Hitlerina? 



Versão curta:


Excerto do artigo da KOMONEWS

«O professor, Ian Golash, foi confrontado esta semana na escola pelo “Accuracy In Media” (AIM), um grupo activista conservador que confronta educadores de todo o país por supostos comentários antissemitas.

O presidente da AIM, Adam Guillette, perguntou a Golash se mulheres foram assassinadas no festival de música de Re’im, em 7 de Outubro.

“Foram”, respondeu Golash.

Guillete então perguntou a Golash se ele acreditava que os assassinatos eram justificados.

“Sim”, disse Golash.

“O assassinato de mulheres inocentes que acabaram de participar de um festival de música foi justificado ,na sua opinião?” Guillette perguntou a Golash.

"Não. Acho que a resistência contra Israel é justificada, sim”, respondeu Golash.»


Traduzido e condensado de:


Em 7 de Outubro de 2023, o Hamas e a população de Gaza (que são uma e a mesma coisa), invadiram Israel e cometeram actos de uma malvadez que desafia a imaginação e uma pessoa normal.

Estupraram mulheres e crianças em frente às famílias, torturaram, mutilaram, incineraram pessoas vivas, "assaram" um bebé judeu no forno - pior que isto não cremos que seja possível sequer conceber!

 



A campanha de negação das atrocidades e de demonização da resposta de Israel levada a cabo pela Velha Imprensa, encontrou apoiantes fervorosos deste a primeira hora.
Muitos deles, tal como o comunista pró-terrorista Ian Golash, estão nas escolas, a doutrinar os SEUS filhos.

NENHUM negacionista do 7 de Outubro irá alguma vez visitar os sites HAMAS MASSACRE ou 7 DE OUTUBRO. Muito menos a nossa secção OPERAÇÃO ESPADAS DE FERRO., com centenas de artidos, vídeos, fotos, testemunhos e informação legítima e comprovada.

Os antissemitas simultaneamente negam o Massacre e aplaudem-no. 


No site GELLER REPORT, de onde transcrevemos esta notícia, podemos ver artigos como:

‘They Cut off Organs’

‘Raped Daily’: Former Israeli Hostages Recount Sexual Abuse by Hamas Terrorists as Families Plead for Action

‘Evidence of mass rape so brutal that they broke their victims’ pelvis – women, grandmothers, children.’ ‘People whose heads have been cut off. Faces blasted off. Heads smashed and their brains spilling out. A baby was cut out of a pregnant woman and beheaded and then the mother was beheaded’

 Hamas shot female Israelis ‘in the crotch, intimate parts and breasts’ as part of ‘a systemic genital mutilation’: IDF reveals many victims’ corpses still had agonised looks on their faces |

October 7th: A Day That Will Live In Infamy

E muito, muito mais do que a Velha Imprensa esconde.

Os vídeos que os terroristas fizeram e transmitiram em directo na Internet já foram mostrados a jornalistas e governantes de todo o mundo. As exibições públicas têm sido atacadas por antissemitas.

Ariel (4 anos) e Kfir (1 ano) estão há 6 meses prisioneiros em Gaza, nas mãos dos monstros que cometeram as atrocidades de 7 de Outubro (e muitas mais).  A OPERAÇÃO ESPADAS DE FERRO destina-se a resgatar os prisioneiros do Hamas. 

 

Massacre de 7 de Outubro - 6 meses


Os habitantes de Gaza fazem filhos propositadamente para servirem de cavadores de túneis (e matam-nos a seguir), de terroristas e de escudos humanos. 
Nem os pais, nem os antissemitas ocidentais, dão a mínima importância à vida das "pobres criancinhas 'palestinas'" - que, aliás, também participaram no Massacre de 7 de Outubro.
O professor Ian Golash, os jornalistas, os comunistas, os nazis, e, obviamente, os muçulmanos, acham que Ariel e Kfir merecem ter caído no Inferno. O seu crime foi terem nascido na terra que onde os seus antepassados vivem, ininterruptamente, há 3800 anos. Se há país no Mundo cuja legitimidade é inquestionável, esse país é Israel.