domingo, 31 de outubro de 2021

Coronavírus - 100º post

 


Para o centésimo post da série CORONAVÍRUS escolhemos este depoimento da eurodeputada Christine Anderson, retirado da página do Grupo Somos Todos Rui Castro.

São 100 posts plenos de informação pacientemente recolhida em fontes sérias (daquelas que a televisão geralmente recusa ouvir). 

sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Professora universitária: “Brancos vilões - temos que remover esses filhos da puta” (VÍDEO)

Hoje em dia as Universidades e as escolas (desde a pré-primária) são isto. A extrema-esquerda apossou-se de tudo e impões as suas tresloucadas teorias às  novas gerações. Dividir para reinar: homens contra mulheres, gays contra heteros, pretos contra brancos, todos contra todos. 



Professora da Universidade Rutgers: “Os brancos estão comprometidos em ser vilões - temos que remover esses filhos da puta” (VÍDEO)

A professora da Rutgers, Dra. Brittney Cooper, classificou os brancos como "vilões" durante uma entrevista ao The Root no mês passado.

Cooper alegou falsamente que negros e pardos coexistiam e navegavam pelo mundo até que os brancos apareceram e destruíram o mundo com violência.

 


“Não acredito num projecto de violência. Eu realmente não quero”, disse ela. “Porque no final, acho que as nossas almas sofrem com isso. E realmente acho que parte disto tem a ver com a condição espiritual.”

 

Via: 


Pode gostar de ler também:

Líder muçulmana dos Black Lives Matter declara que brancos não são humanos e apela ao seu extermínio

 e também:


"Brancos agredidos brutalmente por negros: imagens terríveis..."

e também:


Mamadou Ba diz que se deve MATAR O HOMEM BRANCO

e muitos, muitos mais posts...

Há gente que faz vida disto. E há cada vez mais gente que se faz passar por negra (ou outra cor que não branca) para ganhar a vidinha. Já falámos, por exemplo, desta criatura branca, uma tal Cristina Roldão, que se pinta de preto e ganha a vida como "professora universitária", gritando aos quatro ventos que Portugal é racista:


E somos nós todos que lhe pagamos o ordenadão... 

Lisboa: Quer casa? Mate o dono!


 

 

"NA LISBOA DE FERNANDO MEDINA, É FÁCIL ARRANJAR CASAS BARATAS, SE MATARES OU AMEAÇARES OS MORADORES.


Foi morto um idoso que andava a ser ameaçado por não deixar a casa. As vitimas têm pedido ajuda para este roubo de casas, há décadas, e nem o Medina nem o Costa os protegem, deixam-nos entregues à justiça dos criminosos que por ali proliferam armados com armas de fogo e vontade de matar.  
Os que resistem morrem, como este idoso de 86 anos que nunca mais morria, os outros abandonam as casas para salvar a vida.  
É assim que em terras de ninguém, terras de Medina se protege o crime e deixam os inocentes à mercê de quem tem armas e coragem de matar. É a lei do faroeste é a lei em Portugal. Há décadas que este bairro não é de ninguém que as pessoas vivem no medo, porque ninguém na CML ou no governo quer resolver os problemas burocráticos para o bairro ser de alguém? Terra sem lei. Olaias bairro Portugal Novo 
Os idosos mais frágeis e expostos à chantagem que já culminou num homicídio.. serviu de exemplo para os que ousam não abandonar a casa.
Em época de eleições ficam as promessas mas nada se faz para proteger a vida e a casa destas pessoas.  
Tanta gente que trabalha em Lisboa e anseia por uma casa em Lisboa, disposto a pagar, mas estas pessoas, que ocuparam o bairro Portugal Novo, sem pagar nem respeitar a vida humana e, que na sua maioria nem trabalham podiam não viver em Lisboa, mas à força, ocupam casas.  
Para Medina estas pessoas que matam e roubam para ter uma casa, não merecem castigo até merecem um prémio, ganham uma casa e podem ficar com ela? (...)".


Maria


No paraíso socialista de Medina, tem sido assim. Também ele, como João Soares, saiu do cargo para uma prateleira dourada e nunca responderá pelos seus crimes. 

 

Metade de cidadãos trabalha para sustentar a outra metade de boys:

 


E já agora: ontem à noite, uma televisão tida por popularucha (a CMTV, claro) falou, de fugida, de um homem em estado grave após ter sido esfaqueado no Largo de Martim Moniz. Parece que a vítima e o agressor e a notícia se evaporaram, como sempre acontece quando se trata de certas pessoas... Esfaqueamentos no Martim Moniz é mato, aliás.

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Fauci em 2019: Usar máscara é PARANÓIA (VÍDEO)

Este é o 99º post dedicado ao tema CORONAVÍRUS. Veja, por exemplo:

A Longa Noite FAUCIsta

O Dr. Anthony Fauci (com fortes interesses no laboratório chinês de onde o vírus veio), o deus da religião covideira, assegurava que usar máscara era coisa de gente "paranóica". Depois, passou a concordar com a privação de direitos aos que têm o atrevimento de não se curvar perante o deus-covid:


 

O Dr. Fauci, numa entrevista de 2019, disse a David Rubenstein que as máscaras são desnecessárias, e descartou-as como uma ferramenta "paranóica". No final da entrevista, que foi para o ar em 22 de Maio de 2019, Rubenstein perguntou a Fauci a melhor forma de se proteger de uma doença infecciosa.

“E a melhor maneira de evitar que eu apanhe uma doença infecciosa e o tenha como meu médico é o quê - usar uma máscara?”perguntou Rubenstein.
"Não, não, não", disse Fauci rindo.
“A) Boa alimentação. B) Você não fuma, eu sei. Eu sei que você não bebe - pelo menos não muito, então isso é muito bom. Fazer algum exercício. Eu sei que você não faz tanto exercício quanto deveria”, acrescentou Fauci. “Durma bem. Acho que as coisas saudáveis normais e de baixa tecnologia são as melhores coisas que você pode fazer, David, para se manter saudável. ”

Assista ao vídeo antes que o Twitter o exclua:

 


 Fauci também descartou as máscaras em uma entrevista de 60 minutos em Março de 2020, antes de convencer os fanáticos do Covid a adorar as máscaras.

 

Via:


 
Este post fica na nossa secção CORONAVÍRUS.

 

 


sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Ciência comprova: menos vacinação = menos casos de Covid!

Este post fica na nossa secção CORONAVÍRUS

Estudo realizado por pesquisador de Harvard descobre que países com taxas de vacinação COVID-19 mais baixas têm menos casos de COVID do que países totalmente vacinados 




Um novo estudo publicado no European Journal of Epidemiology prova o que nós, “teóricos da conspiração”, temos afirmado o tempo todo sobre as injeções de COVID-19: Elas causam sintomas que levam ao diagnóstico de COVID-19, em vez de evitá-los.
Atualmente, as vacinas são a principal estratégia de mitigação para combater o COVID-19 em todo o mundo. 
Por exemplo, argumenta-se que a narrativa relacionada ao aumento contínuo de novos casos nos Estados Unidos (EUA) é impulsionada por áreas com baixas taxas de vacinação. Uma narrativa semelhante também foi observada em países, como Alemanha e Reino Unido [2]. 
Ao mesmo tempo, Israel, que foi saudado por suas taxas rápidas e altas de vacinação, também viu um ressurgimento substancial dos casos de COVID-19. 
Investigamos a relação entre a porcentagem da população totalmente vacinada e novos casos de COVID-19 em 68 países e em 2947 condados nos EUA. Eles usaram os dados COVID-19 fornecidos pelo Our World in Data para análises entre países, disponíveis em 3 de setembro de 2021.
Para a análise em nível de condado nos EUA, eles utilizaram os dados da Equipe COVID-19 da Casa Branca, disponíveis em 2 de setembro de 2021. Comparando países com várias taxas de porcentagens de sua população totalmente vacinada para COVID-19, eles descobriram que “países com maior porcentagem de população totalmente vacinada têm mais casos de COVID-19 por 1 milhão de pessoas”. 
Ao nível do país, parece não haver relação discernível entre a percentagem da população totalmente vacinada e novos casos de COVID-19 nos últimos 7 dias (Fig. 1). Na verdade, a linha de tendência sugere uma associação marginalmente positiva, de modo que os países com maior porcentagem da população totalmente vacinada têm mais casos de COVID-19 por 1 milhão de pessoas. 
Notavelmente, Israel com mais de 60% de sua população totalmente vacinada teve o maior número de casos de COVID-19 por 1 milhão de pessoas nos últimos 7 dias. 

 

A falta de uma associação significativa entre a percentagem da população totalmente vacinada e novos casos COVID-19 é ainda exemplificada, por exemplo, pela comparação da Islândia e Portugal. Ambos os países têm mais de 75% de sua população totalmente vacinada e têm mais casos de COVID-19 por 1 milhão de pessoas do que países como o Vietnã e a África do Sul, que têm cerca de 10% de sua população totalmente vacinada.

 

Da mesma forma, nos Estados Unidos, os condados com as maiores taxas de vacinação têm os maiores incidentes de casos COVID-19. Em todos os condados dos EUA também, a mediana de novos casos de COVID-19 por 100.000 pessoas nos últimos 7 dias é muito semelhante nas categorias de porcentagem da população totalmente vacinada (Fig. 2). 
Notavelmente, também há uma variação substancial no condado em novos casos de COVID-19 dentro das categorias de porcentagem da população totalmente vacinada. Também parece não haver sinalização significativa de casos de COVID-19 diminuindo com porcentagens mais altas de população totalmente vacinada (Fig. 3). 
Dos 5 principais condados que têm a maior porcentagem da população totalmente vacinada (99,9–84,3%), os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) identificam quatro deles como condados de transmissão “alta”. 
Os condados de Chattahoochee (Geórgia), McKinley (Novo México) e Arecibo (Porto Rico) têm mais de 90% de sua população totalmente vacinada, com todos os três classificados como “Alta” transmissão. Por outro lado, dos 57 condados que foram classificados como condados de “baixa” transmissão pelo CDC, 26,3% (15) têm porcentagem da população totalmente vacinada abaixo de 20%.
Leia o estudo completo aqui . Você pode querer fazer o download da versão .pdf, pois esses tipos de estudos que provam que as agências de saúde do governo e da Big Pharma, como o FDA e o CDC estão mentindo para as pessoas, tendem a ser "retratados" assim que são publicados. 
As vacinas COVID-19 não só não oferecem benefícios, mas também matam e ferem pessoas, razão pela qual tantos médicos e cientistas dissidentes hoje as chamam de “armas biológicas”.


 

Via:


 

Loucura: Crianças obrigadas a usar "escafandros Covid" para visitar os avós

 


ONDE VAMOS PARAR? Vídeo bizarro mostra crianças vestidas com 'ternos COVID' para conhecer os avós 
Vimos muita paranóia demente em torno de COVID nos últimos 20 meses, mas os pais continuam a infligir sua histeria aos filhos, com consequências inevitáveis ​​a longo prazo.

 


Crianças obrigadas a usar máscara, poncho e óculos de proteção. 

Um vídeo bizarro postado no TikTok mostra crianças sendo obrigadas a se vestir com 'ternos COVID' antes de poderem conhecer seus avós. 

As crianças são vistas usando máscara facial dentro da própria casa, além de algum tipo de poncho completo, luvas, além de óculos de natação. 

"Chegando!" grita uma mulher que provavelmente é sua mãe. 

Quando as crianças saem de casa e veem os avós, a mãe lhes diz imediatamente: "Cubra o nariz!"
Vimos muita paranóia demente em torno de COVID nos últimos 20 meses, mas os pais continuam a infligir sua histeria aos filhos, com consequências inevitáveis ​​a longo prazo.  

 


 

Como destacado anteriormente , um estudo descobriu que os escores médios de QI de crianças nascidas durante a pandemia caíram em até 22 pontos, enquanto o desempenho verbal, motor e cognitivo sofreram como resultado de mandatos de bloqueio e máscara. 

Depois que um especialista em educação afirmou em um artigo que forçar os alunos a usar máscaras estava causando um trauma psicológico, Forbes deletou o artigo logo depois que ele começou a se tornar viral. 


Via:


 

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Italianos combatem Ditadura Covid e agradecem ao Arcebispo Vigano

- Este post fica na nossa secção CORONAVÍRUS.

 

Já ouvimos falar do arcebispo católico Vigano anteriormente. Ele alertou o Mundo após a eleição de 2020 nos Estados Unidos para a acção das Forças do Mal:

Arcebispo Viganò apela à ORAÇÃO: os Fihos das Trevas estão a levar a cabo a maior fraude eleitoral da História

O Arcebispo Vigano alertou recentemente sobre o Mal por trás do vírus COVID:

Monsenhor Vigano do Vaticano denuncia DITADURA GLOBAL "Covid" e SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL




Italianos protestam contra a ditadura COVID em Trieste e cantam: “Vigano, Vigano, Vigano”, depois de o Arcebispo católico Carlo Maria Vigano lhes ter oferecido apoio

O Arcebispo enviou palavras de encorajamento para aqueles que em Trieste, Itália, protestam contra a ditadura do COVID na Itália. 

O governo da Itália determinou que todos os trabalhadores fossem vacinados. Os não vacinados não são elegíveis para o trabalho. 

Italianos em todo o país consideram isso uma violação de seus direitos dados por Deus. 



 Extraído de:



O site THE GATEWAY PUNDIT (logicamente apodado de "fake-news" pelos jornaleiros amestrados) é uma fonte permanente de notícias que os jornaleiros amestrados escondem.

Na Europa, e neste caso em Itália, luta-se nas ruas contra a Ditadura Sanitária Global. Cá em Portugal tivemos o Juiz Fonseca e Castro e entretanto a coisa esmoreceu.

Aqui estão os italianos nas ruas:


 

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Monsenhor Vigano do Vaticano denuncia DITADURA GLOBAL "Covid" e SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL

 




 

Valente homem! É pena não ser ele o Papa, em vez do actual comunista usurpador serventuário do Islão.

Já não é a primeira vez que falamos deste senhor:


 Este post fica na nossa secção CORONAVÍRUS.

- Veja também a secção Nazi George Soros e o post anterior: 

.

Vacina OBRIGATÓRIA. Agora somos todos "judeus".

domingo, 17 de outubro de 2021

Vacina OBRIGATÓRIA. Agora somos todos "judeus".


"Se eu não sou para mim mesmo, que será de mim? 
Se eu for só por mim, que sou eu? 
E se não agora, quando?" 
- Rabino Hillel

 


O Caio conta o que se passa na Europa e os media ESCONDEM:


O Caio também fala de Israel.

BREVEMENTE EM PORTUGAL - DESGRAÇADAMENTE O PAÍS MAIS CONFORMADINHO DA EUROPA:


Mario Draghi é um banqueiro, economista e político de socialista italiano. É actualmente Primeiro-Ministro de Itália e promulgou uma lei que transforma os não injectados em sub-humanos. 
Mario Draghi é um membro proeminente (embora tal facto esteja a ser apressadamente escondido da populaça) da associação globalista eugenista Clube de Roma, que promove a redução drástica da população mundial através do aborto, da eutanásia, da limitação de nascimentos e agora da injecção Covid-19.

O Reino Unido em boa hora saiu da União Europeia (uma criação de raiz nazi). O resto da Europa caminha para o matadouro pelas mãos dos mesmos que há 70 anos assassinaram milhões de "indesejáveis". 

Agora somos TODOS "indesejáveis". 

Mais uma vez se  comprova que o que começa por atingir os judeus, cedo ou tarde acaba por atingir os seres humanos propriamente ditos, os cidadãos de primeira classe, os que merecem (ou mereciam, atá agora) viver. 


Este post fica na nossa secção CORONAVÍRUS


Veja também, sff:

 

A União Europeia é mais uma tentativa de criação da almejada "Grande Alemanha"

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

CHEGA denuncia SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL no Parlamento

Na sequência de:


Magrebinos assassinam jovem português no Porto. Jornaleiros ESCONDEM. 

 

 

CHEGA denuncia a SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL, o programa oficial da União Europeia para islamizar a Europa 
Por isso, o CHEGA tem a canzoada jornaleira e politiqueira toda à perna.

Vídeo aparentemente já está CENSURADO no canal CHEGA TV do Youtube. Fica arquivado na nossa secção PORTUGAL


Guardámos uma cópia: 


 


Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial de Portugal, anunciou que para combater a perda de população a solução milagrosa é uma e só uma: a imigração massificada de todos os povos do mundo para Portugal. 

Programas sérios para atrair investidores e mão de obra da diáspora portuguesa espalhada pelo mundo? Programas sérios para atrair e receber de volta os milhares e milhares de jovens portugueses que abandonaram o país na ultima década? 

Programas sérios de incentivo à natalidade dos portugueses que trabalham e que gostariam de ter mais filhos e que se vêm sem apoios, sem creches, sem segurança e sem qualidade de vida para trazer uma criança ao mundo. 

Nada disso. Tudo isso é muito complicado. Dá muito trabalho. E leva tempo. A solução é importar povos de todas as religiões e culturas para entrarem (dizem-nos) no mercado de trabalho e até povoarem o interior. Pequenos “Brasis” pequenas “Índias”, ou pequenos “Cabos Verdes”, das planícies alentejanas aos vales e planaltos de Trás-os-Montes. 

Odemira é apenas o início …. 
E esta é a ministra da “coesão”. Imaginem se não fosse…. 

E anunciam estas medidas por decreto. Precisamos de escancarar as fronteiras e ponto final. Não há referendos, ninguém nos pergunta nada. O povo Português não é ouvido nem achado num tema fundamental para o futuro do pais: a composição demográfica do Portugal do futuro. 

E não há contraditório. Dizem-nos que são estes “novos portugueses” que vão pagar as pensões. E nós temos que acreditar na palavra deles. Dizem que há “estudos”. 

E estudos sobre o impacto económico da imigração de massas no Sistema Nacional de Saúde, no parque habitacional, nas prisões, nos custos com policias, com o combate à criminalidade, com o sistema judicial? 

Não querem falar desses custos relacionados com a imigração de massas? Por isto querem acabar com o SEF? 

E se em vez de abrirem as fronteiras sem critério (vem qualquer um, seja quem for, de qualquer parte) “estudassem” a melhor forma de atrair imigração de QUALIDADE e QUALIFICADA em vez de imigração que muitas vezes vem sobrecarregar o nosso Estado Social? 
Neste momento Portugal é o refugo da imigração – os que não conseguem ir para outro sítio vêm para cá fazer o frete enquanto não se tornam “portugueses”. 

Mas se querem falar de estudos então vamos falar daqueles que não aparecem na comunicação social porque não convém e que mostram que a dependência de mão de obra imigrante serve sobretudo para manter os salários baixos dos trabalhadores nacionais. 

Não admira, por isso, que os grandes capitalistas e empresários queiram cada vez mais mão de obra vinda de fora. Mais dócil, menos dependente de sindicatos e disposta a trabalhar ao preço da chuva. 
Se continuarmos neste caminho – e se o povo Português não se revoltar a sério – Portugal vai ser no futuro e cada vez mais a montra TERCEIRO-MUNDISTA da Europa: um país de chinelo no pé, povoado de imigrantes e turistas, enquanto os verdadeiros portugueses, espalhados pelos mundo, trabalham para os países dos outros. 

A tragédia socialista e bloquista parece não ter fim neste nosso querido pais … CHEGA!

Nuno Afonso
Dirigente Nacional

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Magrebinos assassinam jovem português no Porto. Jornaleiros ESCONDEM.


A face do assassino. Dos assassinos da Europa.





Este post fica na nossa secção JORNALISTAS:




Este título e esta "notícia" já foram produzidos hoje, 12 de Outubro, quando é mais que sabido que foram árabes (quase de certeza muçulmanos) que assassinaram o jovem Paulo Correia, de 23 anos, no Porto.

Não vimos nenhuma notícia que nomeasse o assassino. Todos os media lhe chamam "o jovem francês" e o "suspeito". E todos já o absolveram.

É evidente a partir das filmagens celebratórias dos assassinos, que se trata de árabes, de magrebinos. Mas o nome de Anis Reda, que circula nas redes sociais (o único que ficou em prisão preventiva) não é nunca referido na Imprensa, para proteger a imagem do Islão e da invasão islâmica da Europa. 

 

 

. O programa oficial de islamização da Europa - o EURISLAM - tem de avançar, e os jornaleiros são os cúmplices activos no branqueamento da barbárie.


 Confira, sff:

JORNALISTAS promovem Islamização da Europa

A substituição Populacional é política oficial da União Europeia e da Nova Ordem Mundial (ONU, bilionários globalistas esquerdistas, China, potências petrolíferas islâmicas, forças comunistas Ocidentais, Bilderbergues, Clubes de Roma, associações satânicas, etc.), de modo que toda a VERDADE é cumplicemente escondida pelos jornaleiros amestrados - os mais abjectos serventuários dos Donos do Mundo.

Mostraram o vídeo dos "jovens" em grande euforia após o assassinato do "infiel", mas dificilmente admitirão a identidade e as motivações supremacistas dos assassinos de Paulo Correia  -cujo nome, entretanto, também já começa a ser omitido, pois, na perspectiva jornaleira, não passa de um ser insignificante, ainda por cima sendo Branco, heterossexual e judaico-cristão. Nem tem direito à Vida, pois pertence ao grupo que a Substituição Populacional procura extinguir rapidamente. 
De notar que os confrontos começaram com a atitude supremacista das acompanhantes dos magrebinos, que cuspiram em cima dos portugueses.

. No carro celular, os assassinos árabes festejavam a morte do "infiel", bem cientes de que seriam rapidamente libertados. (Ver vídeo mais abaixo).
Ficou lá um, mas não terá grandes problemas. No máximo apanhará 3 anos e meio, dizem os especialistas todos na TV, assegurando que Paulo Correia morreu da queda, e que o murro fatal que o muçulmano lhe desferiu, praticamente não contribuiu em nada para a morte. Ao fim de um ano em prisão luxuosa, o suposto Anis Reda será posto em liberdade. E isto se o Tribunal não concluir que Paulo Correia simplesmente tropeçou.

. O tal Anis Reda (será mesmo esse o nome?) vai cumprir (se cumprir!) uma pena simbólica - e mesmo isso só porque não era um judeu, pois nesses casos os assassinos simplesmente alegam que estavam sob efeito de drogas e nem chegam a ser presos. Em França, por exemplo, os muçulmanos podem matar judeus à vontade:

 


 

França: Sobrevivente do Holocausto queimada viva por muçulmano

França: Polícia encobre execução de mulher judia por muçulmano

Etc., etc., etc... 

 

. Quando o actor pornográfico, gangster, criminoso de carreira e drogado George Floyd morreu de overdose durante uma correctíssima detenção policial, o planeta Terra ia saindo da órbita, com tanta indignação artificial injectada pelos jornaleiros aldrabões. 

Neste caso, não se passa nada. A vítima foi apenas um Branco. Não conta. Se tivesse sido um Branco a a matar um Árabe, já se sabia o nome do assassino, e os muçulmanos Mamadou Ba e as Joacine Qatar já andavam aí aos saltos, claro...

 


George Floyd (criminoso, gangster, drogado, actor pornográfico) morreu de OVERDOSE de fentanil

 

. Também é de salientar que se este mesmo caso se tivesse passado em Israel, o encantador jovem Anis Reda (dizem que é esse o nome dele, não temos confirmação oficial, porque os jornaleiros amestrados escondem a identidade quando os agressores são muçulmanos) estaria nas t-shirts e nos cartazes da malta da extrema-esquerda, como "vítima da brutalidade policial da 'entidade sionista', apenas porque assassinou um judeu". 

 


 Paulo Correia, mais uma vítima do enriquecimento cultural.

 

. Paulo Correia, segundo todos os seus amigos, era um ser humano excelente. Mais uma vida ceifada na flor da idade, um jovem brilhante, a fazer o Mestrado em Engenharia Mecânica, desportista, trabalhador, bem formado, assassinado pela fúria indomável dos bárbaros invasores.

Os jornaleiros jamais admitirão que o assassino e os seus comparsas são árabes e muçulmanos. Nem sequer que eles sejam violentos. Os comentadeiros, unanimemente, emitiram a sua sábia sentença: "Foi um azar; coisas que acontecem...".  
A ideologia vigente estipula que só as pessoas Brancas, do sexo masculino, heterossexuais e judeo-cristãs, podem ser más. Aliás, são sempre más. E por isso merecem morrer. E eles estão a tratar disso, um Paulo Correia de cada vez.

 

. Muitos mais portugueses continuarão a ser assassinados (este está longe de ser o primeiro!) pelos colonos islâmicos.  Ninguém terá coragem de dizer o que se passa. Ninguém... a não ser pessoas abrutalhadas como nós, que insistem em ver a realidade! O resto da malta é gente fina. 

A cada assassinato, a reacção dos portugueses será a mesma dos outros europeus: manifestar publicamente apoio e carinho para com os bárbaros, na vã esperança de não serem os próximos a ser mortos. Os colonos muçulmanos sorriem e assistem, com divertido desdém, às manifestações de submissão dos europeus.

 

. Analistas de gravata e ar institucional concluirão que a culpa, vistas bem as coisas, é da vítima. E de pessoas como nós, uns nazis, uns racistas, uns islamofóbicos, uns miseráveis simpatizantes do CHEGA e do André Ventura, esse ser monstruoso que se atreve a querer parar a invasão islâmica.

 


Não querer ser assassinado por um suposto Anis Reda qualquer, é considerado "discurso de ódio" e muita gente é presa na Europa por causa disso e metida em celas com muçulmanos, que se encarregam de os despachar para o outro Mundo - o que até é capaz de ser uma alívio, em comparação com o estado deste pântano de cobardia e submissão.


Aqui estão os "jovens" a celebrar: 


Felipe Neto recomenda SODOMIA

  Olavo de Carvalho avisou - é atrás das crianças que eles andam! Felipe Neto, o ídolo da juventude, o queridinho do Sistema, o modelo para ...