quinta-feira, 13 de agosto de 2020

"Brancos agredidos brutalmente por negros: imagens terríveis..."


Deve ser isto, o tal "racismo sistémico" de que tanto se fala hoje em dia...

Um dos casos de tortura e espancamento de pessoas brancas por pessoas após a vitória de Trump: estes quatro indivíduos raptaram, espancaram e seviciaram em directo no Facebook um rapaz deficiente, por este apoiar o Presidente eleito:


 Até a extrema-esquerdista CNN noticiou, por isso é verdade. Senão, era mentira...


O site francês Riposte Laique é dos tentam remar contra a corrente e contar a VERDADE que os media escondem activamente. Se ligarmos a televisão, somos informados de que os Estados Unidos são um país horrendo, onde os brancos fazem tiro ao alvo contra os negros. A realidade é outra e aqui vai apenas uma breve amostra.
Aqui na nossa Velha Europa a realidade não difere muito. A Polícia tem ordens para ocultar, os políticos desvalorizam (pois contam com o voto dos "migrantes") e os jornalistas são massivamente de extrema-esquerda - e está tudo dito.

Não passa na TV: "migrantes" destroem Itália:


Jovem de origem africana expõe na Internet planos para "acarinhar" a Polícia portuguesa:


Escusado será dizer que deploramos o racismo e todas as formas de discriminação. Como tal, também deploramos o racismo e a discriminação contra as pessoas brancas, que não têm culpa de ter nascido dessa cor - nem há nada de errado em se ser branco, preto, amarelo, castanho ou azul. Somos todos PESSOAS.

Visite o Riposte Laique enquanto a CENSURA não o manda abaixo, como faz à maior parte dos que dizem e mostram a VERDADE:

https://ripostelaique.com/


Passamos a traduzir, esclarecendo que os pontos de vista do autor não coincidem necessariamente com os nossos.
Note também que estes casos e este vídeos são apenas pequenas amostras da realidade. A maior parte não chega ao conhecimento do grande público.

Brancos agredidos brutalmente por negros: imagens terríveis ...
Aqui está uma compilação de vídeos de violência negra e crimes de ódio sobre brancos. Os negros representam um quinto da população branca, mas cometem 10 vezes mais crimes violentos contra estes últimos (537.000 por ano). Esta é a realidade racial na América.

Aviso para pessoas sensíveis: não assista aos vídeos, pois são muito perturbadores e pode causar distúrbios do sono.

Violência anti-brancos
1. Para criar um burburinho no Snapchat ou Instagram, este adolescente negro de cerca de 17 anos, com 75 kg, bate por trás com a sua soqueira inglesa, de metal, na têmpora de um adolescente branco de 15 anos desavisado, com 50 kg, e depois espanca-o a socos.



Violência anti-brancos 2. Um homem branco é espancado com um objecto de metal e depois roubado. Enquanto inconsciente e após o crime, ele recebe pontapés repetidos na cabeça, desnecessários e violentos, de um homem negro e de uma mulher negra, sem motivo. Provavelmente só porque ele é branco.


Violência anti-brancos 3. Negros lincham publicamente brancos em Ocean City, Maryland. Esta é a realidade racial na América. Um homem branco foi é espancado até ficar inconsciente, sem motivo, e eles ainda lhe batem na cabeça, no chão, com chutos e socos. Outro branco tenta detê-los e é espancado por uma multidão de pessoas negras que se comportam como animais.


 Fotos de indivíduos negros vistos espancando brancos em Ocean City:


Violência anti-brancos 4. Aqui é em Birmingham. Aonde quer que você vá, se eles estiverem lá, os resultados são os mesmos, não importa o quanto você tente combater o racismo e promover a convivência. Não temos que viver assim. O apartheid é a melhor solução. Europeus na Europa, africanos na África.
(Nota do Tradutor: não concordamos que as pessoas tenham de ser separadas por cores, mas devem ser separadas pelo carácter. Imigrantes criminosos e violentos não devem entrar em país nenhum. Criminosos devem ser presos).



Violência anti-brancos 5. A mulher branca foge do seu violento companheiro negro e tem a sua cabeça esmagada a socos. Obviamente, ela deve tê-lo incomodado um pouco, talvez se tenha esquecido de comprar cervejas para ele. No vídeo completo, vemos um grupo de negros a chegar e a espancar o agressor violento, e não a chutar a mulher no chão. Como se vê, nem tudo é branco ou preto.
(Nota do Tradutor: subscrevemos a opinião do autor, de que não se pode meter toda a gente no mesmo saco. Mas atenção: é assim quando não há uma ideologia que ordena a violência. Quando há uma ideologia que manda perseguir, submeter, escravizar, violar, torturar, mutilar ou matar, como é o caso do Islão, aí temos de meter todos no saco a que pertencem. Não há muçulmanos moderados como não há comunistas moderados, nazis moderados, assassinos moderados, etc.).





Violência anti-brancos 6. Irlanda: Negros esfaqueando alegremente um jovem de 17 anos semiconsciente. Ouça-os, eles adoram, facada após facada. Estou surpreso que ele tenha sobrevivido, mas ele sobreviveu. 
Houve uma arrecadação de fundos favor da vítima, mas o Go Fund Me cancelou-a, porque era um branco e não um negro ou um estuprador reincidente.

Violência anti-brancos 7. Espancado até à morte por ser branco.


Violência anti-brancos 8. Manifestantes pacíficos dos Black Lives Matter espancam até à morte um motorista de camião por este ter tido a coragem de ir trabalhar enquanto eles queimavam, saqueavam e atacavam inocentes.


Não caia na generalização precipitada: nem todos os negros matam brancos. E nem todos os brancos são vítimas inocentes que não podem defender-se, principalmente quando estão mental e fisicamente preparados para a possibilidade deste tipo de ataque racista.

Exemplo de defesa eficaz contra agressão racista:


Este indivíduo negro escolheu as pessoas erradas para brigar, eles ofereceram-se educadamente o deixar ir embora, e ele deve arrepender-se de não o ter feito... Você vai notar que o branco de camisola laranja não aproveita para pontapear o homem caído, como fazem os afro-muçulmanos. Ele respeita o um contra outro. O outro homem estava na posição IDEAL para estrangular o agressor. Os não-europeus teriam finalizado com um pontapé de penalti na cara. Ainda somos bons demais. Ao contrário, o mundo branco intervém para acalmar as coisas no final do vídeo.

Portanto, prepare-se, especialmente se você mora ou viaja para uma cidade que foi etnicamente substituída ou que está a passar por uma Grande Substituição. Por exemplo, em Toulouse, neste fim de semana, seis ataques com faca, independentes um do outro, ocorreram em 48 horas. Várias pessoas ficaram gravemente feridas. Na cidade de Nova Iorque, houve 22 pessoas mortas por armas neste fim de semana. Em Reading, um ataque jihadista-anti-Brancos por um migrante líbio conhecido da Polícia deixou 3 mortos, 2 gravemente feridos e 5 menos feridos. Em Stuttgart, os distúrbios raciais islâmicos causaram extensa destruição e ferimentos à Polícia. Em Atlanta, onde a Polícia já não trabalha, houve tumultos e saques durante dois dias. Em Antuérpia, o Presidente da Câmara foi ferido com uma facada na garganta.
O mundo branco está a passar por uma onda sem precedentes de ataques e terrorismo que prenuncia o genocídio que virá se não fizermos nada para recuperar psicológica e materialmente o poder sobre as nossas terras ancestrais. Mas, por enquanto, temos que esperar que a situação se degenere sem intervir, a menos que haja uma necessidade directa. O sistema aguarda impacientemente o menor acto de resistência branca para amordaçar um pouco mais os nativos.

2ª série de videos
3ª série de videos
4ª série de videos

Julien Martel
 

COMENTÁRIO



Pois  é, amigo! Não leias, que queimas os fusíveis!


Os nossos políticos estão empenhados na Substituição Populacional (o voto dos "migrantes" e os capitais islâmicos pesam muito nessa balança).
A nossa Polícia é impedida de trabalhar (ou os agentes serão castigados por "racismo") e é antes mandada prender quem denuncia estas realidades.
Os nosso media são cúmplices activos em tudo isto, escondendo a realidade e promovendo a narrativa da esquerda.

Coisas que nunca passarão na televisão:

 
Além de advogar uma guerra de extinção contra os brancos, Yusra Khogali, a líder muçulmana dos Black Lives Matter, nascida no Canadá, para onde os pais imigraram voluntariamente, usa uma camisola com os dizeres: "ROUBADA DE ÁFRICA". Ela acredita que o Canadá a raptou do paraíso africano e mantém escrava e oprimida por um sistema racista.

Líder muçulmana dos Black Lives Matter declara que brancos não são humanos e apela ao seu extermínio

VÍDEO (EUA): Grávida branca linchada por adolescentes negras, pontapés na barriga para matar o bebé

Minneapolis: "MATEM OS BRANCOS!"

Etc., etc., etc,. etc....

Começaram por atacar judeus, agora atacam pessoas propriamente ditas



 Grafton Thomas, assassino de judeus e simpatizante nazi (sim, leu bem).


Morreu Josef Neumann, esfaqueado por ser judeu

Bem depressa desistimos de fazer posts sobre a onda de ataques antissemitas que marcou o final de 2019 nos Estados Unidos, tantos eles foram. Ficam aqui alguns:

EUA: Todos os ataques antissemitas de 2019 captados em vídeo

Novo massacre de judeus em Jersey, EUA

Jersey: Afro-americanos festejam massacre de judeus

Massacre de Jersey: Conexão Islâmica/Supremacista Negra

Etc., etc., etc,. etc....
Supremacistas Negros em carros topo de gama gritam "MATEM OS BRANCOS!":




"Quem se alegra com isto deve lembrar-se que o que começa com os judeus nunca se fica apenas pelos judeus. Somando uma série de originalidades (irritantes para alguns), os judeus são o barómetro habitual do mal-estar nas sociedades. Quando os judeus começam a ser procurados como bode expiatório, a coisa tende a atingir outros grupos humanos logo a seguir".
E aí está...
Teologia da substituição: os negros matam judeus porque acham que eles é que são os "verdadeiros judeus". Os muçulmanos e os cristãos também se acham os "verdadeiros judeus". Toda é gente é um "verdadeiro judeu" - menos os judeus!

A COMPONENTE ANTISSEMITA

(É nesta parte que muita gente pára de ler, para não ter os seus ricos preconceitosinhos estilhaçados)


 

É claro que, por hábito e paranóia duas vezes milenar, os primeiros suspeitos da promoção da Substituição Populacional (e de todos os males do Mundo) são os judeus.
Os judeus vieram para a Europa como escravos, no século I, trazidos pelos conquistadores Romanos, que destruíram o Templo e assassinaram judeus em massa, lá em Israel. 
Os judeus cá ficaram, em condição de escravidão e depois de semi-escravidão, durante quase 2 mil anos. Por serem de extracto social inferior, por terem uma religião diferente e por serem acusados de deicídio (quando até foram os Romanos que mataram Jesus Cristo) os judeus serviram sempre de bode expiatório.
O 11 de Setembro? O terrorismo? A pornografia?  A Peste Negra? O tráfico de drogas? A escravatura? O Holocausto? A Inquisição? A jihad islâmica? Os terramotos? O Coronavírus? A explosão de Beirute? A Islamização do Mundo Livre? A culpa é dos judeus, sempre dos judeus! Para quê pensar, estudar, tratar de saber a verdade, quando a malta já "sabe" que foram "os judeus"?
E no entanto, repare:


1. A União Europeia tem um programa oficial de invasão, colonização e islamização da Europa, o EURISLAM.
A mesma União Europeia que odeia e persegue Israel, e favorece, aplaude e financia o Islão e os terroristas islâmicos anti-Israel, em todas as oportunidades.

2. A ONU é dominada pelos países islâmicos e comunistas, todos coligados contra Israel (e Estados Unidos).
Quanto à islamização do Mundo Livre e Substituição Populacional, a ONU defende-as abertamente:

“Fronteiras abertas são a fonte da força da Europa”, diz o Secretário-Geral da ONU


3. "Ah, mas o George Soros é judeu e é um canalha!".
Sim, o George Soros é um canalha de extrema-esquerda e pró-islamista. Mas é também o mais poderoso inimigo privado de Israel, juntamente com o também bilionário islamista/terrorista Omar Barghouti, menos falado porque não é judeu.
Além disso, Soros, de origem familiar judaica, antissemita convicto, orgulha-se mesmo da sua mocidade nas fileiras nazis, onde exterminou todos os judeus que pôde.


4. Até o Papa Francisco I (que saudades de Bento XVI...) apoia a islamização. Foi nomeado Defensor do Islão e tudo.


5. "Então mas 'os judeus' não fizeram o Plano Kalergi para invadir a Europa?".
Tudo NÃO. Nem "os judeus" são um bloco com pensamento único, nem fizeram plano nenhum, nem o Conde Kalergi era judeu, nem jamais quis uma invasão da Europa - muito pelo contrário!



O fundador da União Europeia, dominada pela Alemanha, velha aliada do Islão e principal impulsionadora da islamização, era um nazi - mas isso não interessa nada, não é?...


Walter Hallstein, o NAZI fundador da União Europeia 

 

Mas o pessoal não se dispõe a estudar nem quer saber de verdades. Quer é teorias da conspiração. É como os OVNIS: quando a NASA admitiu finalmente que eles existem, ninguém ligou nenhuma!*
 * O nosso post menos lido de sempre:

Pentágono lança oficialmente vídeos de 'OVNIS'


6. "Pois, mas Israel não tem estes problemas!".
Falso. Israel não só os tem, como os tem em muito maior escala.
Dos cerca de 7 milhões de habitantes de Israel (um país que cabe 4 vezes dentro do nosso Portugalinho), 2 milhões são árabes muçulmanos hostis - os ditos "palestinos", que são na verdade invasores jordanos, libaneses, egípcios e sírios.


E não é tudo: 

 Muitos colonos africanos em Israel tratam assim os nativos:


Eles têm oficialmente as fronteiras abertas para invadir Israel, e trazem as armas da guerra demográfica:
Poderíamos continuar e continuar e continuar. Mas não acreditamos que haja quem leia sequer até aqui. Sobretudo quem teme a VERDADE.

E com esta nos vamos.

A propósito:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!