domingo, 25 de julho de 2021

França: Muçulmano tunisino degola mulher polícia aos gritos de "Allahu Akbar"

FRANÇA: Investigação de terrorismo foi iniciada depois de um muçulmano tunisino gritando "Allahu Akbar" ter esfaqueado uma mulher-polícia na garganta, matando-a instantaneamente 

As autoridades francesas abriram uma investigação de terrorismo e prenderam três pessoas depois de uma mulher-polícia ter sido assassinada à facada dentro de uma esquadra de Polícia nos arredores de Paris. Os polícias atiraram e mataram o agressor no local. (NDT: Quando é em Israel os jornaleiros amestrados dizem que "um 'palestino' foi assassinado pela Polícia").

 



FOX 56 - Reportagens da Imprensa francesa identificaram o agressor como sendo um muçulmano de 37 anos, sem antecedentes criminais ou de radicalização. Um oficial judicial francês disse que o suspeito nasceu na Tunísia e que testemunhas o ouviram dizer “Allahu akbar!”, que significa “Alá é Maior!” em árabe, durante o ataque. O oficial de justiça não foi autorizado a ser citado publicamente, falando sobre uma investigação em andamento. 
A Polícia vasculhou a casa do agressor, também em Rambouillet, e deteve três pessoas, segundo o oficial. 
O primeiro-ministro francês, Jean Castex, correu para o local com outras autoridades e garantiu a "determinação do governo em combater o terrorismo em todas as suas formas". (NDT: o blablabla do costume...) Extremistas islâmicos realizaram vários ataques terroristas em França nos últimos anos, incluindo vários contra polícias.

 

Agente da Polícia bloqueia o acesso próximo à esquadra de Rambouillet, sudoeste de Paris, sexta-feira, 23 de Abril de 2021. (AP Photo / Michel Euler)

 

A agente assassinada era uma funcionária administrativa de 49 anos que trabalhava para o serviço de Polícia Nacional, disse um porta-voz da Polícia Nacional à Associated Press.  
 
A Polícia divulgou apenas o seu primeiro nome, Stephanie. Ela havia deixado a estação brevemente para estender o tempo na sua vaga de estacionamento e foi atacada na passagem de entrada ao retornar, disse Valerie Pecresse, presidente da região de Paris. 
 
“Há uma espécie de assinatura bem conhecida neste tipo de ataque, o ataque de um muçulmano com uma faca na garganta, contra uma mulher-polícia num prédio da Polícia”, disse François Bersani, um oficial do sindicato da Polícia no local, à AP.  
 
O primeiro-ministro observou que a região circundante de Yvelines viu dois ataques extremistas islâmicos particularmente brutais contra funcionários públicos nos últimos anos: a decapitação de um professor por um extremista checheno no ano passado e o esfaqueamento fatal de um casal de polícias na sua casa por um francês que alegou lealdade ao grupo do Estado Islâmico, em 2016
 


Falando de muçulmanos tunisinos em França, em Outubro, um tunisino armado com uma faca atacou fiéis na Igreja da Notre Dame em Nice, matando três.

.

Traduzido de:


Com uma população islâmica crescente (cortesia da importação de muçulmanos para votarem à esquerda) a França é já um país islamizado. Tal como em Israel, os muçulmanos invadiram França outra vez, na Era Moderna, e tal como em Israel, exigem que a França se torne um Califado. 
Em 112 posts da nossa secção FRANÇA, temos ilustrado em traços largos as fases habituais da islamização, com o seu cortejo de atrocidades, prioritariamente contra os judeus. Os polícias são também vítimas costumeiras dos ataques islâmicos (o Alcorão manda matar os "infiéis"). No entanto, os JORNALISTAS ISLAMIZADORES estão contratualmente obrigados a mentir às populações, a esconder a realidade da islamização e a enfiar a patranha dos "refugiados" pelas nossas gargantas abaixo.
Há cerca de um ano, do cortejo diário de assassinatos em nome de Alá, falámos de outra mulher-polícia, de seu nome Melanie, assassinada em França pelo muçulmano marroquino Yassine E.. Os pulhígrafos da vida disseram que era mentira, que o marroquino Yassine não era muçulmano.



Um dos melhores sites para aferir do horror islâmico que os jornaleiros escondem, é o THE RELIGION OF PEACE (A RELIGIÃO DA PAZ), que faz a contabilidade possível das atrocidades da ideologia mais diabólica que o mundo jamais conheceu.


Desde o 11 de Setembro de 2001 (início da actual jihad, a marcar os 400 anos da derrota das hordas maometanas às Portas de Viena): 39.593 ataques terroristas

Na semana de 10 a 16 de Julho de 2001: 43 ataques, 193 mortos, 257 feridos, 12 países atingidos

No mês de Junho de 2001, 172 ataques, 917 mortos, 1055 feridos e 22 países afectados.

Mas ai de quem refira sequer estes factos indesmentíveis. É logo apodado de fascista, nazi, racista, islamofóbico, tem logo os pulhígrafos da vida a morderem-lhe as canelas. E na maior parte dos países da Europa Ocidental vai parar à cadeia, onde é posto na mesma cela com muçulmanos, para depois aparecer "misteriosamente" morto...



MIL MILHÕES DE MUÇULMANOS QUEREM A LEI ISLÂMICA SHARIA

COMO O ISLÃO DESTRÓI AS SOCIEDADES


 

Cópias de segurança dos vídeos acima:



sábado, 24 de julho de 2021

Centenas em protesto contra passaportes-Covid invadem câmara em França, retiram retrato de Macron

 

 

Aproximadamente 300 pessoas invadiram a Câmara Municipal de Chambéry, em França, em protesto contra os passaportes-Covid.
Os manifestantes retiraram o retrato oficial do presidente francês Emmanuel Macron.
Enquanto eles invadiam o prédio, as pessoas gritavam "Não à imposição [da vacina]" e "Macron deve renunciar!", relata a emissora francesa France Info.

 


“Os manifestantes retiraram então o retrato oficial do presidente Emmanuel Macron, um gesto simbólico que também foi visto no final de 2019, quando activistas do clima roubaram os retratos presidenciais de cerca de 130 Câmaras municipais em toda a França”, relata o Breitbart News.

 


Os manifestantes ficaram no prédio por apenas 10-15 minutos, de acordo com relatos. “A cidade de Chambéry condena com a maior firmeza esta intrusão”, disse o gabinete do presidente em comunicado, e acrescentou que não é “tolerável atacar símbolos republicanos e o lugar simbólico que é uma Câmara Municipal”.
O protesto foi o terceiro ocorrido na cidade nesta semana. No último fim de semana, mais de 100.000 pessoas protestaram contra a política de passaporte, que será exigido para as pessoas entrarem em certos lugares, como restaurantes, ou se envolverem em várias formas de viagem.

 

Traduzido de:



Os media ao serviço do globalismo continuam a caracterizar estes protestos que ocorrem em todo o mundo como iniciativa de "negacionistas", ignorantes e loucos. Mas há cada vez mais médicos - dos SÉRIOS! - a meterem a boca no trombone:


IsraAID enviará ajuda para a Alemanha após enchentes mortais

 

A agência humanitária não governamental está a enviar funcionários às áreas afectadas para fornecer ajuda de emergência
Por Faygie Holt, JNS.org
Depois de chuvas fortes e devastadoras e inundações que mataram mais de 150 pessoas na semana passada no oeste da Alemanha, a agência humanitária não-governamental IsraAID está a enviar funcionários às áreas afectadas para fornecer limpeza e assistência em desastres.
“Com a Alemanha atingida pelas piores enchentes de que se tem memória, a IsraAID e a IsraAID Germany sentiram que era importante fornecer todo o apoio possível às comunidades afectadas”, disse Ethan Schwartz, gerente de comunicações da IsraAID.
“Fizemos uma parceria com o ZWST [Conselho Central de Bem-Estar dos Judeus na Alemanha] para trazer alívio urgente.” Ele acrescentou que a equipa inicial de resposta a emergências está “a avaliar a situação no local e a determinar um curso de acção”.
O Comité Judaico Americano, que tem um escritório em Berlim, disse que fornecerá uma doação à IsraAID para ajudar no socorro de emergência. Muitos dos danos ocorreram nas áreas de Renânia-Palatinado e Renânia do Norte-Vestfália, no oeste da Alemanha e na região vizinha da Valónia, na Bélgica, após um dilúvio de até 15 centímetros de chuva em um período de 24 horas - mais do que a região recebe mensalmente.

 

Traduzido e condensado de:


UNIDOS COM ISRAEL também em Português



quinta-feira, 22 de julho de 2021

A Conspiração Nazi de Adolf Hitler e a religião nazi


O Nazismo é uma expressão do Ocultismo mais perverso. O ódio dos nazis aos judeus é devido a que estes últimos são uma lembrança permanente de que existe um Deus Único. Os adeptos do Mal não suportam essa ideia, e, não podendo matar Deus, matam o primeiro povo que aceitou empunhar o facho do monoteísmo.

Ao longo da História, todas as culturas pagãs que se divinizaram a si mesmas tentaram, sem êxito, extinguir os judeus, a quem Hitler acusava de "terem inventado a Consciência".  Babilónios, Gregos, Romanos, Comunistas, Nazis, e tantos outros, têm em comum essa concepção básica e esse ódio.

Ainda hoje, basta ver quem odeia Israel e os judeus: a extrema-esquerda, a extrema-direita, os islamistas, os ocultistas, os fanáticos religiosos, os racistas e sobretudo os desgraçados imbecis que precisam de um bode expiatório para a própria miséria moral.

 

 

 

"Adolf Hitler tentou construir uma nova ordem mundial, liderada por uma suposta supremacia ariana de super-homens, onde a "pureza" da raça e a formação de uma religião nazista teve lugar, banindo o cristianismo da Alemanha centrando-se na adoração da figura de Hitler. Documentos provam que suas crenças se baseavam em antigos cultos pagãos, estudos de astrologia e cultos pagãos antigos da Alemanha, onde atrelados, formaram a nova "religião nazista", de acordo com seus ideais de superioridade, pureza e extermínio dos considerados inferiores. Documentário Discovery Channel"

 

Este post fica na nossa secção 

OCULTISMO, NEW-AGE, NAZISMO E COMUNISMO

cuja leitura aconselhamos vivamente.

Dr. António Ferreira expõe a grotesca histeria covideira na Porto Canal

O exército de jornaleiros e comentadeiros que se referem com desdém aos "negacionistas" podem bem tentar rebater os argumentos deste médico.

"Dr. António Ferreira novamente a chamar a fraude pelo nome 

Director de serviço de um dos maiores hospitais de referência do país a chamar à fraude o que ela é, a chamar aos aldrabões parasitas o que eles são. Não há mortalidade na fraude da 4ª vaga, a mortalidade sempre foi equivalente a uma gripe, o número de casos não tem relevância, o SNS nunca esteve em ruptura e as medidas foram incompetência total e causaram a maioria das mortes."


 
Não deixe de ler:

 

Os nossos posts mais recentes sobre a ditadura covidiana:

Júdice: "Quando as pessoas começarem a revoltar-se"

Gonçalo Sousa: "A Pide Está de Volta" (Acorda, Portugal!)

Júdice desmonta a fraude covideira em horário nobre

Israel: problemas cardíacos pós-vacina Covid em homens jovens

"Levas-me para a esquadra, nem sabes porquê"...

Estados Unidos: 6.985 mortes causadas pelas vacinas Covid

Van Morrison e Eric Clapton contra o Fascismo Covideiro

Alemanha: prisão domiciliária para os não-vacinados

PIDE COVID já tira os filhos aos pais que dizem a VERDADE

Covid: Alemanha compra cientistas para defenderem o 'lockdown'

Coronavírus: Calma! Ele só querem levar os seus filhos à força!

Covid: Cibercomunismo Global?

Pfizer admite: "Vacinas" Covid-19 são TRETA!

Jornalista conta como se curou com hidroxicloroquina

A Longa Noite FAUCIsta

E se tiver fôlego e coragem, leia também:

JORNALISTAS MENTIROSOS dizem que homem morreu "após ingerir hidroxicloroquina por causa de Trump"

Nova Ordem Mundial boicota o "medicamento de Trump" para o coronavírus

250.000 mortes por coronavírus encaixam perfeitamente no plano dos democratas

Corona: Globalista Macron dá ordem para deixar os velhinhos morrer

Tedros Adhanom, Chefe da OMS, pode ser julgado por genocídio

O que está por trás da chamada "pandemia"?

Coronavírus: Mentiras da China acumulam-se

França: 55% dos "migrantes" infectados com Covid-19

Mais de 110 países apoiam investigação ao ataque chinês por coronavírus

COVID foi “modificado em laboratório” para criar infecção humana?

“COVID é a maior FARSA jamais perpetrada contra um público desavisado”

 


 

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Cientistas israelitas identificam 3 medicamentos existentes que podem eliminar o COVID-19

 

Os estudos trazem novo optimismo de que uma solução para a pandemia será encontrada, apesar do medo de variantes. 
 
Por World Israel News 
 
Estudos da Universidade Hebraica de Jerusalém publicados em duas revistas médicas sugerem que medicamentos já existentes podem ser reaproveitados para combater a Covid, informaram sites de notícias em Hebraico na segunda-feira. 
 
Os estudos dão novo optimismo de que uma solução para a pandemia será encontrada, apesar do medo de variantes. Em vez de criar uma vacina Covid do zero, o professor Shai Arkin, do Departamento de Química Biológica da Universidade Hebraica, questionou se algum medicamento existente poderia ser reprocessado para combater o vírus. 
 
Depois de examinar 3.000 medicamentos em potencial, Arkin identificou três medicamentos existentes que ele acredita serem muito promissores. 
 
A pesquisa de Arkin concentrou-se nos canais iónicos, um tipo de proteína que pode ser encontrada nas membranas de todos os organismos vivos. 
 
Embora tendam a apresentar melhores respostas aos medicamentos, os canais iónicos também desempenham um papel fundamental no caminho da infecção. Os canais iónicos já são usados ​​para tratar distúrbios do ritmo cardíaco, epilepsia, fibrose cística, hipertensão e várias doenças degenerativas. 
 
 
 
Uma é o Darapladibe, usado para tratar a aterosclerose, um acumular de colesterol gordo nas paredes das artérias. 
 
A segunda é o Flumatinibe, usado para tratar o câncer de medula óssea. 
 
A terceira é um medicamento não especificado para o HIV. 
 
Essas drogas já foram aprovadas para uso humano, o que acelerará as pesquisas sobre os seus efeitos contra o Covid. 
 
“A maior barreira - a indisponibilidade de um laboratório para testar as substâncias directamente no coronavírus - foi removida. Agora podemos realizar pesquisas melhores e trabalhar em ritmo acelerado. Coisas que pensávamos sobre o vírus há um ano podem facilmente provar ser verdadeiras”, disse Arkin ao Israel Hayom
 
A pesquisa que serviu de base para o estudo da Universidade Hebraica foi revisada por pares nas revistas médicas, Viruses and Pharmaceuticals. Mas o estudo de laboratório de Arkin aguarda esse processo. 
 
“Estou animado com a perspectiva de ajudar a ampliar o arsenal que temos contra o coronavírus”, disse Arkin ao Times of Israel. “Quando se considera o que nos permite lutar contra o HIV, hepatite e muitas outras doenças, é precisamente o facto de que temos uma variedade de tratamentos - um grande arsenal.”

 



 
Veja também na nossa modesta secção MEDICINA:

segunda-feira, 19 de julho de 2021

Os "confrontos" de Reguengos de Monsaraz...


 

1. Os títulos da Imprensa falam de "confrontos". Mas o que vemos é um grupo de bandidos atacando transeuntes e atropelando pessoas sentadas numa esplanada. 
Um cidadão que está sentado numa esplanada e é atropelado propositadamente está a "confrontar-se" com alguém? 
São destes títulos maliciosos, hipócritas, que estamos habituados a ler quando os terroristas islâmicos em Israel atacam judeus. Não se esqueçam, leitores e amigos, que o que acontece aos judeus, mais tarde ou mais cedo acaba por acontecer a outras pessoas. Sempre assim foi e nós não aprendemos com o exemplo deles. Em Israel, os islamistas atacam inocentes e gozam da simpatia dos jornalistas/militantes esquerdistas, que os identificam como "minorias oprimidas". 
Cá em Portugal, esta "minoria oprimida" que atropela pessoas goza de igual favor da parte dos jornalistas/militantes esquerdistas. Podem cometer os crimes que quiserem, que terão sempre na Imprensa fervorosos defensores, dispostos a contar a história ao contrário. Como em Israel. 

 

Nota em 21.7.2021: Como podem ver, a brigada censuradora do Bloco já está a denunciar em massa os vídeos que mostram os seus amigos a tentar assassinar pessoas inocentes. Mais tarde, quando tiverem desaparecido todos os vídeos do atropelamento, eles vão dizer que nunca aconteceu. Òs comunistas são peritos em apagar a História. Tal como os islamistas.



2. Podemos ver nas imagens que há dois polícias presentes, que nada fazem. E podemos censurá-los? Se tivessem sacado das armas, se tivessem disparado para travar o atropelador, estariam agora a ser acusados de "racismo"!

Mesmo assim os polícias não se livram de problemas. Segundo as notícias, vão ser castigados por não terem travado os bandidos! Kafkiano!

Vale a pena transcrever alguns comentários à notícia acima:

"A IGAI desautoriza as forças policiais e depois acontece isto. Tal como disse um leitor, assim não há violência policial".

" Resolvido sem abuso de autoridade, sem racismo e sem violência policial. Cada vez mais, vai ser resolvido assim".

Escreve um engraçadinho:

"hehehe, a GNR pia fininho, nem se mexe... toma a eles que não lhes toquem"

E tem a resposta devida:

"Achas piada? se calhar se as autoridades tivessem mais poder. Como por exemplo um gajo destes investiu com um carro, sendo perigosamente mortal, pregar lhe um tiro logo nos miolos resolvia se logo muita coisa. Mas nesta falsa democracia bandido faz o que quer".

Escreve um distraído: 

"Uns perfeitos cobardes. Desonram o uniforme que vestem. Merecem bem o subsídio de risco".

E tem as devidas respostas: 

"Veja a reportagem da RTP! O proprietário do restaurante disse que os criminosos (ciganos) o acusaram de racismo!!! Já sabem a cartilha toda, usam o racismo para se defenderem e se a policia tivesse sacado da arma ou os tentasse imobilizar iam dizer que a polícia é racista, que usou de força policial, blá blá. Vergonha é a comunicação social não contar a história toda!".

"vai la tu ó valente! por 930 euros por mês, fora que a seguir eram acusados de racismo xenofobia abuso de força, tinham de pagar o advogado do próprio bolso, com o bocadinho de sorte a comunicação social publica uma foto da cara do militar pondo em risco ele e a sua família, fora o rápido processo da GNR, esse é logo, e sim também têm de pagar o advogado do próprio bolso . Se se aleijarem no serviço vão para casa receber 65% do ordenado base e a guarda só paga quando acabar o processo administrativo que chega a levar anos a ser resolvido. Mas as contas não esperam, mas se és tão valente porque não te alistas e vais fazer melhor. A culpa destas coisas acontecerem é da culpa dos portugueses no geral que com a permissividade e direitos e falta de deveres estão a começar a pagar a factura."

 Com muito sentido de humor (negro), comenta um leitor:

"Se estiverem vacinados não há problema".



3 - A esquerda só consegue ver o mundo em termos de opressores e oprimidos. As minorias, em geral, são vistas como "vítimas" - sobretudo os elementos criminosos que pertençam a minorias. 
De modo que quando um membro de uma minoria ataca um membro de outra minoria, a esquerda e o seu exército de jornalistas, não sabem quem culpar. Ficam atarantados e calam-se.
A esquerda cria esta divisão da Sociedade em géneros, em orientações sexuais, em religiões, em raças, em etnias, e depois enreda-se nas suas próprias contradições.
É triste que a Polícia esteja a ser desmoralizada e desrespeitada porque a esquerda conseguiu fazer vingar a sua narrativa de que certas minorias, façam o que fizerem, são sempre vítimas do "sistema", do "patriarcado", do "capitalismo" e de outros papões. Que triste idiotice! 
OBVIAMENTE que nem todos os ciganos cometem crimes e desacatos! O que é lamentável é que sua condição de ciganos os mantenha acima das leis que todos somos obrigados a cumprir. Isso sim, é menosprezar os ciganos! Isso sim, é RACISMO! Isso sim, desmoraliza toda a sociedade e é susceptível de abrir a porta a sentimentos revanchistas e a ideologias radicais.

 

4. O mais idolatrado mentor da estratégia esquerdista da guerra racial em Portugal diz textualmente que se deve MATAR O HOMEM BRANCO:

 


O muçulmano, comunista, antissemita e racista, é taxativo:

Mamadou Ba diz que se deve MATAR O HOMEM BRANCO

Leia também:

FREE MAMADOU BA!

A Intifada da Margem Sul

O Caso Giovani e a Guerra Racial dos Mamadous

Quem matou Giovani e a guerra racial em curso

Caso Jamaica: Bloco de Esquerda quer Portugal a arder

Polícia mordido, motorista espancado e... "racismo"!

 

5. Governo e Oposição culpam... a POLÍCIA!

VERGONHA!

domingo, 18 de julho de 2021

Júdice: "Quando as pessoas começarem a revoltar-se"

Júdice fala do caos absoluto que reina em Portugal graças ao covidismo e avisa que qualquer dia vai ser CENSURADO. Ele e toda a gente que questione a ditadura covidista. O governo Biden, já em modo full fascism, censura activamente o debate sobre a "pandemia" e ameaça vacinar os cidadãos à força.

Post anterior:

Gonçalo Sousa: "A Pide Está de Volta" (Acorda, Portugal!)

Manifestação ACORDA PORTUGAL:


"O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!" 

 

Os nossos posts mais recentes sobre a ditadura covidiana:

Júdice desmonta a fraude covideira em horário nobre

Israel: problemas cardíacos pós-vacina Covid em homens jovens

"Levas-me para a esquadra, nem sabes porquê"...

Estados Unidos: 6.985 mortes causadas pelas vacinas Covid

Van Morrison e Eric Clapton contra o Fascismo Covideiro

Alemanha: prisão domiciliária para os não-vacinados

PIDE COVID já tira os filhos aos pais que dizem a VERDADE

Covid: Alemanha compra cientistas para defenderem o 'lockdown'

Coronavírus: Calma! Ele só querem levar os seus filhos à força!

Covid: Cibercomunismo Global?

Pfizer admite: "Vacinas" Covid-19 são TRETA!

Jornalista conta como se curou com hidroxicloroquina

A Longa Noite FAUCIsta

E se tiver fôlego e coragem, leia também:

JORNALISTAS MENTIROSOS dizem que homem morreu "após ingerir hidroxicloroquina por causa de Trump"

Nova Ordem Mundial boicota o "medicamento de Trump" para o coronavírus

250.000 mortes por coronavírus encaixam perfeitamente no plano dos democratas

Corona: Globalista Macron dá ordem para deixar os velhinhos morrer

Tedros Adhanom, Chefe da OMS, pode ser julgado por genocídio

O que está por trás da chamada "pandemia"?

Coronavírus: Mentiras da China acumulam-se

França: 55% dos "migrantes" infectados com Covid-19

Mais de 110 países apoiam investigação ao ataque chinês por coronavírus

COVID foi “modificado em laboratório” para criar infecção humana?

“COVID é a maior FARSA jamais perpetrada contra um público desavisado”



Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!