quinta-feira, 1 de julho de 2021

Volta à França: islamistas pedem ataques contra a equipa de Israel

Organização islâmica "Collectif Palestine Vaincra" pede que os espectadores provoquem contra a equipa israelita no Tour de France

Extremamente sério! Usando a foto da queda colectiva causada por uma espectadora inconsciente que brandia uma caixa de papelão com uma mensagem pessoal, o Collectif Palestine Vaincra, parceiro da FPLP (Frente Popular de Libertação da "Palestina"), lança um apelo mais do que ambíguo!





 

Imagine o que não iria por este mundo se alguma organização judaica apelasse a que os espectadores fizessem cair os corredores da Emirates ou da Bahrein... 

É sempre assim, de uns espera-se que sejam assassinados e bombardeados, e não respondam. Aos outros perdoa-se todas as atrocidades, porque, na visão oficial da realidade (que é a esquerdista) só há opressores e oprimidos, e consequentemente, as pessoas ordeiras e trabalhadoras são vistas como "opressores" e os terroristas são vistos como "oprimidos".

São vistos como "opressores" os cidadãos normais, e são vistos como "oprimidos" os jihadistas, os Black Lives Matter, as FP-25, as Brigadas Vermelhas, a ETA. 
É o mundo ao contrário. Porque para a esquerda tudo quanto não seja o Comunismo, está errado. E tudo quanto seja violência, terrorismo e caos, é "revolucionário" e portanto desejável. Destruir a Civilização, destruir TUDO, para erguer a Utopia.

Em que estado de espírito correrão os ciclistas da Israel Start.Up Nation, sabendo que a qualquer momento podem ser atirados ao chão... ou pior?

Sem comentários:

Enviar um comentário