sábado, 22 de junho de 2019

“Fronteiras abertas são a fonte da força da Europa”, diz o Secretário-Geral da ONU



Este post fica na nossa secção ONU

ELES JÁ NEM DISFARÇAM! A ORDEM É DESTRUIR O MUNDO LIVRE E IMPOR A ISLAMIZAÇÃO E O COMUNISMO GLOBAL:

Os Estados-membros da UE devem ceder o poder de restringir a imigração aos tecnocratas em Bruxelas, porque o continente “foi enriquecido ao longo da sua História pela diversidade”, segundo o secretário-geral da ONU, António Guterres.

Ao receber o Prémio Carlos Magno, pró-globalista e anti-nacional, que nos últimos anos foi concedido a figuras anti-nacionalistas como Angela Merkel, Papa Francisco e Emmanuel Macron, Guterres iniciou o seu discurso de aceitação alertando a multidão para que
muitos europeus estão voltados para dentro, atolados na memória de uma era de ouro que provavelmente nunca foi”.

Ao longo do seu discurso, que foi cheio de grandeza moral, ele afirmou: "Assimilar várias culturas e legados foi o ponto de partida da cultura europeia", ao apontar que o Palácio Carlos Magno de Aachen "tomou emprestados vários elementos da civilização Romana e Bizantina" .

Segundo Guterres, os europeus simplesmente não podem “proteger a rica herança do continente”, a menos que consintam as ondas implacáveis ​​de imigração em massa do terceiro mundo, se comprometam a reduzir as emissões de carbono para zero até 2050 e cumpram a agenda da ONU e os seus
Objectivos de Desenvolvimento Sustentável”, que buscam implementar a doutrina do Marxismo cultural, como a igualdade de vencimentos, ideologia de género, leis de aborto não controlado e a promoção de estilos de vida LGBT para crianças pequenas.

A ideia da Europa “não pode ter como premissa a mentalidade 'nós' versus 'eles'”, disse o político português, acrescentando que
não existe alternativa alguma além de abrir as fronteiras da Europa ao terceiro mundo.
Ele também alegou para que "fechar as  nossas portas aos requerentes de asilo não protege, mas envergonha essa herança".

“Todas as sociedades tendem a ser, ou já são, multi-étnicas, multi-culturais e multi-religiosas. Isso deve ser considerado como uma riqueza, não como uma amea
ça
”, insistiu Guterres, antes de exigir que Bruxelas destruísse as fronteiras externas dos países da UE e obrigasse os contribuintes a enviarem dinheiro para o Sul Global a fim de se
alcançar uma abordagem equilibrada de imigração, dirigidas às causas das migrações e preservando os direitos e a dignidade dos migrantes”.

Durante o seu discurso, o Secretário-Geral enfatizou o que ele chamou
os três desafios sem precedentes que batem às nossas portas neste tempo de grande desordem geopolítica”:
“Discurso de ódio xenófobo que alimenta o terrorismo através das redes sociais, mudança climática criada pelo homem e imigração em massa.

Os perigos colocados pelo terrorismo islâmico radical nunca foram mencionados durante o discurso. No entanto, ele alertou para que “a agenda dos Direitos Humanos vem perdendo terreno para a agenda da soberania nacional”.



- VOICE OF EUROPE


Criado para todo o serviço

Uma nota breve:

A ONU é hoje apenas uma ferramenta ao serviço da Nova Ordem Mundial islamista/comunista/globalista. Para chegar a esse objectivo a ONU tem que abater os Estados Unidos e Israel, os maiores obstáculos, pela sua força e simbolismo civilizacional, respectivamente. E Guterres é um  lacaio a preceito, que se presta a tudo para conservar o seu tacho.



Nota em Março de 2021: Os canalhas retiraram o vídeo, como sempre.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!