sábado, 29 de agosto de 2020

George Floyd (criminoso, gangster, drogado, actor pornográfico) morreu de OVERDOSE de fentanil


Caos na América por um crime racista? George Floyd morreu de overdose de fentanil, resultados de autópsia e resultados do promotor mostram 


O Gabinete do Promotor Distrital do Condado de Hennepin divulgou as suas conclusões.

O médico legista do condado de Hennepin, Andrew Baker, que analisou o exame de sangue de George Floyd, diz que as substâncias encontradas o levam a concluir que foi uma morte por overdose.


"Os seus pulmões tinham duas a três vezes o peso normal"

Na verdade, quando Georges Floyd disse "Não consigo respirar", era verdade, mas não por causa da asfixia pelo joelho do polícia: os seus pulmões estavam saturados.



 © Christian Larnet para Dreuz.info.

via

https://www.europe-israel.org/2020/08/chaos-en-amerique-pour-un-crime-raciste-george-floyd-est-bien-mort-dune-overdose-de-fentanyl-selon-les-resultats-de-lautopsie-et-les-conclusions-du-procureur/?utm_medium=recirculated&gdpr_consent=&gdpr=true&utm_source=contentza&utm_campaign=Europe%20Israel%20-%20Side%20Bar%20(alt)


Os media, que não ligam nenhuma a verdadeiros crimes racistas que vitimam pessoas de outras cores, conseguiram transformar o caso George Floyd em três meses de destruição nos Estados Unidos.
Derek Chauvin, que (num péssimo trabalho policial) colocou o joelho sobre o pescoço de Floyd, era um velho conhecido (tinham feito segurança privada juntos) e andavam de candeias às avessas. Mas interessava fazer isto passar por "crime racista", para ajudar a acabar com a Polícia, com os Estados Unidos e com o Mundo Livre.

NOTA: Não temos nada contra as actividades pornográficas de George Floyd ou seja de quem for. Mas quando Trump é "acusado" (como se fosse um crime) de ter tido uma ligação com uma estrela porno, assinalamos o habitual "um peso e das medidas" da esquerda, atacando Trump (que nunca foi actor porno) e absolvendo Floyd.
Não o encorajamos a fazê-lo, mas se duvida desta faceta de São George Floyd, confira aqui, mas tenha em atenção que se trata de imagens explícitas).


Cientes de que vão perder as eleições, os extrema-esquerdistas procuram, pelo menos, deixar a Trump um país em ruínas.
E qualquer pretexto serve.
Mesmo promover o criminoso de carreira, gangster e drogado George Floyd, a mártir e santo.


Os mundialmente aclamados terroristas islâmicos da Fatah/"Autoridade Palestina" investiram-no de honras de figurar no seu museu dos "mártires", ao lado dos que ganharam essa honra assassinado judeus. O que também é irónico, pois quem chamou a Polícia para denunciar Floyd, que andava a passar notas falsas, foi precisamente um "palestino":

E a fabricação do mito não pára. Ainda agora, o Distrito Escolar do Texas, Estados Unidos, adoptou material escolar que compara a Polícia aos traficantes de escravos e ao Ku Klux Klan:



A Esquerda não tem vergonha. Não hesita em fazer lavagem cerebral às crianças para as fazer odiar o Mundo Livre e amar os regimes comunistas e islâmicos.


Veja os nossos posts:

A CARREIRA CRIMINOSA DE GEORGE FLOYD

George Floyd espancou e apontou uma arma à barriga de uma MULHER NEGRA GRÁVIDA



Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!