quarta-feira, 3 de junho de 2020

"Manifestantes" matam David Horn, polícia e Negro, e ninguém liga

David Dorn, assassinado pelos terroristas domésticos da extrema-esquerda nos Estados Unidos. Os HIPÓCRITAS estão caladinhos.

Protestos contra a morte de George Lloyd? Nada contra, desde que sejam ordeiros, mas não há ainda nada que nos diga que o motivo foi racismo (a vítima e o polícia tinham trabalhado juntos num restaurante durante anos), mas foi péssima actuação policial. No mínimo.

Saquear lojas dignifica algum protesto?



AS VIDAS NEGRAS AFINAL NÃO CONTAM?
Agora os terroristas domésticos dos Black Lives Matter, Antifa e outros, estão a matar polícias Negros, e  ninguém se rala Entre outros que já foram baleados, atropelados, esfaqueados, morreu David Horn, um polícia que era Negro.Ninguém se rala, nem se fala nisso.
Rala-se Trump, que apresentou condolências à família. A extrema-esquerda está-se nas tintas. A morte de George Lloyd foi apenas um pretexto para a fase 2 do plano de destruição dos Estados Unidos: após a sabotagem económica com a famigerada quarentena, agora a guerra civil.
A jornaleirada vai fazer discursos "virais"? Vai chorar em directo por David Horn como chorou por George Lloyd? Vai ao menos dar a notícia? Ou não se enquadra na narrativa?

Etc.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Felipe Neto recomenda SODOMIA

  Olavo de Carvalho avisou - é atrás das crianças que eles andam! Felipe Neto, o ídolo da juventude, o queridinho do Sistema, o modelo para ...