sábado, 20 de junho de 2020

EUA: Cidadão de 1ª classe espanca nonagenária (e ninguém liga nenhuma)

1. Se o agressor fosse branco e a vítima negra, haveria acusações de racismo, motins, boicotes, condenações, incêndios, pilhagens, mortos e feridos.
2. Assim, ninguém liga nenhuma. Porque o agressor é negro e se chama Rashid. Acumulando dois jokers (negro e muçulmano) pode fazer tudo quanto lhe apeteça. É intocável. Os media estão em silêncio. Dar esta notícia seria considerado "racismo"!
3. O criminoso violento, bandido de carreira, já tinha sido preso 103 vezes, e continuava a passear-se, a cometer abusos sexuais, a espancar pessoas, etc.. É capaz de ser por causa do "racismo sistémico" de que a Esquerda acusa os Estados Unidos e o Mundo Livre.

O bandido que deu um soco numa mulher de 92 anos em Manhattan foi preso na terça-feira. Rashid Brimmage, 31 anos, é um criminoso de carreira e um criminoso sexual com mais de 100 detenções.
 Note que a senhora bateu com a cabeça numa boca de incêndio:



https://worldisraelnews.com/watch-thug-who-punched-92-year-old-woman-in-manhattan-arrested/?utm_source=MadMimi&utm_medium=email&utm_content=90%2C000+Jews+Coming+to+Israel%3B+Trump+Stunned+as+Niece+to+Publish+Terrible+Tell-All%3B+Israeli+Heritage+Sites+to+Fall+into+Palestinian+Hands%3B+%E2%80%98It%E2%80%99s+the+Intifada+in+France%E2%80%99&utm_campaign=20200617_m158856375_90%2C000+Jews+Coming+to+Israel%3B+Trump+Stunned+as+Niece+to+Publish+Terrible+Tell-All%3B+Israeli+Heritage+Sites+to+Fall+into+Palestinian+Hands%3B+%E2%80%98It%E2%80%99s+the+Intifada+in+France%E2%80%99&utm_term=WATCH_3A+Thug+Who+Punched+92-year-old+Woman+in+Manhattan+Arrested




Imagens de vigilância do incidente mostram quando eles cruzaram o caminho na 3rd Avenue entre a 15th e a 16th Street, em Manhattan, às 15:23 da sexta-feira.

O suspeito - nas imagens vestindo t-shirt roxa ou azul e calções estampados - estende o braço para atingir a mulher.
A Polícia prendeu Rashid Brimmage, 31 anos, que regista 103 detenções anteriores. Ele foi acusado de agressão.

Um tweet do NYPD na manhã de terça-feira disse que o suspeito de agressão "empurrou uma mulher de 92 anos de idade para o chão, batendo com a cabeça contra uma boca de incêndio".


Rachad tornou-se um criminoso sexual nível 2 depois de ser preso em 2014 por abuso sexual persistente.

Em Maio do mesmo ano, ele foi preso por se despir e se masturbar numa rua no East Harlem, informou o Post.


Dois meses depois, em Julho de 2014, ele foi preso por agarrar as nádegas de uma mulher numa lanchonete na 3rd Avenue.

Registos públicos mostram que ele foi condenado por agredir um estranho de 41 anos em Março de 2012.


Nos últimos três meses, Brimmage foi preso três vezes por agressões.


Uma semana depois, ele voltou à mesma loja e bateu numa mulher de 39 anos.


Ele foi preso recentemente em 9 de Março por bater num homem de 29 anos numa pizzaria do Harlem.

[...]


A idosa, identificada como natural do Bronx com o nome de Geraldine, sofreu alguns ferimentos e foi levada ao hospital.

Ela disse à ABC numa entrevista: "Estou com muito medo. Tenho medo de sair sozinha, e é muito perturbador. É muito perturbador. "

[...]

"Eu me sentia-me muito segura na cidade e agora acabou. Tenho medo de sair", disse ela.

[...]
Daily Mail via

https://www.europe-israel.org/2020/06/new-york-un-homme-frappe-sans-raison-une-femme-de-92-ans-il-avait-deja-ete-arrete-103-fois-video/


4. Os judeus são rotineiramente espancados por pessoas negras nas ruas de Nova Iorque - quando não são abatidos a tiro.
Claro que ninguém liga (até batem palmas)! Esta senhora de 92 anos não era de origem judaica - era uma pessoa, portanto - mas nem assim.
Cá temos mais um exemplo de que o que começa com os judeus nunca se fica apenas pelos judeus.




5. Os países livres são acusados pela Esquerda de "racismo sistémico".  Nos países islâmicos - apoiados pela Esquerda - as pessoas negras ainda são escravizadas, mas com isso a Esquerda não se preocupa. Nem um bocadinho.
6. Caso a Polícia seja abolida, como a Esquerda exige, pessoas como Rashid Brimmage multiplicarão os seus crimes.
7. É isso que a Esquerda quer: quanto mais caos, melhor. Assim, há uma chance de tomada do poder pela força, porque de outra forma nunca lá chegam.

Mamadou Ba, o senegalês racista antissemita do Bloco de Esquerda, possivelmente muçulmano, declara abertamente que a Polícia deve acabar. A Polícia portuguesa, bem entendido! A do seu Senegal... não!





Sem comentários:

Enviar um comentário