segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Massacre de Jersey: Conexão Islâmica/Supremacista Negra

Na sequência de:

Novo massacre de judeus em Jersey, EUA

Jersey: Afro-americanos festejam massacre de judeus



 TERRORISTAS DE JERSEY, INSTIGADOS PELA "NAÇÃO DO ISLÃO", PLANEAVAM MATAR 5O CRIANÇAS JUDIAS NA YESHIVA* LOCAL.

Os media culpam Trump por tudo. Mas quando um queridinho da Esquerda está por trás de um assassinato em massa - nem piam!

     O terrorista Anderson ouvia continuamente gravações em áudio do antissemita Louis Farrakhan.


 Os terroristas David Andetosn e Francine Graham.


     O tema permanente das conversas de Anderson era como a sua era a única fé verdadeira, enquanto as outras - especificamente o Catolicismo e o Judaísmo - eram falsas.
* Uma yeshiva é uma escola religiosa judaica, o equivalente a um seminário, para quem tem formação cristã, como nós.


Louis Farrakhan é um admirador de Hitler, apela regularmente a que os gays sejam decapitados e expressa publicamente o seu desejo de que os Estados Unidos sejam completamente arrasados. Repete os libelos anti-semitas dos Protocolos dos Sábios do Sião e, especialmente por isso, é simplesmente adorado pela esquerda norte-americana, pela extrema-esquerda e pelos neo-nazis.

Terroristas de Jersey City planeavam matar 50 crianças judias na Yeshiva local

Por Yeshiva World, 13 de Dezembro de 2019:

Apenas a uma porta do Supermercado JC Kosher, palco do ataque terrorista em Jersey City, está o Cheder local, com aproximadamente 50 crianças. Muitos especularam que os terroristas tinham munições mais do que suficiente para matar algumas pessoas num supermercado, e temiam que o alvo pretendido fosse a escola.

Esse medo passou a confirmação na manhã de sexta-feira, como o presidente do município de Jersey City, Fulop, twittando:

"A minha opinião é que, à medida que forem surgindo mais informações, ficará cada vez mais claro que o alvo eram as 50 crianças na Yeshiva que fica pegada a essa loja. Nós nunca saberemos 100%, mas a porta para a yeshiva estava a 3 pés de distância e o terrorista vai nessa direcção primeiro.

É uma tragédia horrível, mas mesmo na escuridão e com vidas perdidas, há alguma luz porque, sem dúvida, a bravura/resposta rápida da Polícia evitou que as pessoas tivessem ficado encurraladas na loja, pois poderia ter sido muito pior. ”
Nos vídeos pode ver-se as imagens dos terroristas captadas pelas câmaras de segurança :




As investigações vão desvendando a conexão entre islamistas e supremacistas Negros em mais este massacre dirigido a judeus nos Estados Unidos:

Ahmed A-Hady, muçulmano de Nova Jersey, preso em conexão com assassinato em massa no mercado judeu em Jersey City

Ahmed A-Hady foi preso quando as autoridades expandiram a sua investigação sobre o ataque na cidade de Jersey City, agora visto como um acto de terrorismo doméstico. Pouca ou nenhuma cobertura da Imprensa, é claro...  
Ahmed A-Hady, 35 anos, de Keyport, foi encontrado na posse de 10 armas ilegais e 400 cartuchos de munição.

    USA Today: Um operador de uma loja de penhores foi preso por uma acusação de posse ilegal de armas e uma carrinha foi apreendida numa cidade a 16 quilómetros de distância, enquanto as autoridades expandem a investigação sobre a violência na cidade de Jersey City, na semana passada, agora vista como um acto de terrorismo doméstico.

    A carrinha branca recuperada na cidade de Orange em Nova Jersey, a 16 quilómetros a noroeste de Jersey City, está a ser examinada em busca de evidências relacionadas com o ataque que deixou seis pessoas mortas, incluindo os atiradores, informou o FBI. A carrinha não é a da U-Haul que os assassinos levaram para o local.

    Também neste sábado, Ahmed A-Hady, 35 anos, foi preso por posse ilegal de uma arma de fogo. O Procurador dos EUA, Craig Carpenito, disse em comunicado que o FBI apreendeu várias armas e mais de 400 cartuchos de munição durante buscas no local de trabalho e na casa de A-Hady.


Adeptos do grupo supremacista Negro "Hebreus Israelitas Negros".


A seita Nação do Islão e a seita Hebreus Israelias Negros primam por um antissemitismo visceral. São mutuamente exclusivas, pois, segundo o Islão, os judeus são as piores das pessoas e só merecem a morte, enquanto que segundo a seita Hebreus Israelitas Negros, são eles os "verdadeiros judeus". Duas ideologias incoerentes e uma colaboração incoerente entre as duas - que o ódio comum justifica.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!