quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Mais provas do conluio China-Bidens



 Na sequência de:

Hunter Biden em mais escândalos de corrupção, drogas e abusos sexuais


Provas do conluio da China com os Bidens. China forneceu informações sobre como derrotar o Presidente Trump nas eleições de 2020


De conluio estão também a esquerda e os media, para esconder todos estes factos:

 

EXCLUSIVO: Evidência que a China fez conluio com os Bidens e forneceu informações sobre como derrotar o presidente Trump nas eleições de 2020 
 
Por Joe Hoft, The Gateway Pundit, 5 de Janeiro de 2021
O relacionamento do gangue de Biden com o Partido Comunista da China incluiu conluio com o PCCh numa estratégia para derrotar o presidente Trump nas eleições de 2020. 

Hunter Biden deixou o seu computador portátil numa loja de reparação de computadores há mais de um ano, para arranjar. 
 
O computador de Hunter acabou por se tornar propriedade do dono da loja, devido à incapacidade de Hunter de vir buscar o seu computador. De acordo com o acordo assinado por Hunter e o reparador, se Hunter não viesse buscar o computador, este passaria a ser propriedade do dono da loja.
Hunter nunca foi buscar o computador. Nos últimos meses, especialistas analisaram o portátil de Hunter. Com base nessas análises, relatámos vários detalhes nojentos da vida de Hunter e da família Biden, analisando esses dados. 
 
Hunter manteve um diário no portátil. Ele também fez backup das suas mensagens de texto e manteve fotos e vídeos de si mesmo, prostitutas e membros da família usando drogas e fazendo sexo. Hunter até carregou alguns desses vídeos de sexo no site porno PornHub:
 

 
Yaacov Apelbaum no Illustrated Primer fornece algumas descobertas mais chocantes escondidas no portátil de Hunter. 
 
Escondido entre dezenas de milhares de e-mails, mensagens instantâneas, documentos, vídeos, gravações de som e arquivos criptografados, está uma colecção de comunicações entre Hunter Biden e uma tal JiaQi iaQi, também conhecida como JaiQi Bao, também conhecida como Jiaqi Wang, também conhecida como Jiaqi Wang Bao, também conhecida como Wang Bao Jiaqi, também conhecida como Qinping Bao, também conhecida como TianTian Bo, foi assistente/conselheira de Ye Jianming nos Estados Unidos.  
 
Se você não se lembra do elenco de personagens neste quebra-cabeça chinês, Ye Jianming, era o presidente do consórcio de energia Huaxin da China e parceiro de negócios de Hunter e Jim Biden.  
 
Ye Jianming e a sua equipa baseada nos EUA trabalharam em estreita colaboração com a espionagem chinesa, que controlava grande parte da estratégia, financiamento e operações no exterior do CEFC e de outra joint venture chinesa de Biden chamada Bohai Harvest RST (BHR).
 
Apelbaum fornece fotos de JiaQi e mais informações no seu site:
 
 


Apelbaum escreve:  
 
Seguindo as tácticas tradicionais, JiaQi foi usada para adoçar o compromisso de negócios já de si muito açucarado, de Hunter com o CEFC. Ela ficou de olho em Hunter na sua base em Nova Iorque e agiu como intermediária entre as autoridades chinesas estrangeiras e os Bidens.  
 
Numa mensagem, JiaQi escreveu: “… Em relação à entrega dos teus "dog-tag" e pacotes de férias/aniversário, eu mantive os teus pertences em segurança como prometido. Não acho que seja apropriado entregar a terceiros devido ao risco de falha de comunicação, como aconteceu anteriormente. Que tal eu ir entregá-los pessoalmente ou via FedEx num endereço designado onde possas recebê-los directamente? ”
 
 
Com base na nota acima e na imagem abaixo, sabemos que JiaQi se referia aos "dog-tag" que Hunter usa, provavelmente pertencentes ao seu irmão:
 
 
Mas o relacionamento de Hunter com JiaQi era mais do que sexual. O PCCh, por meio de JiaQi, estava a bajular os Bidens e a fornecer informações aos Bidens sobre como derrotar o Presidente Trump na eleição. Aqui está um exemplo - um e-mail de 2 páginas para Hunter oferecendo sugestões:


E a página 2:



Existem inúmeras outras comunicações semelhantes dos chineses aos Bidens. Incluindo estratégias inteiras, conforme observado nas actas da diretoria de uma empresa em que Hunter estava, a BHR Partners. 
 
Como Apelbaum observa: 
Estes e alguns dos outros documentos sugerem fortemente que o governo chinês se envolveu em plena influência e interferência eleitoral em solo americano por meio de empresas de fachada como CEFC, HBR e outras, e que Hunter, Jim e Joe Biden conspiraram activamente nessas operações.
A família Biden e a China conspiraram, numa estratégia para vencer as eleições de 2020. Há muito para apoiar esta afirmação.

 

- Via GELLER REPORT

 

Segundo se diz, as ofertas a Hunter Biden não foram apenas dinheiro e jóias - a potência estrangeira também lhe terá oferecido parceiras para os seus vídeos pornográficos.
(Mais uma vez: Hunter Biden, ainda que seja um corrupto e testa de ferro do seu pai Joe Bidem, ainda que seja criminoso de carreira, drogado e tarado sexual, é livre de fazer e partilhar os vídeos pornográficos que bem entenda (mas que não os faça com, nem os mostre a menores, como tudo indica que tem feito).
Veja também:

 



 

P.S.: Durante quase um ano, os Antifa, os BLM e companhia causaram o caos nos Estados Unidos, queimando, destruindo, saqueando, matando:


Os media disseram sempre que se tratava de protestos pacíficos. 

Hoje, na manifestação de apoio a Trump e contra o ROUBO da eleição, extrema-esquerdistas infiltraram-se e  estão a causar problemas. Os media estão a dizer que se trata de "terrorismo" por parte de apoiantes de Trump.

Os Antifa e os BLM, hoje, pela primeira vez, não compareceram para confrontar os apoiantes de Trump.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!