domingo, 17 de abril de 2022

Chacina de Ramadão 2022 (a meio)

Todas as religiões geram violência? A "islamofobia" é um problema maior do que o terror islâmico? É realmente uma "fobia"... ou o Islão é genuinamente diferente?

Vamos descobrir, mantendo a contabilidade dos ataques terroristas e das mortes durante o mês mais sagrado do Islão.




17 de Abril de 2006 (faz hoje 16 anos): ataque islâmico à bomba contra um restaurante em Tel-Aviv, Israel: 11 mortos, 8 dos quais crianças. A organização Jihad Islâmica reivindicou o ataque. Começa sempre com os judeus. Maomé começou por matar "apenas" judeus, por recusarem converter-se...

 

Ramadão de 2022 (de 1 de Abril a 1 de Maio), aos 16 dias de Ramadão:


Ataques terroristas praticados em nome do Islão: 78

Mortos contabilizados: 397

Todas das outras religiões do Mundo (alguns milhares) combinadas: 0 ataques terroristas e 0 mortos. 

 

Ramadão de 2021 (12 de Abril a 12 de Maio):


Ataques terroristas praticados em nome do Islão: 222

Mortos contabilizados: 1103

Todas das outras religiões do Mundo (alguns milhares) combinadas: 0 ataques terroristas e 0 mortos. 

 

Ramadão de 2020 (23 de Abril a 23 de Maio):


Ataques terroristas praticados em nome do Islão: 175

Mortos contabilizados: 718

Todas das outras religiões do Mundo (alguns milhares) combinadas: 0 ataques terroristas e 0 mortos. 

 

Ataques terroristas mortais praticados em nome do Islão deste o 11 de Setembro de 2001, quatrocentésimo aniversário da derrota dos maometanos às Portas de Viena e início da presente jihad (guerra santa):

 

"É muito mais fácil agir como se os críticos do Islão tivessem um problema com os muçulmanos como pessoas, do que aceitar a incómoda verdade de que o Islão é diferente."


Fonte: A RELIGIÃO DA PAZ/THE RELIGION OF PEACE

 

Este site mantém a contabilidade diária possível (muitas chacinas nunca chegam ao conhecimento público) do terrorismo islâmico desde o 11 de Setembro de 2001. Pode consultar a lista detalhada AQUI.

 

 

A ideologia islâmica é activamente, militantemente branqueada pelos jornalistas de todo o Mundo. 
Quando, por lhes ser impossível esconder a realidade, noticiam alguma coisa, omitem sempre a motivação islamista dos massacres. 

 

 

O Islão pune com a morte quem queira abandonar a religião, pune com a morte os homossexuais e as mulheres supostamente adúlteras, ordena a execução ritual dos "infiéis", ou em alternativa a sua escravização, e prevê penas horrendas (por exemplo o corte de membros) para delitos menores (por exemplo para uma criança faminta que roube pão, como temos aqui demonstrado, com centenas de vídeos e outros documentos). Entre muitas outras atrocidades, nomeadamente o tratamento dispensado às MULHERES.

Quem no Mundo Livre se atreve a dizer a VERDADE sobre a ideologia e a prática islâmica (que pior que o Nazismo e o Comunismo juntos) é perseguido, ameaçado, sofre as mais diversas represálias, vai parar à cadeia e  não raras vezes é assassinado pelos zelotas islâmicos.

A Esquerda sente uma enorme afinidade com o Islão porque tem em comum como inimigos a Liberdade, a Democracia e a Civilização, bem como os dois países-chave na defesa desses valores: Estados Unidos e Israel.

O resto das pessoas quer é futebol, novelas, discotecas, Facebook, notícias covideiras e outras frivolidades. A Televisão mantém as massas pela trela.

Vamos a meio do Ramadão de 2022. O Islão já assassinou 397 pessoas inocentes. Ninguém sabe. Ninguém quer saber. Se um cristão, um judeu, um budista, um hindu, um xintoísta, um espiritista, um umbandista, fizessem um ataque terrorista em nome da respectiva crença religiosa, não se falaria de outra coisa durante anos.

  

Shoko Asahara e o seu grupo religioso Verdade Suprema mataram 13 pessoas num ataque terrorista em Tóquio. O líder e mais 6 membros foram enforcados e ninguém em todo o mundo esboçou qualquer defesa da ideologia em questão. Se se tivesse tratado de muçulmanos, a versão oficial era de que não tinham compreendido bem a religião.


Este post fica na nossa pequena secção ESTATÍSTICAS ISLÂMICAS, onde pode encontrar, por exemplo: 

 

ISLÃO: MAIS DE 670 MILHÕES DE MORTOS INOCENTES

COMO O ISLÃO DESTRÓI AS SOCIEDADES

MIL MILHÕES DE MUÇULMANOS QUEREM A LEI ISLÂMICA SHARIA

Islão mata 167.000 em 40 anos - mapa interactivo




O QUE O ISLÃO ORDENA E PRATICA:

Tu deves matar aqueles que insultam o Islão ou Maomé. Alcorão 33:57

Tu deves crucificar e amputar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4

Tu deves matar os não-muçulmanos para garantir receber as 72 virgens no céu. Alcorão 9: 111

Tu deves matar quem deixar o Islão. Alcorão 2: 217, 4:89

Tu deves decapitar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4
Tu deves matar e morrer por Alá. Alcorão 9: 5
Tu deves aterrorizar os não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 8:60
Tu deves roubar e furtar os não-muçulmanos. Alcorão Capítulo 8 (Saque / Espólios de Guerra)
Tu deves mentir para fortalecer o Islão. Alcorão 3:28, 16: 106
Tu deves lutar contra os não-muçulmanos, mesmo que você não queira. Alcorão 2: 216
Tu NÃO deves tomar os não-muçulmanos como amigos. Alcorão 05:51
Tu deves chamar os não-muçulmanos de porcos e macacos. Alcorão 5:60, 7: 166, 16: 106
Tu deves tratar os não-muçulmanos como as criaturas mais vis, que não merecem misericórdia. Alcorão 98: 6
Tu deves tratar os não-muçulmanos como inimigos jurados. Alcorão 4: 101
Tu deves matar os não-muçulmanos por não se converterem ao Islão. Alcorão 09:29
Tu deves extorquir não-muçulmanos para manter o Islão forte. Alcorão 09:29.

ENTÃO MAS ISTO AINDA ESTÁ EM VIGOR?
Claro que sim! No Islão é PROIBIDO fazer qualquer reforma. Quem o tentar é condenado à morte. O Islão (uma ideologia mais assassina, genocida, maléfica e diabólica que o Nazismo e o Comunismo juntos) mantém-se no século 7. 
Clérigos, líderes políticos e os muçulmanos no geral, são unânimes:
O SANGUE E AS PROPRIEDADES DOS INFIÉIS PERTENCEM AOS MUÇULMANOS:






Temos alguns milhares de posts. Desses milhares, uma boa metade trata da invasão islâmica. Já fomos censurados pelo Google/Blogger/Youtube, já fomos difamados pelo sinistro Polígrafo. E como nós, todos os que se opõem à islamização do Mundo Livre.


NÃO HÁ DESCULPAS, TODOS PODEM SABER A VERDADE: 



O Papa Francisco I, proclamado "Defensor do Islão", exorta de novo os cristãos à rendição.

 

LEI ISLÂMICA EM AÇÃO 

THE RELIGION OF PEACE

BARE NAKED ISLAM

JIHAD WATCH

GELLER REPORT

RAYMOND IBRAHIM

WINDS OF JIHAD

Etc., etc., etc....

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!