domingo, 12 de junho de 2022

Andrea Bocelli visita Muro das Lamentações

Famoso tenor italiano Bocelli visita Muro das Lamentações após show em Tel Aviv




Bocelli teria dito a Netanyahu que, embora actualmente resida na Toscana, Itália, se pudesse mudar-se para qualquer lugar do mundo, seria Israel.

Por Shiryn Ghermezian, The Algemeiner

O lendário tenor italiano Andrea Bocelli visitou o Muro das Lamentações em Jerusalém na quinta-feira, um dia depois de se apresentar para mais de 20.000 pessoas num espectáculo em Tel Aviv.

O cantor premiado visitou a Cidade Velha de Jerusalém com a sua família e amigos, de acordo com o site oficial do Muro das Lamentações.

Ele também se encontrou com o rabino do Muro das Lamentações e locais sagrados, Shmuel Rabinowitz, bem como o director da Fundação do Património do Muro das Lamentações, Mordechai Eliav, “que lhe mostrou descobertas do período do Segundo Templo que haviam sido encontradas no Túneis de Parede.”

Bocelli também visitou a Igreja do Santo Sepulcro e outros locais em Jerusalém.

O cantor de “Con Te Partirò”, cego desde os 12 anos, carregou na sua página do Facebook dois posts que incluem fotos da sua visita a Jerusalém, bem como um vídeo de seu concerto em Tel Aviv. Em ambas as postagens, a sua equipa escreveu nas legendas “Nós defendemos a PAZ. Qualquer comentário político será apagado”.

O show de Bocelli no Estádio Bloomfield de Tel Aviv na noite de quarta-feira ao lado da Orquestra Filarmónica de Israel e do Coro Israelita Gary Bertini foi a sua primeira apresentação em Israel em 11 anos.

A cantora pop israelita Shiri Maimon cantou com Bocelli “The Prayer” dueto que ele originalmente gravou com Celine Dion. Ele também se apresentou no palco ao lado do seu filho Matteo e da sua filha mais nova Virginia, que cantou “Hallelujah” de Leonard Cohen.

O público incluiu o ex-primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, o director de cinema Quentin Tarantino e o ex-embaixador dos EUA em Israel, David Friedman. Segundo o The Jerusalem Post, Bocelli teria dito a Netanyahu que, embora actualmente resida na Toscana, Itália, se pudesse mudar-se para qualquer lugar do mundo, seria para Israel.


 Via:




Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!