quinta-feira, 16 de junho de 2022

Juiz, líder LGBTQ+, pedófilo, criminoso...

Olavo de Carvalho avisou durante anos que o objectivo final da doutrinação das crianças na ideologia LGBTQ+ era a obtenção da permissão legal para os pervertidos atacarem as crianças.   
Olavo dizia que a sua profissão era ter razão, e cada vez nos parece mais que ele estava certo.

Há muito que falamos nisto. Os dois mais recentes posts sobre o assunto foram estes: 

O objectivo supremo do movimento LGBTQ+ 

“Seremos todos gays em 2054”

Agora veja bem a que se dedica este Juiz e financiador destacado dos programas de sexualização das crianças:

 

Líder da organização 'A Hora das Histórias contadas por Drag Queens' é preso por pornografia infantil

 


Brett Blomme – ex-líder da Cream City LGBTQ+ Foundation, que administra um programa Drag Queen Story Hour – foi preso sob acusação de posse de pornografia infantil.

Blomme, de 38 anos, foi preso “após uma investigação sobre vários carregamentos de pornografia infantil por meio de uma conta do aplicativo de mensagens Kik, em Outubro e Novembro de 2020”, segundo um comunicado.

Um mandado de busca de 44 páginas arquivado na sexta-feira por um agente especial da Divisão de Investigação Criminal (DCI) disse que os investigadores encontraram Blomme, usando o nome “dommasterbb”, carregado 27 vídeos e imagens contendo pornografia infantil. Dois dos arquivos foram carregados num prédio do governo do condado de Milwaukee, pode ler-se no mandado de busca”.

Blomme actuou anteriormente como presidente da Cream City Foundation, de 2017 a 2020, que se descreve como “mobilizando recursos filantrópicos, aproveitando o orgulho, a paixão e o compromisso LGBTQ +”.

A fundação também administra um programa de Drag Queen Story Hour, um evento que “captura a imaginação e o jogo da fluidez de género da infância e dá às crianças modelos glamorosos, positivos e descaradamente queer”.

“Em espaços como este, as crianças podem ver pessoas que desafiam rígidas restrições de género e imaginar um mundo onde as pessoas podem apresentar-se como quiserem, onde fazer de conta  é real”, acrescenta uma descrição.

O emprego de Blomme no momento da prisão era de juiz do Tribunal do Condado de Milwaukee.

Ele derrotou o titular republicano declarando-se uma “alternativa progressista” durante a campanha.

Traduzido de:


 

COMENTÁRIO

 

Os "apuradores de factos" já vieram "desmentir" a notícia. 
E como? Não negam que este juiz apanhou 9 anos de cadeia pelas suas abjectas actividades, nem negam que ele é um financiador e líder destacado destas aberrações. 
Pegam num título de um post aleatório no Facebook, em que Brett é equivocadamente referido como presidente da associação, e daí "concluem" que a notícia é "falsa".

Toda essa gentalha dos polígrafos da vida é extrema-esquerda da piorzinha... 

De notar também que é preciso procurar bastante na Internet para encontrar esta história. O Google e outros motores de busca varrem este lixo para baixo do tapete.

A jornaleirada amestrada não toca no caso. A inefável Reuters vem mesmo com uma "notícia" a amenizar as culpas do Juiz, com os mesmos argumentos podres.

Só publicações locais e publicações relativamente conservadoras dão a notícia com verdade. 

Aliás, os esquerdistas mais cínicos são mesmo capazes de dizer que é mentira porque a FOX deu, mas a CNN não deu. 

O Washington Times mostra a foto do juiz já com a roupa de presidiário.

 

 

HONRA AO YAHOO NEWS 

 

Noticia os 9 anos de cadeia e informa que este indivíduo era Juiz num Tribunal de Família. 
Conta também que ele disse em Tribunal que "ficou a saber que a repressão que sofreu enquanto adolescente gay na zona rural do Iowa pode ter levado aos seus desejos desviantes"!

 

Ora gaita, senhor Brett Blomme! 
Um homem adulto, Juiz de Família e Menores, activista LGBTQ+, precisou de ser preso para "ficar a saber" de tal coisa? Não lhe ocorreu que a sua conduta era criminosa? Não lhe ocorreu procurar ajuda psiquiátrica? OU NÃO QUIS?

 


À esquerda, Brett com o "marido" e os "filhos".


O Winsconsin Right Now dá pormenores verdadeiramente mortificantes sobre a natureza dos vídeos carregados pelo Juíz e activista. Na nossa opinião, estas pessoas mereceriam um castigo bem mais pesado que 9 anos de cadeia. No mínimo, prisão perpétua.



UM PESO, DUAS MEDIDAS 

 


Um outro Juiz Brett, de apelido Kavanaugh, foi condenado no tribunal mediático porque apareceu uma fulana a acusá-lo de, nos tempos da Universidade, ter baixado as calças em frente dela. 

Nada foi provado. Tudo indica que a fulana era uma mera agitadora anti-Trump.



Congresso de bruxas e bruxos de Nova Iorque reuniu-se para amaldiçoar Brett Kavanaugh.

 

O planeta foi bombardeado com o linchamento moral do homem, cujo único crime foi ter sido designado por Trump para integrar o Supremo Tribunal *. 

O Juiz apontado por Trump nunca se livrará da fama de ser um "violador". 

Já este criminoso, por ser LGBTQ+ e esquerdista, não merece qualquer atenção da mesmíssima Imprensa que infernizou a vida de Kavanaugh.

 

* - Falámos do assunto como introdução a este post:

Ocultismo, New-Age, Nazismo e Extrema Esquerda

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Suspendemos aqui as postagens regulares

  A todos os excelentes amigos e fiéis leitores, que sempre nos honraram com o seu apoio, o nosso MUITO OBRIGADO!