sexta-feira, 8 de dezembro de 2023

Filhos de Israel morrem em combate. Filhos do Hamas relaxam no Qatar.

Enquanto os filhos de ministros e altas patentes do Exército de Israel morrem em combate, as chefias do Hamas e suas famílias levam vida de luxo no Qatar, têm jactos particulares e mansões na Côte d'Azur, bebem champanhe, mantêm amantes de luxo e troçam do mundo inteiro, que manda para Gaza biliões, gastos em terrorismo e em luxo.

Realçámos o essencial da notícia a amarelo:

O ex-chefe do Estado-Maior das FDI, Gadi Eizenkot, e o seu filho, Gal Meir.

 

O número de soldados israelitas mortos na operação em Gaza sobe para 89, já que o filho do ex-chefe do Estado-Maior Gadi Eizenkot foi morto no cumprimento do dever.

Mais três soldados das Forças de Defesa de Israel foram mortos na operação terrestre de Israel na Faixa de Gaza, anunciou o Exército na tarde de quinta-feira, elevando o número total de vítimas entre as forças israelitas para 89.

Dois dos soldados mortos foram identificados na quinta-feira como major (res.) Jonathan David Deitch do 6623º Batalhão de Reconhecimento da 55ª Brigada, um residente de Harish de 34 anos; e o sargento de 25 anos. (res.) Gal Meir Eizenkot do 699º Batalhão da 551ª Brigada, residente em Herzliya.

Eizenkot é filho do Ministro Gadi Eizenkot (Unidade Nacional), que já serviu como Chefe do Estado-Maior das FDI.

Gal Meir Eizenkot será sepultado no cemitério militar em Herzliya às 11h de sexta-feira.

“Gal, reservista das FDI, não hesitou em se alistar para servir o seu país, o país que ele foi ensinado a amar durante toda a sua vida, e que ele amou com toda a sua alma”, disse o ministro Benny Gantz, chefe do partido Unidade Nacional.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu também enviou as suas condolências.

“Sara e eu estamos com o coração partido pela perda do vosso filho, Gal. Choramos com vocês. Abraçamo-vos. Gal foi um soldado corajoso e um verdadeiro herói. Envio as minhas mais profundas condolências à sua família e a todas as famílias dos nossos heróis caídos.”

 


- Israel é  um Estado livre e democrático, com direitos e deveres iguais para todos (salvo seja, porque os Árabes só têm regalias, nomeadamente a de só fazerem serviço militar se quiserem)

- O Hamas é um grupo terrorista dominado por uma elite hipócrita, que manda os filhos do povo serem "mártires de Alá": 

 

Filho do líder do Hamas gastou milhares em jóias, mostram recibos

 

Jerusalém, 7 de Dezembro de 2023 (TPS) -- Recibos e outros documentos apreendidos por soldados israelitas em Gaza e divulgados pelas Forças de Defesa de Israel na quinta-feira mostram que o filho do líder do Hamas, Ismail Haniyeh, gastou milhares de dólares em jóias de luxo, enquanto o resto de a população "palestina" vivia na pobreza.

Moaz Haniyeh, filho do chefe do gabinete político do Hamas, Ismail Haniyeh.

 

Foram encontrados cinco recibos de compras de jóias em 2021 e 2022, totalizando 17.861 dinares jordanianos (US$ 25.000) em lojas no Qatar e Gaza. 

A maior receita foi de uma compra de 7.400 dinares (US$ 10.430) da Grand Bazaar Doha Company no Qatar, datada de 19 de Dezembro de 2022. As FDI observaram que esse valor equivale a dois anos de trabalho para o residente médio de Gaza. (...)

 

 Traduzido de:


Bilionários terroristas: ex-líder do Hamas Khaled Meshaal e o seu sucessor Ismail Haniyeh.

 

- Esta notícia também foi dada em meios como o Y.net News, o TIMES OF ISRAEL ou o i24News.

Fique atento aos próximos posts, pois vamos falar mais deste assunto. 

Sem comentários:

Enviar um comentário